12 episódios

Um espaço para a troca de ideias com os mais diversos convidados. Produzido pela equipe do portal www.pravocesaber.com.br e apresentado pela jornalista Andrea Moura.

Novos episódios toda terça-feira - 20h

Pra Você Saber Andrea Moura

    • Notícias de entretenimento
    • 5.0 • 2 avaliações

Um espaço para a troca de ideias com os mais diversos convidados. Produzido pela equipe do portal www.pravocesaber.com.br e apresentado pela jornalista Andrea Moura.

Novos episódios toda terça-feira - 20h

    Mulheres na ciência: representatividade ainda é baixa

    Mulheres na ciência: representatividade ainda é baixa

    O primeiro caso de coronavírus da América Latina foi confirmado em São Paulo, no dia 26 de fevereiro de 2020 e, apenas dois dias após a confirmação, pesquisadores do Instituto Adolfo Lutz e das universidades de São Paulo (USP) e de Oxford (Reino Unido) publicaram a sequência completa do genoma viral, que recebeu o nome de SARS-CoV-2.

    Dentre os coordenadores dos estudos estavam as pesquisadoras brasileiras Dra. Ester Sabino, diretora do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora do Centro Conjunto Brasil-Reino Unido para Descoberta, Diagnóstico, Genômica e Epidemiologia de Arbovírus (CADDE); e Dra. Jaqueline Goes de Jesus, pós-doutoranda na Faculdade de Medicina da USP e bolsista da FAPESP. Iniciamos o texto descritivo deste episódio do nosso Podcast para ilustrar, com dados recentíssimos, o tema da nossa conversa desta semana: Mulheres e Meninas nas Ciências.

    A entrevistada deste episódio é a Dra. Juliana Cordeiro, professora universitária e pesquisadora do Instituto de Tecnologia e Pesquisa, sediado em Aracaju/SE, e que, ao longo de cerca de 30 anos de atuação nas bancadas dos laboratórios de pesquisa, tem desenvolvido produtos que ajudam a melhorar a qualidade de vida das pessoas, a exemplo das membranas com extrato de barbatimão que aceleram a cicatrização das feridas do pé diabético.

    Dra. Juliana Cordeiro falou sobre a presença feminina na produção de ciência, tecnologia e inovação, e sobre o movimento mundial, organizado pelas Nações Unidas, para que os países abram mais espaços para que mulheres e meninas sejam inseridas nestes campos de atuação. Vamos ouvir a conversa?


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/pravocesaber/message

    • 24 min
    Mulheres na literatura: um campo a ser mais ocupado

    Mulheres na literatura: um campo a ser mais ocupado

    O que é um desvario para você? Se você buscar essa explicação no dicionário vai encontrar:  desatino, desregramento no modo de proceder, loucura, excesso, comportamento exagerado, esbanjador, sem sensatez, inquietação, imaginação delirante ou incontrolável... Ufa!  É muita coisa, não é mesmo.

    Mas, para a publicitária, poetisa e contista Thainá Carvalho, Desvario é uma revista digital, sem fins lucrativos e voltada para a difusão da literatura criada por mulheres. É um projeto inovador, uma revista contemporânea ou mais que isso, é um movimento que promete rever conceitos e escancarar as portas do mundo da literatura feminina. Primeiro, as do estado de Sergipe e, depois... quem sabe até onde esse desvario coletivo poderá chegar!

    Lançada em novembro de 2019, o projeto busca escritoras, contistas, cronistas, cartunistas, fotógrafas, enfim, mulheres que possuam trabalhos dentro da área literária e queira compartilhá-lo com o mundo. “Tem muita criação boa para ser lida e faremos o que for necessário para exaltar as mulheres escritoras. Além do mais, precisamos ocupar os espaços que são nossos, por direito”, explicou Thainá Carvalho durante a conversa conosco, do Pra Você Saber e que está disponível para você! Aproveite.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/pravocesaber/message

    • 20 min
    Brasil: um lugar seguro para pessoas trans?

    Brasil: um lugar seguro para pessoas trans?

    O Brasil terminou o ano de 2019 como o líder no ranking mundial de assassinatos de pessoas trans. Foram registrados 124 casos: 121 travestis e mulheres transexuais, e três homens trans. Esta informação está contida no “Dossiê assassinatos e violência contra travestis e transexuais brasileiras em 2019”, realizado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais do Brasil (Antra).

    Em Sergipe, no ano passado, foi registrado um assassinato, porém, em 2018, este número foi de cinco e, em 2017, duas pessoas deste grupo social foram assassinadas. Porém, quem milita em defesa dos direitos dos transexuais acredita que estes números podem não retratar fielmente a realidade, em virtude da subnotificação.

    Quais os problemas que esta comunidade sofre cotidianamente? Quais as ameaças e agressões, veladas ou não, as quais as pessoas trans são submetidas, seja no seio familiar, na escola, no trabalho, nas universidades ou em qualquer outro lugar onde estejam? Por que não há respeito às pessoas trans no Brasil?

    Estas perguntas fazem parte da conversa que tivemos com Adriana Lohanna dos Santos, mulher trans sergipana, Referência Técnica de Políticas para a População LGBTQI+ da Secretaria da Inclusão e Assistência Social do Estado de Sergipe, e Vice-Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Aracaju.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/pravocesaber/message

    • 26 min
    Conheça Matheus, dono da Esfiha Planet, cuja vida mudou em 24h

    Conheça Matheus, dono da Esfiha Planet, cuja vida mudou em 24h

    Em tempos de redes sociais ditando modas e comportamentos, todo cuidado é pouco com o que é dito ou falado, pois, o preço que pode ser pago por uma atitude grosseira, por uma resposta arrogante, pode ser inimaginável. Porém, a mesma internet que coloca na alguém na fogueira para virar cinzas, é a que também é solidária e exala humanidade por uma boa causa. E foi por causa deste controverso movimento que Matheus Pereira viu o negócio dele, a Esfiha Planet, passar de mil seguidores no Instagram para 100 mil em menos de 48 horas.

    Se, por acaso, você não está sabendo do babado que foi este caso, a gente relembra rapidinho: no afã de ganhar alguns seguidores, Matheus enviou direct para um jornalista sergipano que também faz as vezes de influenciador digital, perguntando se ele teria interesse em receber algumas esfihas e ajudar a divulgar nos stories.

    O que ele não contava era receber a seguinte resposta: “Amores, meu insta é profissional, não troco por esfihas. Há quem faça! Mas sou influenciador mesmo e me valorizo. Tenho público cativo e qualificado. Por esfihas... not! Mas agradeço!” Educadamente, Matheus respondeu “tudo bem, agradeço a sua atenção e tenha um ótimo dia”. O que ele não contava era com a seguinte contrarresposta: “Sou mestre pela UFS, 4 pós-graduações, sou Jornalista profissional, professor de Língua Portuguesa... tudo isto por esfihas? Desculpe! Mas entrou no perfil errado. Mas há quem faça por aí!”.

    A história veio a público porque o próprio influenciador printou a conversa e postou nos stories da conta dele e, ainda não satisfeito, escreveu que as pessoas tinham perdido a noção do ridículo e que seria educado em não dizer qual a marca de uma empresa que confunde jornalista sério com digital blá blá. “SOU HOMEM de CONTRATOS com empresas sérias (sic)!.

    Depois do bafafá armado, nós, do Pra Você Saber ficamos bem curiosos para saber quem era o dono da esfiharia que virou o centro de uma forte e linda corrente do bem.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/pravocesaber/message

    • 29 min
    É possível emagrecer malhando 90 minutos por semana?

    É possível emagrecer malhando 90 minutos por semana?

    Já é consenso que a prática de uma atividade física constante é essencial para uma vida saudável. Mas, o que também virou hit, por parte daqueles que não curtem exercitar o corpo, é dizer aos quatro cantos que não faz nada porque não tem tempo: é o trabalho, a família, os estudos, os amigos, enfim, tudo ou qualquer coisa vira logo o motivo.

    Só que tem um detalhe que a gente ignora: tempo é uma questão de prioridade, ou seja, para tudo o que gostamos ou queremos mesmo fazer a gente arranja nem que seja meia hora dentro das 24 que o dia possui, não é mesmo?

    E, para lançar de vez por terra com esse espezinhado argumento, nós, do “Pra Você Saber – Podcast” conversamos com o Educador Físico Maicon Rodrigues, especialista em emagrecimento para pessoas que têm pouco ou pouquíssimo tempo para treinar e que vai te fazer enxergar que sim, é possível perder peso, de forma correta e saudável, malhando poucos minutos por semana.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/pravocesaber/message

    • 27 min
    Intolerância religiosa: a fé que separa

    Intolerância religiosa: a fé que separa

    A não tolerância ao modo como o outro expressa a fé que possui sempre foi motivo de crítica, de acirramento de ideias, de perseguição e, inclusive, de morte, desde que o mundo é mundo. Na idade média as mulheres que cultuavam os elementos da natureza foram levadas à fogueira acusadas de bruxaria; cristãos foram e ainda são perseguidos pelo Estado Islâmico e aqui, no Brasil, o principal alvo dos ataques desta natureza é o povo de santo, como são conhecidos os integrantes das religiões de matrizes africanas. Tem aumentado a quantidade de casos de fechamentos de templos em virtudes de ataques violentos e agressões de todos os tipos contra esta comunidade. A intolerância religiosa é o tema do nosso podcast desta semana. Nosso entrevistado, mais uma vez, é o Dr. Ilzver Matos, professor universitário e pesquisador da área de Direitos Humanos, além de ativista na defesa dos direitos dos povos tradicionais, principalmente, pela liberdade de culto religioso. Qual seria o caminho para reverter esse comportamento que, infelizmente, ainda vem sendo alimentado em pleno século XXI.




    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/pravocesaber/message

    • 38 min

Opiniões de clientes

5.0 de 5
2 avaliações

2 avaliações

Top podcasts em Notícias de entretenimento