29 min

#116 - Bolsonaro e o setor mais atrasado do agronegócio usam o pretexto da guerra para 'passar a boiada' na Amazônia Lauro e Gabeira (podcast do jornal O Globo)

    • Política

Neste podcast, Lauro Jardim e Fernando Gabeira analisam as consequências da alta dos preços combustíveis na economia e na política do país. A escalada nos preços provacada pela alta do preço do barril do petróleo no mercado internacional levou a Petrobras a anunciar na semana passsada  reajuste de 18,77% na gasolina, 24,9% para o diesel e 16,06% para o gás de botijão. Os efeitos, além de econômicos, podem trazer mais obstáculos ao presidente Jair Bolsonaro em sua campanha para reeleição. Lauro e Gabeira também conversam sobre o desastroso projeto de mineração em terras indígenas.
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou o regime de urgência para a tramitação do PL 191/2020, que libera a mineração, a construção de hidrelétricas e a plantação de transgênicos em terras indígenas. Além de Bolsonaro, um dos principais entusiastas do projeto é o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ele anunciou que será criado um grupo de trabalho composto por 20 parlamentares - treze da bancada da maioria e 7 da minoria - para discutir o texto do PL durante um período de 30 dias.  Para os colunistas, a obsessão de Bolsonaro é legalizar o garimpo e a mineração na Amazônia. O presidente e o setor mais atrasado do agronegócio usam o pretexto da guerra para ‘passar a boiada’ na Amazônia.

Neste podcast, Lauro Jardim e Fernando Gabeira analisam as consequências da alta dos preços combustíveis na economia e na política do país. A escalada nos preços provacada pela alta do preço do barril do petróleo no mercado internacional levou a Petrobras a anunciar na semana passsada  reajuste de 18,77% na gasolina, 24,9% para o diesel e 16,06% para o gás de botijão. Os efeitos, além de econômicos, podem trazer mais obstáculos ao presidente Jair Bolsonaro em sua campanha para reeleição. Lauro e Gabeira também conversam sobre o desastroso projeto de mineração em terras indígenas.
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou o regime de urgência para a tramitação do PL 191/2020, que libera a mineração, a construção de hidrelétricas e a plantação de transgênicos em terras indígenas. Além de Bolsonaro, um dos principais entusiastas do projeto é o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ele anunciou que será criado um grupo de trabalho composto por 20 parlamentares - treze da bancada da maioria e 7 da minoria - para discutir o texto do PL durante um período de 30 dias.  Para os colunistas, a obsessão de Bolsonaro é legalizar o garimpo e a mineração na Amazônia. O presidente e o setor mais atrasado do agronegócio usam o pretexto da guerra para ‘passar a boiada’ na Amazônia.

29 min

Mais de O Globo