2 hr 5 min

As feministas odeiam os homens‪?‬ Conversas #nuncamais

    • Politics

Convidada: Carmo Gê Pereira (educadora sexual para adultos, ativista feminista e LGBTQIA+)
Moderação: Joana Amaral Grilo (Com Calma – Espaço Cultural)

Feminismo é o contrário de machismo. As feministas andam de tronco nu e  nunca se depilam. As feministas odeiam crianças e não querem ter  família. As feministas são mulheres mal amadas, que nunca conseguiram  conquistar um homem. As feministas são lésbicas. As feministas odeiam os  homens.
O feminismo, ao defender o empoderamento feminino e a libertação dos  poderes patriarcais, bem como a defesa dos direitos das mulheres e dos  seus interesses, incomoda muita gente. De facto, este movimento de  carácter político, social, ideológico e filosófico, coloca em causa  pilares muito antigos, estruturantes da nossa sociedade. Disso mesmo  resulta que, no discurso mainstream, frequentemente se distorça o real  significado da luta feminista e que ela seja muitas vezes definida de  forma enviesada ou mesmo deturpada, seja por desconhecimento ou  desinformação, seja intencionalmente, com o objetivo de descredibilizar o  movimento.
Para debater estes aspectos, convidamos a Carmo Gê Pereira, ativista  feminista e LGBTQIA+, e educadora sexual para adultos, numa conversa  moderada pela Joana Amaral Grilo (ativista feminista, Com Calma – Espaço  Cultural).
Vens conversar connosco?

NOTA: Atendendo às recomendações de distanciamento social decorrentes da pandemia COVID-19, esta Conversa #nuncamais, inicialmente prevista para 17 de março de 2020, foi adiada para 21 de abril e realizou-se exclusivamente online. Para o efeito, tivemos de adquirir uma conta profissional de Zoom, cujo custo foi de 86€. Se podes, contribui com um donativo para ajudar a cobrir este gasto, em https://academiacidada.org/contribuir. Obrigada!

Convidada: Carmo Gê Pereira (educadora sexual para adultos, ativista feminista e LGBTQIA+)
Moderação: Joana Amaral Grilo (Com Calma – Espaço Cultural)

Feminismo é o contrário de machismo. As feministas andam de tronco nu e  nunca se depilam. As feministas odeiam crianças e não querem ter  família. As feministas são mulheres mal amadas, que nunca conseguiram  conquistar um homem. As feministas são lésbicas. As feministas odeiam os  homens.
O feminismo, ao defender o empoderamento feminino e a libertação dos  poderes patriarcais, bem como a defesa dos direitos das mulheres e dos  seus interesses, incomoda muita gente. De facto, este movimento de  carácter político, social, ideológico e filosófico, coloca em causa  pilares muito antigos, estruturantes da nossa sociedade. Disso mesmo  resulta que, no discurso mainstream, frequentemente se distorça o real  significado da luta feminista e que ela seja muitas vezes definida de  forma enviesada ou mesmo deturpada, seja por desconhecimento ou  desinformação, seja intencionalmente, com o objetivo de descredibilizar o  movimento.
Para debater estes aspectos, convidamos a Carmo Gê Pereira, ativista  feminista e LGBTQIA+, e educadora sexual para adultos, numa conversa  moderada pela Joana Amaral Grilo (ativista feminista, Com Calma – Espaço  Cultural).
Vens conversar connosco?

NOTA: Atendendo às recomendações de distanciamento social decorrentes da pandemia COVID-19, esta Conversa #nuncamais, inicialmente prevista para 17 de março de 2020, foi adiada para 21 de abril e realizou-se exclusivamente online. Para o efeito, tivemos de adquirir uma conta profissional de Zoom, cujo custo foi de 86€. Se podes, contribui com um donativo para ajudar a cobrir este gasto, em https://academiacidada.org/contribuir. Obrigada!

2 hr 5 min