2.000 episódios

Os principais fatos do Brasil e do mundo apresentados e analisados pelo maior jornal do país.

Estadão Notícias Estadão

    • Notícias
    • 4,3 • 452 avaliações

Os principais fatos do Brasil e do mundo apresentados e analisados pelo maior jornal do país.

    A volta de Lula a Brasília, a disputa por cargos e Haddad na Fazenda

    A volta de Lula a Brasília, a disputa por cargos e Haddad na Fazenda

    Com a volta do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, à Brasília, as articulações para a montagem do futuro governo se intensificaram. E nomes importantes do próprio PT ficarão de fora da Esplanada dos Ministérios. É o caso da deputada Gleisi Hoffmann (PR), que seguirá à frente do comando nacional da sigla, além de cumprir seu mandato na Câmara. Especula-se que Aloizio Mercadante também pode ficar sem ministério.

    Aliás, a escolha por nomes que podem compor as pastas não têm sido tarefa fácil para Lula. O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, deve ser o escolhido para o Ministério da Fazenda, mesmo sem ter convencido o mercado sobre a sua capacidade para tocar a área. Outro nome que está definido é o do ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), José Múcio Monteiro, para a Defesa. O nome foi bem recebido dentro das Forças Armadas.

    Enquanto isso, Lula segue em negociações intensas com o Congresso Nacional para aprovar a PEC da Transição, que prevê um “fura teto” para pagar benefícios sociais. Além disso, a equipe do novo governo trabalha em uma série de medidas para garantir um socorro financeiro para as áreas da Educação, Saúde e Segurança Pública.

    Estes são alguns dos assuntos que guiam o ‘Poder em Pauta’, nossa conversa semanal com os repórteres do Estadão que cobrem o dia a dia da política e das eleições. Participam desta edição Felipe Frazão e Pedro Venceslau.

    O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

    Apresentação: Emanuel Bomfim

    Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte.

    Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 37 min
    'Cenários com Sonia Racy': O futuro do meio ambiente no Brasil

    'Cenários com Sonia Racy': O futuro do meio ambiente no Brasil

    Neste episódio da série 'Cenários', Sonia Racy recebe Roberto Klabin, criador do Instituto SOS Pantanal e um dos fundadores do SOS Mata Atlântica. Ele analisa o futuro do Brasil e do mundo em relação ao meio ambiente e fala sobre as responsabilidades do novo governo Lula em relação ao assunto.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 37 min
    A aliança entre Lula e Lira e a reação de Bolsonaro

    A aliança entre Lula e Lira e a reação de Bolsonaro

    Arthur Lira (PP-AL) ganhou um importante aliado na sua candidatura à reeleição para presidência da Câmara dos Deputados: Lula (PT) e de todos os parlamentares eleitos na coligação do presidente eleito. O anúncio foi feito nesta terça-feira (29) pelos petistas, durante o encontro da equipe de transição.

    A atitude de Lula mostra uma preocupação em garantir a governabilidade para seu governo. A ideia é formar um bloco de parlamentares na Câmara suficiente para aprovar projetos e colocar apoiadores no controle das principais comissões da Casa, como a de Constituição e Justiça.

    No entanto, para esse acordo se manter, o petista terá que descumprir uma de suas promessas de campanha: a de acabar com o orçamento secreto. Isso porque, Lira já deixou claro que não pretende acabar com esse instrumento, que lhe dá ainda mais poder sobre os parlamentares.

    Jair Bolsonaro não gostou nada dessa aproximação e mandou suspender o pagamento das emendas do orçamento secreto. Na prática, a medida deixa o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), sem capacidade de honrar os acordos feitos para bancar sua reeleição ao comando da Casa.

    Afinal, esse acordo com Lira é fundamental para que Lula garanta governabilidade para seu governo? Lira tem perfil confiável, mesmo sendo um dos herdeiros do governo Bolsonaro? No ‘Estadão Notícias’ de hoje, vamos conversar sobre o assunto com Carlos Pereira, colunista do Estadão, professor titular da FGV EBAPE e Professor Visitante da Universidade Paris 1 Panthéon-Sorbonne.

    O ‘Estadão Notícias’ está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

    Apresentação: Emanuel Bomfim

    Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte 

    Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 24 min
    A relação entre massacres em escolas e a cultura do ódio

    A relação entre massacres em escolas e a cultura do ódio

    O caso de Aracruz, no Espirito Santos, quando um adolescente invadiu 2 escolas armado e matou 4 pessoas e feriu outras 12, acendeu um alerta sobre a recorrência desses casos nos últimos anos. Coincidentemente, com a facilitação do acesso às armas no Brasil, durante o governo Bolsonaro, houve um aumento desse tipo de crime no País.

    Além disso, o crescente ódio na sociedade brasileira, que não aceita o contraditório, pode ter influenciado nesses casos. O pai do atirador de Aracruz tinha postagens no Instagram de apoio ao atual presidente e de ódio à esquerda. Ele, que é policial militar, postou também uma imagem do livro “Mein Kampf”, que traz a ideologia nazista.

    Em entrevista exclusiva ao Estadão, ele negou que seja nazista, ou que tenha incentivado o filho a cometer o crime. Segundo ele, o filho sofria bullying na escola, e que esse pode ser o problema que serviu como gatilho para fazer o que fez. O policial militar, no entanto, admite que errou ao deixar suas armas desprotegidas.

    Afinal, como podemos resolver esse problema de ataques nas escolas? Como o discurso de ódio influencia na mente de jovens em formação? O que explica o aumento vertiginoso deles nos últimos anos? No ‘Estadão Notícias’ de hoje, vamos conversar sobre o assunto com Telma Vinha, pedagoga, doutora em educação e professora da Faculdade de Educação da Unicamp.

    O ‘Estadão Notícias’ está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

    Apresentação: Emanuel Bomfim

    Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte 

    Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 30 min
    O derretimento das Big Techs e como isso afeta o Brasil

    O derretimento das Big Techs e como isso afeta o Brasil

    Apesar de vivermos em uma era promissora para empresas que atuam com tecnologia, em que os recursos digitais são cada vez mais exigidos, as chamadas Big Techs, que englobam as maiores companhias do segmento, passam por um crise sem precedentes, com falta de investimentos e tendo que diminuir seus quadros de funcionários.

    A Meta, que comanda o Facebook, Instagram e WhatsApp, demitiu 13% da força de trabalho. Já a Amazon, iniciou os cortes de 10 mil funcionários, cerca de 3% da companhia americana, e planeja mais uma rodada em 2023. Outras demissões ocorreram também na Netflix e no Snapchat nos últimos meses.

    O caso que mais tem chamado a atenção nos últimos meses é o do Twitter, que foi adquirido, após um imbróglio jurídico, pelo bilionário sul-africano, Elon Musk. Com as dívidas adquiridas por causa do negócio, e com a queda de anunciantes na plataforma, a companhia fez cortes e fechou escritórios pelo mundo.

    Afinal, o que está acontecendo com as Big Techs? Por que empresas que contam com um número gigantesco de clientes estão sofrendo financeiramente? No ‘Estadão Notícias’ de hoje, vamos conversar com Junior Borneli, CEO da escola internacional de negócios StartSE, e com Lucas Dezordi,  professor do curso de Economia da PUC-PR.

    O ‘Estadão Notícias’ está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

    Apresentação: Emanuel Bomfim

    Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte 

    Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 27 min
    A missão de Lula para ‘desbolsonarizar’ as Forças Armadas

    A missão de Lula para ‘desbolsonarizar’ as Forças Armadas

    Uma das questões que mais tem preocupado a equipe de transição do presidente eleito Lula (PT) é a relação com as Forças Armadas, principalmente com os seus comandantes. A escolha do próximo ministro da Defesa entra nesse bojo. A tendência é que a pasta volte a ser chefiada por um civil.A dificuldade de interlocução com integrantes das Forças se explica, em grande medida, pelo aparelhamento de militares no governo Bolsonaro, além da própria contaminação política da caserna. Não à toa, as Forças Armadas foram usadas para questionar a confiabilidade das urnas eletrônicas. E, agora, bolsonaristas têm se plantado em frente às portas de quartéis pelo País para contestar o resultado do pleito.

    Por tudo isso, se viu com estranheza a decisão das Forças Armadas de permitirem que Lula escolhesse os novos comandantes da Marinha, Aeronáutica e Exército já em dezembro, antes mesmo de dar posse ao novo ministro da Defesa. A equipe de transição viu a decisão como uma forma dos atuais chefes das Forças Armadas não quererem se submeter, mesmo que por alguns dias, ao comando de Lula. 

    Afinal, o que levaria a essa troca repentina e precoce no comando das Forças Armadas? Como será a relação do futuro governo Lula com os militares? Qual deve ser o perfil ideal do novo Ministro da Defesa? Para falar sobre esses temas, a edição de hoje do podcast conversa com o repórter especial do Estadão, Marcelo Godoy.

    O ‘Estadão Notícias’ está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

    Apresentação: Emanuel Bomfim

    Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte 

    Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 29 min

Opiniões de clientes

4,3 de 5
452 avaliações

452 avaliações

LPA-BR-PT ,

Muita clareza na exposição das ideias!

Porém carece da análise do outro lado da moeda …

TEIXEIRA1 ,

Retransmissão de conteúdo já transmitido.

Somente com os conteúdos do grupo estadão estou com problema de ouvir um podcast e não sei por qual motivo todo dia voltam “todos” os conteúdos passados…… de novo só acontece com os do grupo estadão…. E tenho outros mais de 15 diferentes podcasts q não ocorre isso….. resolvam por favor. É irritante todo dia voltar a aparecer conteúdos de 2021 e todos de 2022

Rodrigo Maciel ,

Péssimo.

Opinião tendenciosa e distorção dos fatos.

Top podcasts em Notícias

G1
Central 3 Podcasts
revista piauí
Petit Journal
CBN
Central 3 Podcasts

Você Também Pode Gostar de

O Globo
Folha de S.Paulo
G1
CNN Brasil
Nexo Jornal
G1