41 min

#3 Liberdade, DIVERSIDADE, Fraternidade Troca de Olhares

    • Carreiras

Neste episódio, vamos trocar alguns olhares sobre a relação entre o indivíduo e o coletivo, uma tensão que atravessa a história e impacta o mundo do trabalho e nossa sociedade de diversas formas. Em tempos de pandemia, a dinâmica entre atender as nossas demandas individuais e preservar as necessidades coletivas nos traz diferentes dilemas. Já sentiu aquela vontade de furar a quarentena e encontrar os amigos? Pois é, desde que o lema da revolução francesa foi declarado, liberdade (indivíduo) e igualdade (coletivo) se confrontam, muitas vezes sem o apoio da fraternidade, o terceiro elemento que nos chama para uma consciência de sermos todos iguais. Ops...iguais? Será que somos mesmos? Quem sabe a experiência de ser fraterno com o diferente não seja nosso grande desafio? Quem sabe o indivíduo não precisa reconhecer a diversidade do coletivo e não buscar igualdade? Para além das imposições que a quarentena nos traz, vamos falar sobre como profissionais negros e membros da comunidade LGBTQIA+ se encontram em meio a este cabo de guerra entre individualidade e coletividade dentro das organizações. Aperta o play e vamos juntos flertar com novas ideias sobre o mundo do trabalho.



Nosso convidados:



Jean Nys é executivo de Recursos Humanos formado em Psicologia pela USP e pós-graduado em Psicodrama sócio-educacional pela PUC-SP. É apaixonado por Inclusão & Diversidade e durante suas experiência profissional tem desenvolvido diversos projetos nesta área para fortalecer o tema em organizações como Bayer e Yara Fertilizantes.



Ricardo Gonçalves é executivo senior de TI, graduado em Ciência da Computação, com MBA em gestão empresarial pela FGV. Possui mais de 19 anos de experiência em TI e 10 anos de experiência em liderança corporativa e gestão de pessoas, os quais foram dedicados ao desenvolvimento de pessoas, gestão e estratégia de TI com atuação global, implementação de programas, projetos e desenvolvimento de processos globais. Desenvolveu carreira em empresas multinacionais como MARS, PepsiCo, Bunge e Bayer, atuando em diversas posições gerenciais e funções executivas. Ricardo é casado, pai de um menino. Entre suas atividades prediletas na hora de lazer estão a fotografia, vinhos e tecnologia. Também dedica seu tempo a diversidade e inclusão dos afrodescendentes através de mentoria, palestras e entrevistas.



Christinne Plinis, 47 anos, mulher, negra, professora, na rede pública de ensino, há 28 anos. Já atuou no Ensino Médio como professora de Sociologia e no Ensino Fundamental II, como profesosra de Geografia e História. Atualmente está trabalhando na Educação Infantil e no Ensino Fundamental.



Fernanda Luz é psicóloga clínica  e cofundadora da empresa Fator Diversidade, que visa potencializar a inclusão e diversidade nas empresas através de ciência e arte. Atua no cenário corporativo e no consultório com bases psicodramáticas, atenção plena, constelação sistêmica familiar e organizacional e terapia EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing).



Site: fatordiversidade.com.br

Insta: @fatordiversidade

LinkedIn: Fator Diversidade

Face: Fator Diversidade



Dicas do quadro Olha com atenção !



https://youtu.be/SGTMSV8QUrs



https://www.amazon.com.br/Pequeno-manual-antirracista-Djamila-Ribeiro/dp/8535932879/ref=mp_s_a_1_1?adgrpid=100359514963&dchild=1&gclid=EAIaIQobChMI6fKdoKi56gIVi4eRCh2vJgfBEAAYASAAEgL7D_D_BwE&hvadid=432936731746&hvdev=m&hvlocphy=1001729&hvnetw=g&hvqmt=b&hvrand=1991195018587478457&hvtargid=kwd-907359719009&hydadcr=5682_11235263&keywords=um+pequeno+manual+antirracista&qid=1594062153&sr=8-1&tag=hydrbrgk-20



https://youtu.be/eBfw2WqNDj0



https://www.amazon.com.br/Devassos-para%C3%ADso-edi%C3%A7%C3%A3o-revista-ampliada-ebook/dp/B07D93PSVF



 

Neste episódio, vamos trocar alguns olhares sobre a relação entre o indivíduo e o coletivo, uma tensão que atravessa a história e impacta o mundo do trabalho e nossa sociedade de diversas formas. Em tempos de pandemia, a dinâmica entre atender as nossas demandas individuais e preservar as necessidades coletivas nos traz diferentes dilemas. Já sentiu aquela vontade de furar a quarentena e encontrar os amigos? Pois é, desde que o lema da revolução francesa foi declarado, liberdade (indivíduo) e igualdade (coletivo) se confrontam, muitas vezes sem o apoio da fraternidade, o terceiro elemento que nos chama para uma consciência de sermos todos iguais. Ops...iguais? Será que somos mesmos? Quem sabe a experiência de ser fraterno com o diferente não seja nosso grande desafio? Quem sabe o indivíduo não precisa reconhecer a diversidade do coletivo e não buscar igualdade? Para além das imposições que a quarentena nos traz, vamos falar sobre como profissionais negros e membros da comunidade LGBTQIA+ se encontram em meio a este cabo de guerra entre individualidade e coletividade dentro das organizações. Aperta o play e vamos juntos flertar com novas ideias sobre o mundo do trabalho.



Nosso convidados:



Jean Nys é executivo de Recursos Humanos formado em Psicologia pela USP e pós-graduado em Psicodrama sócio-educacional pela PUC-SP. É apaixonado por Inclusão & Diversidade e durante suas experiência profissional tem desenvolvido diversos projetos nesta área para fortalecer o tema em organizações como Bayer e Yara Fertilizantes.



Ricardo Gonçalves é executivo senior de TI, graduado em Ciência da Computação, com MBA em gestão empresarial pela FGV. Possui mais de 19 anos de experiência em TI e 10 anos de experiência em liderança corporativa e gestão de pessoas, os quais foram dedicados ao desenvolvimento de pessoas, gestão e estratégia de TI com atuação global, implementação de programas, projetos e desenvolvimento de processos globais. Desenvolveu carreira em empresas multinacionais como MARS, PepsiCo, Bunge e Bayer, atuando em diversas posições gerenciais e funções executivas. Ricardo é casado, pai de um menino. Entre suas atividades prediletas na hora de lazer estão a fotografia, vinhos e tecnologia. Também dedica seu tempo a diversidade e inclusão dos afrodescendentes através de mentoria, palestras e entrevistas.



Christinne Plinis, 47 anos, mulher, negra, professora, na rede pública de ensino, há 28 anos. Já atuou no Ensino Médio como professora de Sociologia e no Ensino Fundamental II, como profesosra de Geografia e História. Atualmente está trabalhando na Educação Infantil e no Ensino Fundamental.



Fernanda Luz é psicóloga clínica  e cofundadora da empresa Fator Diversidade, que visa potencializar a inclusão e diversidade nas empresas através de ciência e arte. Atua no cenário corporativo e no consultório com bases psicodramáticas, atenção plena, constelação sistêmica familiar e organizacional e terapia EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing).



Site: fatordiversidade.com.br

Insta: @fatordiversidade

LinkedIn: Fator Diversidade

Face: Fator Diversidade



Dicas do quadro Olha com atenção !



https://youtu.be/SGTMSV8QUrs



https://www.amazon.com.br/Pequeno-manual-antirracista-Djamila-Ribeiro/dp/8535932879/ref=mp_s_a_1_1?adgrpid=100359514963&dchild=1&gclid=EAIaIQobChMI6fKdoKi56gIVi4eRCh2vJgfBEAAYASAAEgL7D_D_BwE&hvadid=432936731746&hvdev=m&hvlocphy=1001729&hvnetw=g&hvqmt=b&hvrand=1991195018587478457&hvtargid=kwd-907359719009&hydadcr=5682_11235263&keywords=um+pequeno+manual+antirracista&qid=1594062153&sr=8-1&tag=hydrbrgk-20



https://youtu.be/eBfw2WqNDj0



https://www.amazon.com.br/Devassos-para%C3%ADso-edi%C3%A7%C3%A3o-revista-ampliada-ebook/dp/B07D93PSVF



 

41 min

Top podcasts em Carreiras