23 episódios

Estação Brasil é o podcast de História do Brasil produzido pelo canal Leitura ObrigaHISTÓRIA. Mais do que um podcast factual, o Estação Brasil tenta fazer pontes entre o passado e o presente, para que o ouvinte possa entender o país que somos hoje a partir do país que fomos ontem, em diferentes momentos de nossa história.

O Podcast é apresentado por Ricardo Duwe, historiador e doutorando em História pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Estação Brasil Leitura ObrigaHISTÓRIA

    • História
    • 4,8 • 42 avaliações

Estação Brasil é o podcast de História do Brasil produzido pelo canal Leitura ObrigaHISTÓRIA. Mais do que um podcast factual, o Estação Brasil tenta fazer pontes entre o passado e o presente, para que o ouvinte possa entender o país que somos hoje a partir do país que fomos ontem, em diferentes momentos de nossa história.

O Podcast é apresentado por Ricardo Duwe, historiador e doutorando em História pela Universidade Federal de Santa Catarina.

    022 Era Vargas, parte 1 | 1930: revolução ou golpe?

    022 Era Vargas, parte 1 | 1930: revolução ou golpe?

    Olá, ouvintes! Este é o primeiro episódio da nossa série a respeito da "Era Vargas", um dos períodos mais importantes da nossa História Contemporânea do Brasil. E, para iniciarmos a nossa saga, debateremos a respeito das crises políticas e econômicas da década de 1920, como elas influenciaram a ascensão do grupo liderado por Getúlio Vargas ao poder em 1930, e terminamos com um debate: afinal, foi uma revolução ou um golpe de estado o que tivemos em 1930? E aí, ficou interessado/a? Bota o fone e vem com a gente!

    • 50 min
    021 Somos o país do futebol?: futebol e a identidade nacional brasileira

    021 Somos o país do futebol?: futebol e a identidade nacional brasileira

    O futebol faz parte da identidade brasileira. Goste-se ou não desta afirmação, ela é praticamente incontestável. Mas, nem sempre foi assim. E, neste episódio do Estação Brasil, convidamos o grande Mathias Pinto, da Central 3, para conversar conosco sobre o tema. A construção da relação entre identidade nacional e futebol começou a ser desenvolvida no século XX, mais especificamente na década de 1930, durante a Era Vargas, e ela foi ganhando corpo com o passar do tempo, sendo que, no presente, uma coisa parece ser quase indissociável da outra. Assim, neste episódio, falamos a respeito: dos anos de criação deste projeto do Brasil como "país do futebol"; a consolidação do fenômeno no pós-guerra, quando o país sedia uma copa do mundo e conquista três títulos mundiais - mesmo período da construção de uma imagem positiva e vitoriosa do Brasil para ser vendida no exterior, uma espécie de "soft power" brasileiro nas relações internacionais; a posição que o Brasil vem desempenhando desde a década de 1980 no mercado internacional do futebol, de exportador de craques para campeonatos e clubes mais ricos; além das relações atuais entre a extrema-direita o futebol, especialmente o uso do uniforme da seleção brasileira como símbolo destes grupos extremistas. Gostou da proposta? Vem com a gente, bota o fone e dá o play!

    • 1h 19 min
    020 Escravidão no Brasil: uma introdução

    020 Escravidão no Brasil: uma introdução

    Há muita desinformação sobre o fenômeno da escravidão no Brasil. E, infelizmente há muito racismo e preconceitos que tentam se disfarçar de opinião e análise histórica. Tendo esta realidade em vista, este episódio tem dois objetivos: 1) fazer uma introdução, de forma resumida, sobre os principais aspectos da escravidão no Brasil; 2) responder algumas das falácias mais comuns sobre o sistema do tráfico transatlântico de escravizados e a vida destes africanos e afrodescendentes no Brasil. Assim, neste episódio vamos falar: da formação do comércio transatlântico de escravizados e suas relações com o mercantilismo europeu; os tipos de trabalhos que os escravizados desempenharam; o auge da chegada de escravizados no Brasil no século XIX e as suas relações com a demanda criada pelo capitalismo industrial emergente na Europa; e o processo de abolição da escravatura. Curtiu? Bota o fone e vem!

    • 53 min
    019 Comissão Nacional da Verdade: história, justiça e Forças Armadas

    019 Comissão Nacional da Verdade: história, justiça e Forças Armadas

    A Comissão Nacional da Verdade é um marco para a história da democracia brasileira. Foi a partir dela que pudemos realizar um exercício de revisitar um período tão traumático e violento como a ditadura militar. Entretanto, a ideia de investigar este passado causou e ainda causa incômodo. Especialmente, da parte das Forças Armadas brasileiras, ao ponto de muitos estudiosos considerarem que a formação da CNV é um fator fundamental para se compreender o retorno da presença dos militares na política nacional de forma tão ostensiva. Neste episódio, contamos com a presença das historiadoras Mariana Joffily e Paula Franco para debater o processos de constituição da CNV, as tensões que a Comissão teve com as Forças Armadas, como os historiadores se posicionarem em relação à CNV, e como os documentos revelados por ela mudou e vem mudando a realidade das pesquisas sobre a ditadura militar no Brasil.

    • 1h 7 min
    018 A questão agrária no Brasil: história de uma luta por direitos

    018 A questão agrária no Brasil: história de uma luta por direitos

    A história do Brasil se confunde com a história da questão agrária e a história da questão agrária se confunde com a história do Brasil. Em um país caracterizado pela dependência histórica do setor agroexportador, grande concentração fundiária e por um vasto conjunto de conflitos em torno das políticas de demarcação e registro de terras, não é por acaso que a questão de terras é central para se compreender a história do Brasil. Afinal, não se trata de acaso, mas de um projeto estrutural e estruturante de desenvolvimento do país que vem sendo colocado em prática há muitos anos. Para conhecermos mais a respeito da história da questão agrária no Brasil, temos como convidado o Profº Paulo Pinheiro Machado, da UFSC, que conversou conosco sobre o tema, abordando o mesmo desde as políticas de sesmarias no período colonial, passando pelas legislações do império, a política de embranquecimento com a chegada dos imigrantes, os conflitos por terra na Primeira República, os impactos sociais e políticos dos projetos de reforma agrária no contexto do golpe de 1964, e a formação de um dos maiores movimentos sociais no Brasil e na América Latina: o Movimento dos Sem Terra.

    • 1h 2 min
    017 O Cortiço, de Aluísio Azevedo: literatura e história das classes populares

    017 O Cortiço, de Aluísio Azevedo: literatura e história das classes populares

    "O Cortiço" de Aluísio Azevedo, publicado originalmente em 1890, é considerado uma das obras clássicas da literatura brasileira. Mas, é possível utilizar esta obra se estudar História? E, se a resposta para esta primeira pergunta é afirmativa, como podemos fazer isso? Neste episódio, o Estação Brasil convida o professor, historiador e pesquisador na área de História e Literatura, André Luiz Pereira, para nos explicar como esta rica obra do final do século XIX pode nos ensinar muito a respeito da sociedade brasileira da época e de algumas imagens e representações daquele período sobre as classes populares, suas moradias, hábitos, costumes e visões de liberdade. Em nossa conversa, abordamos também outros temas presentes no livro e na sociedade brasileira da época, como o racismo científico e a lusofobia do final do século XIX.

    • 1h

Opiniões de clientes

4,8 de 5
42 avaliações

42 avaliações

Rose Matulevic ,

Maravilhoso

Indispensável, só pode mudar o país quem conhece seu passado

PiresGuilherme ,

Informação de qualidade

Excelente trabalho de pesquisa, com uma fala didática e informativa e usando recursos de gravações antigas para melhor contexto dos temas abordados. Recomendo muito cada episódio!

leonnmendes ,

Um ótimo apanhado histórico, com ressalvas

é um excelente podcast que nos apresenta uma parcela da história que é pesadamente tendenciosa para pensamentos mais socialistas ou a esquerda do espectro politico. O que incomoda um pouco, é o excesso de colocações e opiniões do próprio "locutor" sobre sua visão de mundo. Eu meu coloco no espectro exatamente oposto do nobre companheiro, e mesmo assim gostei de acompanhar o programa. Porém as colocações pessoais, diminuem a qualidade do programa, pois são geralmente incoerentes e deturpam sentidos e significados para colaborarem a narrativa.

Top podcasts em História

Você Também Pode Gostar de