147 episodes

O podcast do Grupo Companhia das Letras.
Contato: radio@companhiadasletras.com.br

Rádio Companhia Companhia das Letras

    • Arts

O podcast do Grupo Companhia das Letras.
Contato: radio@companhiadasletras.com.br

    #120 - Caetano Veloso em Narciso em férias - filme e livro. Com Renato Terra e Lucas Pedretti

    #120 - Caetano Veloso em Narciso em férias - filme e livro. Com Renato Terra e Lucas Pedretti

    "’Ande em frente e não olhe para trás.’
    Fiquei com medo, fui andando, e pensei que eles iriam atirar. Acordei algumas noites ouvindo gritos de pessoas sendo torturadas."
    *
    Na madrugada do dia 27 de dezembro de 1968, duas semanas após o decreto do AI-5, Caetano Veloso e Gilberto Gil foram retirados dos apartamentos onde moravam, no centro de São Paulo, e levados em uma caminhonete ao Rio de Janeiro. Conduzidos por policiais à paisana, eles foram presos sem qualquer justificativa.
    *
    Os 54 dias vividos no cárcere — e suas dimensões políticas, psicológicas e artísticas — foram reconstituídos por Caetano em "Narciso em férias", capítulo homônimo da autobiografia "Verdade Tropical". Sua edição avulsa, que acaba de chegar às estantes do país, traz, além do surpreendente relato, registros do processo aberto pela ditadura militar contra o cantor e compositor — documentos que foram revelados ao artista somente em 2018. O episódio marcante foi adaptado para as telas pelos jornalistas Renato Terra e Ricardo Calil com o documentário “Narciso em férias”, fruto de uma entrevista de seis horas com Caetano. O longa, idealizado por Paula Lavigne, foi lançado simultaneamente em setembro no Festival de Veneza e no Globo Play e tem conquistado público e crítica.
    *
    No episódio #120 da Rádio Companhia, conversamos com o diretor Renato Terra e o historiador Lucas Pedretti, que localizou o dossiê contra Caetano no acervo digital do Arquivo Nacional (no site Memórias Reveladas, onde páginas e páginas de documentos do período estão disponíveis). Eles comentam sobre os bastidores da obra, as escolhas do documentário, as fontes documentais e a repercussão do artista e do episódio hoje, em 2020.
    *
    Apresentação, edição e roteiro: Paulo Júnior

    • 37 min
    #119 - Especial 90 anos de Ferreira Gullar

    #119 - Especial 90 anos de Ferreira Gullar

    O episódio #119 da Rádio Companhia homenageia a vida e a obra de um dos maiores poetas da história recente da literatura brasileira: Ferreira Gullar. Com trechos de seus poemas mais célebres e participação dos poetas Antonio Carlos Secchin, Armando Freitas Filho e Alice Sant’Anna — que lê um depoimento da editora Maria Amélia Mello —, além de sonoras do próprio Gullar, a edição de hoje relembra a trajetória do poeta, nascido em 10 de setembro de 1930 em São Luiz do Maranhão.
    *
    Apresentação: Mariana Figueiredo e Paulo Júnior
    Roteiro: Lucas Viriato
    Edição: Paulo Júnior
    *
    Créditos das sonoras utilizadas no episódio:
    *
    (1) Leitura de "A vida bate": https://youtu.be/EN4fDMRulp8
    *
    (2) Sonora de Ferreira Gullar sobre o Grupo Opinião, retirada do 1º episódio da série documental "Há muitas noites na noite", dirigida por Silvio Tendler: https://youtu.be/i9xpMHC4vbg
    *
    (3) Trecho de "Opinião", composta por Zé Keti e interpretada por Nara Leão: https://youtu.be/yxvjtMYKORg
    *
    (4) Trecho de "Poema sujo", recitado por Gullar, retirado de vídeo produzido e gravado pelo Instituto Moreira Salles e pela VideoFilmes: https://youtu.be/gQPW15sIf24
    *
    (5) Sonora de Gullar, retirada de um depoimento gravado para a TV FACHA: https://youtu.be/AE2S06vH3uM
    *
    (6) Trecho de "O Trenzinho do Caipira", interpretada por Adriana Calcanhotto: https://youtu.be/NpzaNtJ_22A

    • 18 min
    #118 - Boa economia para tempos difíceis: uma análise do livro de Banerjee e Duflo

    #118 - Boa economia para tempos difíceis: uma análise do livro de Banerjee e Duflo

    No episódio #118 da Rádio Companhia, nós apresentamos o livro “Boa economia para tempos difíceis”, dos ganhadores do Nobel de Economia 2019 Esther Duflo e Abjihit Banerjee, publicado recentemente pela Editora Zahar. Para debater a obra, que traz temas fundamentais e muito presentes no atual debate público, a editora Juliana Freire e o publisher Ricardo Teperman recebem os economistas Claudio Ferraz, Laura Muller Machado e Mario Lisboa Theodoro, referências em suas áreas de atuação.
    *
    Saiba mais sobre “Boa economia para tempos difíceis”:
    Neste livro lúcido e revolucionário, Banerjee e Duflo apresentam o que os melhores economistas de hoje têm a dizer a respeito das questões fundamentais que desafiam as sociedades. Baseados nas mais recentes e conceituadas pesquisas econômicas, explicadas aqui com clareza e honestidade, os autores desconstroem falsas verdades e nos mostram não apenas as conclusões surpreendentes a que tais estudos chegaram — mas também, e principalmente, que as soluções inspiradas nesses resultados podem ser determinantes na construção de um mundo mais justo e humano.
    Criativo, instigante e urgente, Boa economia para tempos difíceis oferece argumentos a favor de intervenções inteligentes e de uma sociedade participativa.
    *
    Apresentação: Mariana Figueiredo
    Roteiro e entrevista: Juliana Freire e Ricardo Teperman
    Edição: Paulo Júnior

    • 1 hr 3 min
    #117 - A poesia de Drummond por Ailton Krenak e José Miguel Wisnik

    #117 - A poesia de Drummond por Ailton Krenak e José Miguel Wisnik

    Já está no ar a edição #117 da Rádio Companhia! Neste episódio, o líder indígena Ailton Krenak, que acaba de lançar o livro "A vida não é útil", e o professor José Miguel Wisnik, autor de “Maquinação do mundo: Drummond e a mineração", conversam com o editor Ricardo Teperman sobre a poesia de Carlos Drummond de Andrade, sua intensa relação com a natureza e a atualidade das denúncias presentes na obra do itabirano.
    *
    No poema "A montanha pulverizada", Drummond fala sobre o desaparecimento do Pico do Cauê — uma das muitas paisagens de sua infância que não mais existem — pela atividade mineradora. O mesmo "trem-monstro" que levou embora partes da região onde nasceu e cresceu, Itabira, é também reconhecido por Ailton Krenak, líder indígena que testemunhou a devastação de sua terra pelos rejeitos da mineração, e José Miguel Wisnik, que percorreu a obra de Drummond e a história da mineração naquilo que diz respeito ao poeta. Essas e outras temáticas exploradas na poesia do itabirano são lembradas no programa.
    *
    "A poética de Drummond transcende a experiência da cultura, porque se formos olhar bem, nós dois somos de mundos diversos, mas compartilhamos o afeto dessas montanhas, dessas pedras, desses rios. Nós temos uma aproximação pela natureza." — Ailton Krenak
    *
    "Eu só fui perceber a dimensão dessa relação [de Drummond] com a montanha, a natureza, o ferro e o chão em que a gente pisa quando eu fui de fato pisar, como disse o Ailton, o chão de Itabira. E a pisada é até um tema forte de 'A vida não é útil'." — José Miguel Wisnik
    *
    Apresentação: Mariana Figueiredo
    Roteiro e mediação: Ricardo Teperman
    Edição: Paulo Júnior

    • 54 min
    #116 - O avesso da pele: Bate-papo com Jeferson Tenório

    #116 - O avesso da pele: Bate-papo com Jeferson Tenório

    No episódio #116 da Rádio Companhia, entrevistamos o escritor Jeferson Tenório, que acaba de lançar o romance “O avesso da pele” pela Companhia das Letras. Na conversa, o professor e doutorando em teoria literária pela PUCRS revela alguns dos bastidores da narrativa de seu novo livro, além de compartilhar suas impressões acerca do papel da literatura no momento presente.
    *
    Saiba mais sobre a obra:
    Destaque nos principais cadernos de cultura do país e altamente elogiado pela crítica, “O avesso da pele”, acompanha a busca de Pedro pela história de seu pai, assassinado numa desastrosa abordagem policial. Ao refazer os caminhos paternos — e a trajetória de toda uma família —, o narrador tece um profundo relato sobre as relações entre pais e filhos, ao mesmo tempo em que descortina uma nação marcada pelo racismo e por um sistema educacional falido.
    *
    “Poucos são os escritores brasileiros da atualidade tão seguros e originais na abordagem narrativa e na construção da linguagem — é única a voz do narrador em primeira pessoa que assume uma roupagem de segunda pessoa. Com inquestionável talento para criar verdades — aquelas que só podem e só conseguem surgir com vigor na literatura —, Jeferson Tenório se coloca como autor que nos ajuda a compreender nossa identidade, brasileira, negra, humana, nosso drama”, afirmou o também escritor Paulo Scott sobre a narrativa sensível de Tenório.
    *
    Apresentação: Mariana Figueiredo
    Roteiro e edição: Paulo Júnior

    • 29 min
    #115 - Um ano sem Toni Morrison

    #115 - Um ano sem Toni Morrison

    Neste 5 de agosto, lamentamos um ano da morte de Toni Morrison. No episódio de hoje, homenageamos aquela que foi a primeira escritora negra a receber o prêmio Nobel de literatura, em 1993. Em entrevista, Stephanie Borges — jornalista, poeta e tradutora de autoras como bell hooks e Audre Lorde — e Bruna Tamires — escritora e criadora do Clube Negrita — conversam sobre a obra de Toni, sua relevância literária e importância para debates atuais acerca de racismo estrutural e feminismo. Outras autoras contemporâneas são citadas em comparação à obra de Toni, como Eliane Alves Cruz e Ruth Guimarães.
    *
    Saiba mais sobre Toni Morrison:
    Toni Morrison nasceu em 1931, em Ohio, nos Estados Unidos. Formada em Letras pela Howard University, estreou como romancista em 1970, com “O olho mais azul”. Em 1975, foi indicada para o National Book Award com Sula (1973), e dois anos depois venceu o National Book Critics Circle com Song of Solomon (1975). “Amada” lhe valeu o prêmio Pulitzer. Foi a primeira escritora negra a receber o prêmio Nobel de literatura, em 1993. Aposentou-se em 2006 como professora de humanidades na Universidade de Princeton. Faleceu em 2019.
    *
    Apresentação: Mariana Figueiredo
    Roteiro: Antônio Xerxenesky
    Edição: Paulo Júnior
    Leitura de trechos: Thaís Britto
    *
    Por conta da pandemia de Covid-19 a nossa equipe continua trabalhando de casa. O podcast não foi gravado em um estúdio e, por isso, temos possíveis ruídos e interferências no episódio.

    • 49 min

Top Podcasts In Arts

Listeners Also Subscribed To