36 min

NEGRO DA SEMANA - Carolina Maria de Jesus - S02EP#01 Negro da Semana

    • Sociedade e cultura

“Ela era negra, morava na favela, não sabia ler nem escrever. Muita gente achou que era impossível para uma pessoa com essa formação escrever aquele livro ”.

“Ela era mais do que apenas seus diários, ela escrevia peças, canções e poesia. Ela era uma artista”.

Em 1960, Carolina Maria de Jesus foi a grande revelação da literatura brasileira. Nascida no sudoeste de Minas Gerais, ela morava na favela do Canindé (em São Paulo), quando foi descoberta pelo jornalista Audálio Dantas e publicou seu primeiro livro: “Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada”. Carolina era catadora de papel na época, mas mantinha um diário e foi ele que deu origem ao livro que faria história.

A obra tornou-se best-seller rapidamente, foi traduzida em 16 idiomas e vendida em mais de 40 países. O mundo inteiro voltou os olhos para essa mulher negra e favelada, que escrevia sobre sua realidade de maneira visceralmente poética. Mesmo assim, hoje em dia, muitos brasileiros desconhecem o legado dessa figura tão importante e inspiradora.

É pra valorizar o legado e a figura fundamental desta grande escritora, que Carolina Maria de Jesus é a personalidade deste episódio de Negro da Semana.

Curta. Siga. Compartilhe:⠀
•⠀
✽ NEGRO DA SEMANA:⠀

▸Instagram: https://www.instagram.com/negrodasemana⠀

▸FanPage: https://www.facebook.com/negrodasemana ⠀
•⠀
▸Twitter: https://twitter.com/negrodasemana ⠀
•⠀
▸Podcast: https://smarturl.it/negrodasemana
•⠀
▸Site: https://negrodasemana.com/⠀
•⠀
✽ ALÊ GARCIA:
•⠀
▸Instagram: https://www.instagram.com/alegarcia
•⠀
▸Twitter: https://twitter.com/alegarcia ⠀
•⠀
▸FanPage: https://www.facebook.com/alegarcia1707⠀
•⠀
▸Site: https://alegarcia.cc

►APOIE:
Se você puder, apoie este podcast para continuarmos a produzir o melhor conteúdo sobre cultura negra:

APOIA-SE: https://apoia.se/negrodasemana
PICPAY: https://picpay.me/oalegarcia
PATREON: https://www.patreon.com/alegarcia

“Ela era negra, morava na favela, não sabia ler nem escrever. Muita gente achou que era impossível para uma pessoa com essa formação escrever aquele livro ”.

“Ela era mais do que apenas seus diários, ela escrevia peças, canções e poesia. Ela era uma artista”.

Em 1960, Carolina Maria de Jesus foi a grande revelação da literatura brasileira. Nascida no sudoeste de Minas Gerais, ela morava na favela do Canindé (em São Paulo), quando foi descoberta pelo jornalista Audálio Dantas e publicou seu primeiro livro: “Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada”. Carolina era catadora de papel na época, mas mantinha um diário e foi ele que deu origem ao livro que faria história.

A obra tornou-se best-seller rapidamente, foi traduzida em 16 idiomas e vendida em mais de 40 países. O mundo inteiro voltou os olhos para essa mulher negra e favelada, que escrevia sobre sua realidade de maneira visceralmente poética. Mesmo assim, hoje em dia, muitos brasileiros desconhecem o legado dessa figura tão importante e inspiradora.

É pra valorizar o legado e a figura fundamental desta grande escritora, que Carolina Maria de Jesus é a personalidade deste episódio de Negro da Semana.

Curta. Siga. Compartilhe:⠀
•⠀
✽ NEGRO DA SEMANA:⠀

▸Instagram: https://www.instagram.com/negrodasemana⠀

▸FanPage: https://www.facebook.com/negrodasemana ⠀
•⠀
▸Twitter: https://twitter.com/negrodasemana ⠀
•⠀
▸Podcast: https://smarturl.it/negrodasemana
•⠀
▸Site: https://negrodasemana.com/⠀
•⠀
✽ ALÊ GARCIA:
•⠀
▸Instagram: https://www.instagram.com/alegarcia
•⠀
▸Twitter: https://twitter.com/alegarcia ⠀
•⠀
▸FanPage: https://www.facebook.com/alegarcia1707⠀
•⠀
▸Site: https://alegarcia.cc

►APOIE:
Se você puder, apoie este podcast para continuarmos a produzir o melhor conteúdo sobre cultura negra:

APOIA-SE: https://apoia.se/negrodasemana
PICPAY: https://picpay.me/oalegarcia
PATREON: https://www.patreon.com/alegarcia

36 min

Top podcasts em Sociedade e cultura

Mais de Half Deaf