25 episodes

Podcast produzido pela Divisão de Comunicação da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - Esalq/USP

Estação Esalq Estação Esalq

    • News

Podcast produzido pela Divisão de Comunicação da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - Esalq/USP

    Estação Esalq 26/2020 - Os efeitos da pandemia sobre o O agronegócio

    Estação Esalq 26/2020 - Os efeitos da pandemia sobre o O agronegócio

    O Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, divulgou essa semana um relatório especial sobre os impactos da pandemia de coronavírus sobre as principais cadeias do agronegócio.

    A publicação, que está disponível no site do Cepea, aponta que setores do agro mais dependentes da demanda doméstica devem ser os mais prejudicados como o de leite, de hortifrutícolas, sobretudo os mais perecíveis (como folhosas, tomate, banana e manga), de floricultura e de biocombustíveis, além de algumas agroindústrias mais focadas no mercado interno, como a têxtil-vestuarista, de calçados e de móveis.

    Para repercutir esse documento, o jornalista Caio Albuquerque conversou com a economista e pesquisadora do Cepa, Nicole Rennó.

    Acesse o especial temático preparado pelo Cepea em https://cepea.esalq.usp.br/br/documentos/texto/especial-coronavirus-e-o-agronegocio.aspx.

    • 15 min
    Estação Esalq 25/2020 - Finanças pessoais em tempos de crise

    Estação Esalq 25/2020 - Finanças pessoais em tempos de crise

    Nessa edição do Estação Esalq, o jornalista Fabiano Pereira conversa com Elisson de Andrade, mestre e doutor em economia aplicada, docente do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Esalq. Na pauta, uma reflexão sobre o que devemos considerar na escala de prioridades e valores nesse momento atípico que enfrentamos, a partir do recorte das finanças pessoais. Vale a pena conferir!

    • 14 min
    Estação Esalq 24/2020 - A importância da higienização correta dos alimentos em tempo de pandemia

    Estação Esalq 24/2020 - A importância da higienização correta dos alimentos em tempo de pandemia

    A segurança na manipulação de alimentos é um assunto sempre muito importante, pois tem ligação direta com a manutenção da saúde. Contudo, em tempos de quarentena por uma pandemia na dimensão e com as características da que enfrentamos, esse cuidado torna-se ainda mais fundamental.
    Para falar sobre isso, o Estação Esalq conversou com a professora e pequisadora Daniele Maffei, doutora em Ciências dos Alimentos, docente do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição da Esalq/USP em Piracicaba. Na pauta questões que vão desde a higienização de pacotes de produtos industrializados até a forma correta de higienizar produtos crus e os utensílios de cozinha usados em seu preparo - passando, ainda, pelo correto manuseio de alimentos adquiridos e recebidos em DriveThru e via teleentrega. Confira!

    • 16 min
    Estação Esalq 23/2020 - O Covid-19 pode ser transmitido por alimentos?

    Estação Esalq 23/2020 - O Covid-19 pode ser transmitido por alimentos?

    Docente da Esalq falou sobre o tema no podcast Estação Esalq.

    Muitos consumidores têm associado o consumo de alimentos de origem animal, principalmente das carnes, à contaminação do Covid-19. Essa preocupação é procedente? Independente dos produtos de origem animal, o Covid-19 pode ser transmitido por alimentos?

    Essas e outras questões foram respondidas pela professora Aline Cesar, do departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP). A docente participou da gravação do podcast Estação Esalq, produzido pela Divisão de Comunicação da unidade da USP em Piracicaba.

    Segundo a docente, os animais de produção são fontes de transmissão do coronavirus desde que esses estejam contaminados, mas o cozimento em casa garante a segurança do consumidor.

    Apresentação: Caio Albuquerque, Edição: Fabiano Pereira

    • 14 min
    Estação Esalq 22/2020 - Sistema de análise de imagens disponível no CENA torna mais eficaz o controle da qualidade de insetos estéreis usados na supressão da mosca-sul americana

    Estação Esalq 22/2020 - Sistema de análise de imagens disponível no CENA torna mais eficaz o controle da qualidade de insetos estéreis usados na supressão da mosca-sul americana

    Uma das estratégias usadas no controle biológico da mosca sul-americana (Anastrepha fraterculus) – espécie de mosca-da-fruta que danifica cultivos na região Sul do país, principalmente maçã e pêssego – é a esterilização de machos por irradiação de raios X ou gama. O procedimento tem como objetivo provocar uma diminuição na população desse inseto na natureza. A esterilização é considerada uma alternativa econômica ao uso de inseticidas e iscas tóxicas. Antes da irradiação, as pupas (um estágio intermediário entre a larva e o inseto) passam por um processo de controle de qualidade, a fim de identificar e descartar aquelas de baixa viabilidade. O problema é que, tradicionalmente, essa análise é feita manualmente, com base na observação dos atributos morfofisiológicos. Mas, a olho nu, é difícil diferenciar pupas vazias ou mortas de pupas saudáveis – distinções como uma mudança de cor são sutis e podem passar despercebidas.

    Com a ajuda de um aparelho chamado VideoMeterLab (VML), desenvolvido por uma empresa dinamarquesa, agora pesquisadores do CENA conseguem analisar imagens multiespectrais (imagens de um mesmo objeto, tomadas com diferentes comprimentos de ondas eletromagnéticas) das pupas, possibilitando identificar com precisão alterações nos padrões de qualidade das amostras. A ideia de otimizar o processo vem sendo colocada em prática pela pesquisadora ao aplicar um método mais seguro e preciso para analisar as pupas de moscas em larga escala de produção.

    O docente e pesquisador do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA/USP) Thiago Mastrangelo fala sobre a aplicabilidade da metodologia junto aos produtores de maçã da serra gaúcha, em parceria com pesquisadores da Embrapa. Os resultados tem sido promissores.

    • 17 min
    Estação Esalq 21/2020 - A relação entre áreas verdes e hipertensão em São Paulo

    Estação Esalq 21/2020 - A relação entre áreas verdes e hipertensão em São Paulo

    No Estação Esalq dessa semana o jornalista Caio Albuquerque, da Divisão de Comunicação da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) conversou com o professor Demóstenes Ferreira da Silva Filho, do departamento de Ciências Florestais da Esalq. O docente é um dos autores do artigo Green Spaces, Land Cover, Street Trees and Hypertension in the Megacity of São Paulo.

    O estudo associou a incidência da hipertensão na população de São Paulo, décima megacidade mais populosa do mundo, ao número de árvores nas ruas, cobertura do solo e distância entre os parques. Para completar a conversa, Leticia Santin, também da Divisão de Comunicação da Esalq, conversou com a professora Thais Mauad, do departamento de Patologia, da Faculdade de Medicina da USP, uma das co-autoras deste trabalho.

    Segundo os pesquisadores, o acesso à parques e jardins é um fator positivo no combate a hipertensão e proporciona melhoria na qualidade de vida da população.

    • 28 min

Top Podcasts In News