34 min

O fim do varejo físico, a IA mal educada e o Calendário Sazonal KAKOICast - Agências, Marketing e Conteúdo

    • Marketing

O cenário das ferramentas de inteligência artificial está evoluindo com atualizações significativas de dois grandes nomes da tecnologia: Google e Slack. O vice-presidente de conhecimento e informação do Google, Prabhakar Raghavan, abordou recentemente questões sobre o Gemini, a plataforma de IA generativa do Google. Apesar de seu potencial criativo e de produtividade, Raghavan admitiu que o Gemini pode apresentar falhas, particularmente na geração de imagens e textos sobre temas atuais e sensíveis, podendo resultar em informações imprecisas ou alucinações. Diante disso, ele enfatizou a importância de testes rigorosos antes de tornar as funcionalidades de geração de imagens de pessoas novamente acessíveis, reiterando o compromisso do Google com a precisão e a qualidade.

Em paralelo, o Slack introduz uma inovação para o ambiente de trabalho com o lançamento do Slack AI, um conjunto de recursos de inteligência artificial projetados para melhorar a comunicação e a eficiência. Disponível para usuários do Slack Enterprise como um complemento pago, o Slack AI promete revolucionar a maneira como interagimos no trabalho, oferecendo resumos de conversas, recapitulações de canais e respostas a perguntas sobre projetos e políticas do local de trabalho.

À medida que a IA continua a moldar o futuro do trabalho e da tecnologia, essas atualizações refletem o compromisso contínuo das empresas em oferecer soluções inovadoras, mantendo ao mesmo tempo a segurança e a responsabilidade. Para mais insights e comparações entre o Gemini e outras ferramentas de IA, confira o último Morse Trends e escute o podcast associado para uma análise aprofundada.




---

Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/kakoi-comunicao/message

O cenário das ferramentas de inteligência artificial está evoluindo com atualizações significativas de dois grandes nomes da tecnologia: Google e Slack. O vice-presidente de conhecimento e informação do Google, Prabhakar Raghavan, abordou recentemente questões sobre o Gemini, a plataforma de IA generativa do Google. Apesar de seu potencial criativo e de produtividade, Raghavan admitiu que o Gemini pode apresentar falhas, particularmente na geração de imagens e textos sobre temas atuais e sensíveis, podendo resultar em informações imprecisas ou alucinações. Diante disso, ele enfatizou a importância de testes rigorosos antes de tornar as funcionalidades de geração de imagens de pessoas novamente acessíveis, reiterando o compromisso do Google com a precisão e a qualidade.

Em paralelo, o Slack introduz uma inovação para o ambiente de trabalho com o lançamento do Slack AI, um conjunto de recursos de inteligência artificial projetados para melhorar a comunicação e a eficiência. Disponível para usuários do Slack Enterprise como um complemento pago, o Slack AI promete revolucionar a maneira como interagimos no trabalho, oferecendo resumos de conversas, recapitulações de canais e respostas a perguntas sobre projetos e políticas do local de trabalho.

À medida que a IA continua a moldar o futuro do trabalho e da tecnologia, essas atualizações refletem o compromisso contínuo das empresas em oferecer soluções inovadoras, mantendo ao mesmo tempo a segurança e a responsabilidade. Para mais insights e comparações entre o Gemini e outras ferramentas de IA, confira o último Morse Trends e escute o podcast associado para uma análise aprofundada.




---

Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/kakoi-comunicao/message

34 min