24 episodi

Entrevistas semanais conduzidas por Ericson Crivelli, para quem quer aprofundar temas relacionados ao direito do trabalho, sindicalismo, a defesa dos direitos sociais e da democracia.

Crivelli Convida Justificando

    • Politica

Entrevistas semanais conduzidas por Ericson Crivelli, para quem quer aprofundar temas relacionados ao direito do trabalho, sindicalismo, a defesa dos direitos sociais e da democracia.

    #24 - Representividade da Mulher Negra na Política - Tamires Sampaio

    #24 - Representividade da Mulher Negra na Política - Tamires Sampaio

    Neste episódio convidamos Tamires Sampaio, advogada, mestra em direito político e militante do movimento negro. Durante o programa ela nos conta, que graças às políticas inclusivas chegou à Universidade e teve a oportunidade de se entender como um ser político. Sua trajetória enquanto mulher, negra e periférica num espaço majoritariamente branco foi decisiva para que ela participasse da criação do coletivo de negros do Mackenzie e a partir dessa experiência chegar à presidencial do Centro Acadêmico. A partir de então, militou no movimento estudantil chegando à vice presidência da UNE.

    Convidada: Tamires Sampaio e Maia Aguilera
    Apresentação: Ericson Crivelli
    Edição: Filmes de Rei / Renan Almeida

    • 57 min
    #23 - A desigualdade social na América Latina - Laís Abramo

    #23 - A desigualdade social na América Latina - Laís Abramo

    Neste episódio de Crivelli Convida, recebemos Laís Abramo, ex-Diretora da OIT Brasil e e Ex-Diretora da CEPAL, para conversar sobre Desigualdade social na América Latina.

    Laís explica que a desigualdade social é uma característica estrutural nos países latino-americanos e que permanece bastante relevante mesmo em períodos de crescimento econômico e que essa desigualdade deve ser compreendida muito além da desigualdade de renda.

    De acordo com a especialista no tema, a desigualdade é uma herança de um passado escravocrata que instituiu uma cultura de privilégios que naturaliza a discriminação. É fundamental compreender a desigualdade como um fator estruturante e um obstáculo ao desenvolvimento e aos direitos e, a partir dessa constatação entender quais os elementos que a constituem e a reproduzem. de acordo com a Matriz da Desigualdade Social na America Latina, são 5 os eixos a ser consideramos como estruturantes da desigualdade social: Classe Social, Gênero, Raça/Etnia, Regionalidade/Territorialidade e Idade.

    Por fim, Lais faz uma análise e um prognóstico sobre o efeito da pandemia sobretudo no na desigualdade de gênero diretamente na economia do cuidado.

    • 57 min
    #22 - O impacto da pandemia na comunidade LGBTQI+ - Lucas Bulgarelli

    #22 - O impacto da pandemia na comunidade LGBTQI+ - Lucas Bulgarelli

    O episódio dessa semana traz Lucas Bulgarelli, antropólogo e pesquisador, para discutir como a comunidade LGBTQI+ está enfrentando os problemas causados pela pandemia. Esse episódio é também um crossover com o Podcast Justificando.

    Lucas apresenta um panorama da criação da terminologia "Ideologia de Gênero" que tem sua base numa tentativa da igreja católica para frear a inclusão dessas pautas em discussões sobre Direitos Humanos na década de 80.

    Bulgarelli explica também como foi a apropriação política das pautas sociais pela igreja evangélica e pelo campo conservador da sociedade que culminaram no avanço dos ataques contra todos os movimentos que defendem pautas progressistas como feminismo, LGBTQI+ , entre outros e que tomaram ainda mais corpo no atual Governo.

    • 1h 3 min
    #21 - Periferia, Religião e Democracia - Danilo Pássaro

    #21 - Periferia, Religião e Democracia - Danilo Pássaro

    Essa semana, Ericson Crivelli conversa com Danilo Pássaro, teólogo e estudante de História pela USP e Coordenador do Movimento Somos Democracia, sobre o desafio de sensibilizar as torcidas organizadas e o jovem periférico sobre a importância da discussão politica como instrumento de ativismo social e faz uma análise da visão evangélica sobre temas relacionados à política, ao fascismo e a situação do país.

    Danilo conta que a partir da sua experiência pessoal sentiu necessidade de entender um pouco mais sobre questões religiosas, o que o levou a estudar Teologia. Com base nesses estudos, traça um panorama do pensamento neo pentecostal brasileiro. Sua trajetória política se inicia na Faculdade, quando passou a integrar o Movimento Estudantil da UFPR.

    A união de todas essas vertentes o levaram a participar ativamente dos movimentos em defesa da Democracia e, consequentemente, à criação do SOMOS DEMOCRACIA, movimento social em defesa da democracia que nasce dentro da Gaviões da Fiel, da qual faz parte desde os 13 anos.

    • 52 min
    #20 - Torcidas Organizadas em Defesa da Democracia - Alex Minduim

    #20 - Torcidas Organizadas em Defesa da Democracia - Alex Minduim

    O convidado da semana é Alex Minduim, presidente da ANATORG (Associação Nacional das Torcidas Organizadas. Alex é sociólogo e professor e vai explicar, durante o programa, qual a relação entre futebol e política.

    Para ele, um dos principais papéis da ANATORG é promover a politização dos integrantes das torcidas organizadas, é mostrar aos torcedores e torcedoras que eles, como parte da sociedade, podem e devem participar da vida política e pública do país.

    Minduim explica o poder de mobilização das torcidas organizadas e a importância da politização dessas pessoas para que possam participar do debate sobre a violência, sobre o papel da periferia na sociedade e sobre o papel da grande mídia na marginalização das torcidas.

    Por fim, Alex explica também qual a posição da ANATORG com relação ao projeto de torcida única e também uma análise sobre as razões que levaram à uma redução da presença nos estádios de futebol. Para ele, o principal motivo é o valor abusivo dos ingressos e não a violência, como alega a imprensa.

    • 57 min
    #19 - Negociação Nacional dos Bancários e o novo normal - Ivone Silva

    #19 - Negociação Nacional dos Bancários e o novo normal - Ivone Silva

    A convidada dessa semana é Ivone Silva, reeleita esse ano para presidir o Sindicado dos Bancários de São Paulo, Osasco e região. Durante o programa Ivone explicou como movimento sindical está preparando para enfrentar o “novo normal” que está se estabelecendo durante a crise sanitária que estamos vivenciando e que, em muitos aspectos, deve se perpetuar mesmo após a pandemia.
    Para ela é imprescindível pensar qual o modelo de sociedade que desejamos construir e que inconcebível pensar que o novo normal seja aceitar a normalização de mortes, de desigualdade, de miséria.

    A campanha salarial dos bancários já foi lançada e Ivone explica como foi a experiência de construir uma minuta de reivindicações, mantendo todas as etapas de consulta à base através de ferramentas digitais. Na pauta da negociação nacional está inclusa uma clausula de regulamentação do teletrabalho (home office) que foi construída a partir de uma pesquisa com os bancários sobre os principais desafios e dificuldades encontradas durante esses meses trabalhando remotamente.

    Por fim Ivone reforça a importância de um sindicato fortalecido, com capacidade de defender os direitos dos trabalhadores junto aos bancos e ao poder público.

    • 46 min

Top podcast nella categoria Politica

Gli ascoltatori si sono iscritti anche a