5 avsnitt

Rafacast é um programa onde convidados contam histórias da sua vida (Profissional e Pessoal). Gostamos de compartilhar histórias inspiradoras que geram valor,

Rafacast Rafael Bastos

    • Karriär

Rafacast é um programa onde convidados contam histórias da sua vida (Profissional e Pessoal). Gostamos de compartilhar histórias inspiradoras que geram valor,

    EP05 – RUMO: Rodrigo Antes do Teaser

    EP05 – RUMO: Rodrigo Antes do Teaser

    Neste episódio, Rafa entrevista Rodrigo Teaser, um dos maiores nomes do entretenimento brasileiro.



    Conheça a origem, a infância e a juventude antes de se tornar mundialmente conhecido como Rodrigo Teaser.



    Siga o Rodrigo Teaser no instagram: @rodrigoteaser



    Este cast foi dividido em duas partes.

    • 57 min
    EP04 – Rumo: A Mágica história da Jack

    EP04 – Rumo: A Mágica história da Jack

    Durante muitos anos acompanho o crescimento da Jack do Planeje Orlando. Uma história mágica que vale muito ser compartilhada com todos vocês.



    Conheça mais sobre a Jack e o Planeje Orlando nos links abaixo:



    Site: https://www.planejeorlando.com.br/



    Instagram: https://www.instagram.com/planejeorlandooficial/



    E-MAILS



    Mande suas críticas, elogios e sugestões para eu@rafacast.com.br

    • 58 min
    EP03 – Mentoria: Teoria do SCRUM

    EP03 – Mentoria: Teoria do SCRUM

    Scrum é fundamentado nas teorias empíricas de controle de processo, ou empirismo. O empirismo afirma que o conhecimento vem da experiência e de tomada de decisões baseadas no que é conhecido. O Scrum emprega uma abordagem iterativa e incremental para aperfeiçoar a previsibilidade e o controle de riscos.



    Três pilares apoiam a implementação de controle de processo empírico: transparência, inspeção e adaptação.



    Transparência



    Aspectos significativos do processo devem estar visíveis aos responsáveis pelos resultados. A transparência requer que estes aspectos tenham uma definição padrão comum para que os observadores compartilharem um mesmo entendimento comum do que está sendo visto.



    Por exemplo: • Uma linguagem comum referindo-se ao processo deve ser compartilhada por todos os participantes; e, • Aqueles que realizam o trabalho e aqueles que inspecionam o incremento resultado do trabalho devem compartilhar uma definição comum de “Pronto”



    Inspeção



    Os usuários Scrum devem, frequentemente, inspecionar os artefatos Scrum e o progresso em direção ao objetivo da Sprint para detectar variações indesejadas.



    Esta inspeção não deve ser tão frequente que atrapalhe o objetivo dos trabalhos. As inspeções são mais benéficas quando realizadas de forma diligente por inspetores especializados no trabalho a se verificar.



    Adaptação



    Se um inspetor determina que um ou mais aspectos de um processo desviou para fora dos limites aceitáveis, e que o resultado do produto será inaceitável, o processo ou o material sendo produzido deve ser ajustado. O ajuste deve ser realizado o mais breve possível para minimizar mais desvios. O Scrum prescreve quatro Eventos formais para inspeção e adaptação, como descrito na seção Eventos do Scrum deste documento.



    Planejamento da SprintReunião diáriaRevisão da SprintRetrospectiva da Sprint

    • 10 min
    EP02 – Mentoria: Usos do SCRUM

    EP02 – Mentoria: Usos do SCRUM

    Neste episódio aprenderemos sobre os Usos do SCRUM no desenvolvimento de produtos.



    Conheça a Mentoria completa para certificação PSM1, acesse: www.scrumonline.com.br



    Trecho do Guia SCRUM



    O Scrum foi inicialmente desenvolvido para gerenciar e desenvolver produtos. Iniciando no começo dos anos 90, o Scrum tem sido usado extensivamente, mundialmente, para:



    Pesquisar e Identificar mercados viáveis, tecnologias e funcionalidades de produtos;Desenvolver produtos e melhorias;Liberar produtos e melhorias frequentes, chegando a várias vezes por dia;Desenvolver e sustentar a Nuvem (online, segura, sob demanda) e outros ambientes operacionais para uso de produtos; e,Sustentar e renovar produtos.



    Scrum tem sido usado para desenvolver software, hardware, software embarcado, redes de funções interativas, veículos autônomos, escolas, governo, marketing, gerenciar a operação da organização e quase tudo que usamos em nosso dia-dia nas nossas vidas, como indivíduos e sociedades.



    Como tecnologia, mercado, complexidades ambientais e suas interações tem aumentado rapidamente, a utilidade do Scrum em lidar com a complexidade é provada diariamente.



    Scrum demonstra efetividade especialmente na transferência de conhecimento iterativo e incremental. Scrum é agora amplamente usado para produtos, serviços e no gerenciamento da própria empresa. A essência do Scrum é um pequeno time de pessoas.



    O time individual é altamente flexível e adaptativo. Essas forças continuam operando em únicos, muitos, vários, e em redes de times que desenvolvem, liberam, operam e sustentam o trabalho e trabalham produtos de milhares de pessoas. Eles colaboram e interoperam através de arquiteturas sofisticadas de desenvolvimento e ambientes de liberação como objetivo.



    Quando as palavras “desenvolver” e “desenvolvimento” são usadas no Guia Scrum, elas se referem a trabalho complexo, tais como os tipos identificados acima.

    • 8 min
    EP01 – Mentoria: Definição do SCRUM

    EP01 – Mentoria: Definição do SCRUM

    • 20 min

Mest populära podcaster inom Karriär