30 episódios

Nem todas as letras e músicas tiveram a oportunidade de encontrar-se e serem companheiras para sempre. Assim como na vida acontece com os amores. Letra e música devem também ter outra oportunidade. Uma nova oportunidade, onde vale sempre a pena a procura pela felicidade que nem sempre vem na primeira viagem... então a rasura terá valido a pena. Vou reunir textos e propor novas trilhas para as palavras. Como me propus viver. Sempre em busca de algo que talvez só exista no universo delirante de um poeta. Ou talvez não...

Textos & Trilhas Rowney Furfuro

    • Música

Nem todas as letras e músicas tiveram a oportunidade de encontrar-se e serem companheiras para sempre. Assim como na vida acontece com os amores. Letra e música devem também ter outra oportunidade. Uma nova oportunidade, onde vale sempre a pena a procura pela felicidade que nem sempre vem na primeira viagem... então a rasura terá valido a pena. Vou reunir textos e propor novas trilhas para as palavras. Como me propus viver. Sempre em busca de algo que talvez só exista no universo delirante de um poeta. Ou talvez não...

    Ponto de Vista

    Ponto de Vista

    Ser eclético em termos musicais deixa margens inimagináveis. Explorar mundos diversos, deixar a zona de conforto leva-nos ao crescimento e à descoberta de novos limites. Mas nenhum ponto de vista, será um ponto final.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/textosetrilhas/message

    • 2 min
    Estrela milenar

    Estrela milenar

    Perguntei ao Renato Teixeira: Qual é maneira da vida brilhar?

    Ele disse: Acendendo a fogueira. Pegando uma estrela e jogando no mar!

    Perguntei se a verdade é mentira e se o corpo que gira bambeia no ar?

    Ele disse: É o som dessa lira que traz alegria pra gente cantar.

    Perguntei se o que passa retorna?

    Ele disse: O que foi nunca mais vai voltar. Mas além do futuro o passado, nos olha de lado, querendo brincar...

    Perguntei se pra um violeiro a questão é dinheiro ou o que é que será?

    Ele disse: A resposta é a morena! Deitada na rede de papo pro ar...

    Perguntei dos mistérios das coisas, das filosofias pro povo pensar...

    Ele disse: A resposta é o silêncio, que mora tranquilo no fundo do mar.



    Music played by The piano Guys


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/textosetrilhas/message

    • 4 min
    Lembrança da infância

    Lembrança da infância

    Os laivos de imagens, onde até sinto os cheiros das ruas, sinto o vento, lembranças do tempo em que aprendi a ser feliz. Se hoje trago comigo um sorriso, aprendi na infância. Cercado por montanhas, minadas de ferro, vermelhas como a febre da adolescência que apagava o fogo nas cascatas e lagos, das Minas Gerais. Brincadeiras de rua, de pés descalços, de amigos tantos, que agora à distância, só resta lembrar. O sabor da goiaba, pitanga e carambola, às margens do rio onde passava as férias, sobre o lombo de uma bicicleta ou à cavalo. Com o sol pela frente, montanhas às costas e um sorriso nos lábios, que tempos tão simples, tão livres, tão eternos, nos fazem ter marcas para nunca apagar. Meus primos irmãos Giovani e Marconi, estaremos de novo a correr juntos noutras paragens, à beira do curral. Com a caneca cheia de Toddy, estendida ao Cumpadre Chico, quem ordenhava com espuma o leite mais puro, que tomávamos entre goles de alegria. Histórias da fazenda, contadas pela Fifía, das mulas-sem-cabeça ou dos sacis que habitavam as gameleiras. Lembranças da infância. Lembranças de que nunca nos separamos. Lembranças que agora, somos nós quem contamos. Sempre com o sorriso que aprendemos na infância. O que o amor uniu, a ausência não separa.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/textosetrilhas/message

    • 2 min
    Do meu jeito

    Do meu jeito

    Elvis e Frank imortalizaram as palavras de Paul, Jacques e Claude. Um momento por que certamente passaram eles e passaremos todos. Sentados no alto de uma montanha, olhamos a estrada que traçamos e calcorreamos. Sem pudores, sem julgamentos. Apenas a partilhar com quem nos vá na alma, nesse instante, um olhar sobre a própria história. Não é um triste final. É antes um momento de júbilo e mais do que tudo, de degustação do todos os momentos. Mesmo aqueles em que a roda furiosa da vida, nos impediu de sorver e apreciar, pois que no instante seguinte, havia outra curva, outra volta, outra subida e mais, muito mais para andar. Juntei-me ao texto, como à trilha. Não poderia deixar de o fazer. E não me arrependo. Se não entrasse de corpo e alma nesse projeto, nessa catarse, não seria eu. Oh, não. Fí-lo com a alma que me conduziu até este ponto. Fí-lo do meu jeito.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/textosetrilhas/message

    • 3 min
    Mandamentos do caminho

    Mandamentos do caminho

    Vasculhando as imagens da minha memória, deparei-me com um poster, uma guitarra, uma farta cabeleira e a imagem de um amigo a fitar essa foto. Tínhamos perto de 15 anos. Os sonhos e a alegria da adolescência povoava nossos caminhos. Ele, marcado pela imagem da música. Eu pela força das palavras. Ele, Peter Frampton. Eu, Oswaldo Montenegro. Uma amizade de 40 anos, nem sempre presente fisicamente. Assim como Peter e Oswaldo, nunca se encontraram fisicamente. Apenas tornaram-se próximos pela proximidade fixada na ponte de uma amizade sólida e intemporal. Esta amizade mostrou-me o caminho e quero ver vocês, cantando por aí. Que o nosso sorriso de crianças livres, nos permita unir o que a canção nunca juntou. Até aqui, Textos & Trilhas. Meu amigo terá talvez um colapso nervoso ao ouvir esta reunião improvável. Mas comungará da mensagem de uma ponte que, por mais improvável ou de margens distantes, nunca se desfaz. Hoje ele é um artista, como seu ídolo. E eu seu fã, como era o meu amigo a olhar a foto.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/textosetrilhas/message

    • 4 min
    Imperio Tropical

    Imperio Tropical

    Quando se encontram Chico e Carlos, pelas notas de Paulo e Fernando, o Atlântico une, não separa. Para quem sente o amor da segunda pátria, qual família de adopção, sabe do sentimento que liga esta história. Mátria, casa, acolhimento, pertença. É a mistura de sentimentos dos amores de quem paira entre dois pontos de um mesmo rio, quando o Amazonas que corre Trá-os-Montes deságua numa pororoca no Tejo e arrebata o coração de quem ficou. De um lado a menina e moça, do outro a garota que passa, num doce balanço. No centro o coração que ainda vai cumprir seu ideal. Amar sem jaça Brasil e Portugal.


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/textosetrilhas/message

    • 3 min

Top podcasts em Música