53 min

Diana Niepce (especial DDD’24‪)‬ FEMINA

    • Arts

Este episódio é realizado no âmbito da parceria do Festival Dias da Dança 2024 com o FEMINA.







Diana Niepce é bailarina, coreógrafa e escritora. Formou-se na Escola Superior de Dança, fez Erasmus na Teatterikorkeakoulun (em Helsínquia), fez Mestrado em Arte e Comunicação na Universidade Nova de Lisboa, completou a formação CPGAE do Fórum Dança e é também professora habilitada de hatha-yoga.







No festival Dias da Dança 2024 apresentou Utopia – uma performance duracional sustentada entre a transgressão e a opressão dos limites físicos.







“Torno a reconstrução do corpo, a minha musa e através dela adoto o processo ao corpo do outro. Estamos no campo da objetificação e também da problematização. Interessa-me homenagear os corpos por aquilo que são, através da sua própria história e saber. Interessa-me usar o corpo uma linguagem crua, violenta e erótica, como espelho da representatividade do corpo na sociedade, sem ser obrigada a normalizá-lo.” – Diana Niepce







Segue e apoia o FEMINA:Instagram: @femina_podcast Newsletter: Subscrever aquiTodas as plataformas: linktr.ee/feminaPodes ajudar o FEMINA a manter-se um projeto vivo e independente: contribui de forma livre e sem compromisso no Patreon. O podcast FEMINA é uma obra artística registada na IGAC. Não é permitida qualquer cópia do seu conteúdo ou reprodução não consentida.

Este episódio é realizado no âmbito da parceria do Festival Dias da Dança 2024 com o FEMINA.







Diana Niepce é bailarina, coreógrafa e escritora. Formou-se na Escola Superior de Dança, fez Erasmus na Teatterikorkeakoulun (em Helsínquia), fez Mestrado em Arte e Comunicação na Universidade Nova de Lisboa, completou a formação CPGAE do Fórum Dança e é também professora habilitada de hatha-yoga.







No festival Dias da Dança 2024 apresentou Utopia – uma performance duracional sustentada entre a transgressão e a opressão dos limites físicos.







“Torno a reconstrução do corpo, a minha musa e através dela adoto o processo ao corpo do outro. Estamos no campo da objetificação e também da problematização. Interessa-me homenagear os corpos por aquilo que são, através da sua própria história e saber. Interessa-me usar o corpo uma linguagem crua, violenta e erótica, como espelho da representatividade do corpo na sociedade, sem ser obrigada a normalizá-lo.” – Diana Niepce







Segue e apoia o FEMINA:Instagram: @femina_podcast Newsletter: Subscrever aquiTodas as plataformas: linktr.ee/feminaPodes ajudar o FEMINA a manter-se um projeto vivo e independente: contribui de forma livre e sem compromisso no Patreon. O podcast FEMINA é uma obra artística registada na IGAC. Não é permitida qualquer cópia do seu conteúdo ou reprodução não consentida.

53 min

Top Podcasts In Arts

The Pink House with Sam Smith
Lemonada Media
Fresh Air
NPR
The Moth
The Moth
99% Invisible
Roman Mars
Let's Get Dressed
Dear Media
The Magnus Archives
Rusty Quill