268 episodes

Aqui ninguém perde tempo, é direto ao ponto. O podcast do GLOBO, publicado de segunda a sexta-feira às 6h, aborda os principais temas do Brasil e do mundo, para que você compreenda tanto os desafios da economia e os trâmites da política, quanto as inovações tecnológicas e a efervescência cultural. É muito?
Os jornalistas Carolina Morand e Roberto Maltchik, apresentadores do AO PONTO, encaram o desafio. A cada episódio eles recebem convidados para uma conversa sobre os acontecimentos mais relevantes do dia.

Ao Ponto (podcast do jornal O Globo) O Globo

    • Daily News
    • 3.6, 215 Ratings

Aqui ninguém perde tempo, é direto ao ponto. O podcast do GLOBO, publicado de segunda a sexta-feira às 6h, aborda os principais temas do Brasil e do mundo, para que você compreenda tanto os desafios da economia e os trâmites da política, quanto as inovações tecnológicas e a efervescência cultural. É muito?
Os jornalistas Carolina Morand e Roberto Maltchik, apresentadores do AO PONTO, encaram o desafio. A cada episódio eles recebem convidados para uma conversa sobre os acontecimentos mais relevantes do dia.

    Como foi articulado o ataque a Felipe Neto nas redes sociais?

    Como foi articulado o ataque a Felipe Neto nas redes sociais?

    Na quarta-feira passada, um carro de som estacionou em frente ao condomínio onde mora o youtuber Felipe Neto, no Rio de Janeiro. Nos alto falantes, ameaças e mensagens de ódio. Nas últimas semanas, o youtuber vem sendo alvo de ataques nas redes sociais, com a hashtag #TodosContraFelipeNeto e até uma montagem falsa foi utilizada para acusá-lo de pedofilia. O influenciador ganhou destaque no noticiário político depois que começou a criticar o presidente Jair Bolsonaro. Quem está por trás dos ataques a Felipe Neto? Como a campanha viralizou nas redes? Quais os argumentos de quem o critica? Qual o alcance político do youtuber? No Ao Ponto desta segunda-feira, conversamos com o repórter Marlen Couto e com Pedro Bruzzi, sócio da consultoria Arquimedes, especializada em redes sociais.

    • 24 min
    Como a batalha do 5G afeta o usuário da internet no Brasil?

    Como a batalha do 5G afeta o usuário da internet no Brasil?

    Em entrevista ao GLOBO, o embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman, afirmou que o Brasil deve impedir que a gigante de tecnologia chinesa Huawei forneça equipamentos para a rede 5G, sob pena de enfrentar consequências como o afastamento de investidores americanos do setor de serviços. Os EUA acusam Pequim utilizar a infraestrutura de telecomunicações para atos de espionagem. A China nega e afirma que os americanos estão atrás na corrida tecnológica e, por isso, pressionam os aliados. Algumas nações, como o Reino Unido, já decidiram se desfazer dos equipamentos fornecidos pela China, que ameaça retaliação. Enquanto a briga continua, o usuário brasileiro espera pelo leilão, previsto para 2021, e as operadoras começam a buscar soluções de experiência 5G, o que não quer dizer que a nova tecnologia já esteja estruturada por aqui. Na verdade, há um longo caminho até o Brasil ter sua própria rede, como já ocorre em países da Ásia e da Europa. No Ao ponto desta sexta-feira, o repórter de Economia Bruno Rosa e o diretor da consultoria RKKG, André Gildin, contam quando a rede 5G deve efetivamente chegar ao país e explicam impacto da guerra entre China e Estados Unidos para o consumidor brasileiro.

    • 21 min
    O desafio de levar a vacina contra a Covid-19 a todo o Brasil

    O desafio de levar a vacina contra a Covid-19 a todo o Brasil

    O laboratório Bio-Manguinhos, ligado à Fundação Oswaldo Cruz, espera produzir mais de 30 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 até janeiro, se tudo der certo com os testes desenvolvidos por pesquisadores da Universidade de Oxford. O Instituto Butantan, em São Paulo, também prepara sua estrutura para fabricar a vacina, em parceria com a chinesa Sinovac, e até exportar o medicamento. Mas chegar a uma vacina eficaz é apenas a primeira parte de uma tarefa hercúlea: imunizar toda a população. Como fazê-la chegar a toda a população, num país continental como o Brasil? Quem vacinar primeiro? Que regiões devem ser priorizadas? Esses são apenas alguns dos desafios logísticos e éticos envolvidos na distribuição da vacina. Será que o Brasil já começou a discutir esses protocolos? Quais são as principais dificuldades? Que experiências positivas podem contar a favor do país nesse momento? E como garantir o acesso igualitário dos mais pobres à vacina? No Ao Ponto desta quinta-feira conversamos com o repórter especial Henrique Gomes Batista e com Felipe Carvalho, coordenador da Campanha de Acesso a Medicamentos da ONG Médicos Sem Fronteiras no Brasil.

    • 26 min
    A fritura dos governadores da 'nova política'

    A fritura dos governadores da 'nova política'

    Uma nova forma de fazer política foi o discurso que embalou diferentes campanhas vitoriosas nas eleições de 2018. Além do próprio presidente Jair Bolsonaro, o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), entre tantos outros, surfou nessa onda. No entanto, um ano e meio depois, muita coisa mudou. Com a pandemia e a necessidade da compra de respiradores e montagem de hospitais de campanha, a Polícia Federal também bateu na porta desses novos personagens do cenário eleitoral brasileiro. Além do Rio, os 'outsiders' foram alvo de operações policiais em Santa Catarina e no Amazonas, embora, no primeiro caso, o pedido de afastamento do governador Carlos Moisés (PSL) não tenha relação com essas acusações, que provocaram impacto sobre sua popularidade. No Ao Ponto desta quarta-feira, o repórter Paulo Capelli, da sucursal de Brasília, e o cientista político Leonardo Barreto avaliam a situação de cada um deles e analisam o choque de realidade entre o discurso de campanha e o dia a dia no governo.

    • 26 min
    O Tribunal Penal Internacional, Bolsonaro e o combate à Covid

    O Tribunal Penal Internacional, Bolsonaro e o combate à Covid

    O Tribunal Penal Internacional (TPI), com sede em Haia, na Holanda, foi criado em 2002. Cerca de 120 países estão sujeitos às suas decisões, inclusive o Brasil. Atualmente, a Corte analisa 28 processos, relacionados a genocídios, crimes contra a Humanidade, crimes de guerra ou agressões a grupos étnicos ou religiosos. Casos como a catástrofe humanitária em Mianmar ou estupros em massa na África. Sob análise preliminar, há episódios como a perseguição de opositores ao regime de Nicolas Maduro, na Venezuela. No último domingo, um grupo de entidades sindicais ligadas à área da Saúde anunciou o envio ao tribunal de notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro pelas ações e omissões do governo federal no combate à pandemia, especialmente em relação aos profissionais do setor e às comunidades indígenas e quilombolas. No Ao Ponto desta terça-feira, a repórter Janaína Figueiredo conta quais são os argumentos apresentados pelas entidades que acusam Bolsonaro de crime contra a Humanidade. A juíza Sylvia Steiner, que foi integrante do TPI até 2016, explica como funciona a Corte e analisa os possíveis desdobramentos da queixa que cita o presidente.

    • 23 min
    Cloroquina: as respostas que os cientistas ainda procuram

    Cloroquina: as respostas que os cientistas ainda procuram

    Na última semana, o periódico científico americano The New England Journal of Medicine publicou os resultados do maior estudo feito no Brasil que mostra a ineficácia da hidroxicloroquina em pacientes hospitalizados com Covid-19. Assinado por 35 médicos, ligados a quatro hospitais de ponta e dois institutos de pesquisa que formam a Coalizão Covid-19, o levantamento não revelou diferença na evolução do quadro dos doentes com sintomas classificados entre leves e moderados, divididos em três grupos: pacientes que usaram a hidroxicloroquina; que usaram o remédio em combinação com o antibiótico azitromicina; e que não usaram nenhuma das drogas. São resultados que corroboram outros estudos, feitos no exterior. No entanto, há ainda perguntam sem resposta sobre a eficácia do medicamento, especialmente nos pacientes que não precisaram de internação. No Ao Ponto desta segunda-feira, dois dos líderes da Coalizão Covid-19, o cardiologista Renato Lopes, presidente do Instituto Brasileiro de Pesquisa Clínica (BCRI) e professor da Universidade Federal de São Paulo, e a intensivista Flávia Machado, presidente da Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICnet) e também professora da Unifesp, analisam os resultados até agora obtidos e discutem a relevância dos estudos que ainda não foram concluídos.

    • 24 min

Customer Reviews

3.6 out of 5
215 Ratings

215 Ratings

leitor satisfeito ,

Ponderado e objetivo

Renata Lo Prete, faz um debate ponderado e objetivo com isso o ouvinte tem um panorama do assunto com suas diversas nuances.

Erivan Silva ,

jornalismo de primeira

excelentes noticia parabéns

Miguel C. B. ,

Edição recortada

A edição recortada, que, ainda por cima, corta a linha de raciocínio dos entrevistados com a inserção de áudios de telejornais não ajuda. É confuso.

Top Podcasts In Daily News

Listeners Also Subscribed To