185 episodes

No fim das tardes de quinta-feira, sempre às 16h, você vai escutar um programa com as principais histórias e notícias do mundo das artes. O Expresso Ilustrada, podcast de cultura da Folha, vai falar de filmes, discos, livros, séries de TV, peças de teatro e de moda. O programa está disponível em todas as plataformas

Expresso Ilustrada Folha de S.Paulo

    • News
    • 4.9 • 7 Ratings

No fim das tardes de quinta-feira, sempre às 16h, você vai escutar um programa com as principais histórias e notícias do mundo das artes. O Expresso Ilustrada, podcast de cultura da Folha, vai falar de filmes, discos, livros, séries de TV, peças de teatro e de moda. O programa está disponível em todas as plataformas

    Copa 2022: como Qatar tenta limpar imagem, sob protestos de artistas

    Copa 2022: como Qatar tenta limpar imagem, sob protestos de artistas

    A cerimônia de abertura da Copa do Mundo deste ano, no Qatar, teve como tema a diversidade. O ator Morgan Freeman e o influenciador Ghanim Al Muftah mencionaram os valores durante as falas que protagonizaram na performance. Mas enquanto o evento falava em celebrar as diferenças, a fama do Qatar de autoritarismo conservador só crescia.

    Com leis que condenam a homossexualidade e um histórico de violações de direitos humanos, o país é alvo de críticas de vários movimentos sociais e instituições pelo mundo, o que fez boa parte dos estrangeiros criticarem a escolha do lugar como sede da Copa.

    No centro dessa polêmica, artistas como Dua Lipa, Shakira e Rod Stweart chamaram atenção ao se manifestarem contra a autocracia do país. Já nomes como Ludmilla e Nicki Minaj foram criticados por fecharem acordos atrelados ao evento. 

    O Expresso Ilustrada desta semana discute o impacto do posicionamento de artistas e celebridades diante das polêmicas envolvendo o maior evento de futebol do mundo e como as leis conservadoras do país impactam o mundo da arte. 

    O episódio ouve o jornalista Diogo Bercito, que foi correspondente da Folha no Oriente Médio e é autor do blog Orientalíssimo, e com o Silas Martí, que é editor do núcleo de cultura da Folha e foi à Doha para analisar o que há por trás da arquitetura do Qatar. 

    Com novos episódios todas as quintas, às 16h, o Expresso Ilustrada discute música, cinema, literatura, moda, teatro, artes plásticas e televisão. A edição de som é de Raphael Concli. A apresentação é de Marina Lourenço e Laura Lewer, que assinam o roteiro.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 23 min
    Erasmo Carlos e o rock brasileiro

    Erasmo Carlos e o rock brasileiro

    Morto nesta terça, aos 81 anos, Erasmo Carlos era conhecido como "tremendão". O apelido veio da estética de badboy que o músico teve nos anos 1960, quando estourou no país como um dos principais nomes da Jovem Guarda, o movimento cultural que trouxe o iê-iê-iê dos Beatles para os microfones e as guitarras brasileiras.

    Não que Erasmo fosse, de fato, briguento. Pelo contrário. A fama dele era a de uma pessoa doce e romântica. A reputação de mau veio, na verdade, dos seus chapéus de caubói, penteado de franjas, camisa aberta e pinta de rockstar.

    Naquela época, Erasmo era uma das grandes celebridades do momento, sendo visto quase como um sinônimo de rebeldia.

    Ao longo da carreira, o cantor se consagrou como o pioneiro do rock brasileiro, mas não ficou limitado ao gênero. Ele também se estabeleceu como um dos maiores compositores do pop e da música romântica do país, especialmente devido às centenas de canções escritas com o amigo Roberto Carlos, uma das parcerias mais bem-sucedidas da história da música nacional.

    O Expresso Ilustrada desta semana relembra a trajetória de Erasmo, explica como a Jovem Guarda foi um capítulo fundamental na música brasileira e discute o legado do músico.

    O episódio ouve Renato Terra, colunista da Folha e diretor de cinema, e Manoel Barenbein, o produtor musical mais importante da tropicália, que trabalhou com Erasmo em três discos.

    Com novos episódios todas as quintas, às 16h, o Expresso Ilustrada discute música, cinema, literatura, moda, teatro, artes plásticas e televisão. A edição de som é de Raphael Concli. A apresentação é de Marina Lourenço e Laura Lewer, que assinam o roteiro.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 20 min
    Casimiro, os streamers celebridades e a transformação dos reacts

    Casimiro, os streamers celebridades e a transformação dos reacts

    Os vídeos em que streamers e influenciadores registram suas reações ao assistir a outros conteúdos da internet acumulam milhões de visualizações em plataformas como YouTube e Twitch. Nessas transmissões, eles comentam de visitas a mansões de luxo a programas de namoro na TV; da montagem de uma lancheira por uma mãe à fabricação de doces numa padaria da Coreia.

    No Brasil, uma das celebridades do gênero, chamado de “react”, é Casimiro Miguel. Ele se tornou uma figura tão influente que vai transmitir e comentar jogos da Copa do Mundo do Qatar em um novo canal no YouTube, a CazéTV. 

    A televisão já tinha quadros similares a esse gênero, como as videocassetadas no Domingão do Faustão, da TV Globo, que eram exibidas junto a comentários do apresentador. Mas, nas plataformas de vídeo, os “reacts” ganharam não só um nome, mas também uma dimensão maior e uma comunidade de fãs.

    No episódio desta quinta-feira (18), o Expresso Ilustrada reage ao fenômeno. Com o colunista do UOL Chico Barney e o streamer Luide Matos, o podcast analisa por que a linguagem dos reacts faz tanto sucesso e discute a relação dos fãs com esse tipo de conteúdo. 

    Com novos episódios todas as quintas, às 16h, o Expresso Ilustrada discute música, cinema, literatura, moda, teatro, artes plásticas e televisão. A reportagem, o roteiro e a edição de som deste episódio são de Raphael Concli. A apresentação é de Marina Lourenço e Laura Lewer.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 24 min
    A representação do aborto nas artes

    A representação do aborto nas artes

    Retratos de aborto eram casos raros nas artes visuais até a artista portuguesa Paula Rego realizar uma série de gravuras sobre o tema. As telas à óleo retratam mulheres sozinhas em quartos tentando realizar o procedimento. A ausência de sangue nesses quadros era proposital. Ela não queria que o aborto fosse mais uma vez retratado de maneira sensacionalista. 

    Mas, nos últimos anos, as nuances que a artista portuguesa explorou na série "Aborto" vêm ganhando mais contornos na cultura. Mais obras sobre o assunto estão sendo produzidas, e outras que circulavam à margem do mercado de arte estão sendo adquiridas para acervos de grandes museus.

    O Expresso Ilustrada desta semana discute por que a interrupção da gravidez tem aparecido em produções culturais após décadas de silêncio, quais são as artistas que retratam o aborto em obras históricas e qual a perspectiva de artistas contemporâneas de representar a interrupção da gravidez em seus trabalhos.

    Com novos episódios todas as quintas, às 16h, o Expresso Ilustrada discute música, cinema, literatura, moda, teatro, artes plásticas e televisão. A edição de som é de Raphael Concli. A apresentação é de Marina Lourenço e o roteiro é de Carolina Moraes. 
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 18 min
    Juliano Maderada e o hit 'Tá na Hora do Jair Já Ir Embora'

    Juliano Maderada e o hit 'Tá na Hora do Jair Já Ir Embora'

    A disputa para decidir quem seria o próximo presidente da República foi acompanhada de uma batalha de hits, tanto a favor de Lula, que levou a disputa pelo cargo com 50,9% dos votos, quanto de Bolsonaro, que teve 49,1%.

    A festa da vitória do petista na avenida Paulista, em São Paulo, foi cheia de músicas para animar o público, com cantoras como Daniela Mercury e Maria Rita. Mas o que agitou mesmo seus apoiadores foi a bem menos conhecida Maderada Brasil, uma banda de Iguaí, da Bahia. É deles o grande sucesso musical dessas eleições, “Tá Na Hora do Jair Já Ir Embora”.

    A música chegou ao topo do ranking Viral 50 do Spotify Brasil na segunda-feira, logo depois do segundo turno. A única que tinha aparecido nessa lista até então era “Capitão do Povo”, música de Mateus e Cristiano a favor de Bolsonaro que chegou a 19ª posição no ranking.

    O Expresso Ilustrada desta semana relembra quais foram os jingles mais famosos do país e conversa com o dono do hit mais celebrado de 2022 para entender por que a canção fez tanto sucesso. O programa também ouve João Pedro Pitombo, repórter da Folha ​em Salvador.

    ​Com novos episódios todas as quintas, às 16h, o Expresso Ilustrada discute música, cinema, literatura, moda, teatro, artes plásticas e televisão. A edição de som é de Raphael Concli. A apresentação é de Marina Lourenço e Carolina Moraes, que também assinam o roteiro.
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 22 min
    Milton Nascimento, o clube e a esquina

    Milton Nascimento, o clube e a esquina

    Foi o cruzamento entre as ruas Divinópolis e Paraisópolis, no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte, que inspirou o nome do álbum "Clube da Esquina", imortalizado como um dos maiores da música brasileira.

    O espaço se tornou uma metáfora para os encontros de Milton Nascimento, Lô Borges, e uma série de outros músicos que se iam aos bares do centro da cidade, à praia de Mar Azul e ao estúdio da gravadora Odeon, no Rio de Janeiro.

    "Clube da Esquina" também foi fundamental para a produção de Milton. Com o álbum, o músico chega ao auge da própria regionalidade –e extrapola o sincretismo musical que já vinha construindo, misturando estilos como o rock, o jazz, o blues e ritmos latino-americanos.

    O Expresso Ilustrada dessa semana fala sobre os 50 anos de Clube da Esquina e os 80 anos de Milton Nascimento.

    O episódio discute como a vivência de Bituca em Minas Gerais foi fundamental para a obra dele, como Lô Borges e Beto Guedes inseriram na arte dele uma fase psicodélica e qual a importância do álbum "Clube da Esquina" para a música brasileira. Para isso, o podcast conversa com Laura Lewer e Lucas Brêda, repórteres da Folha.

    Escute a playlist "a minas de milton": https://open.spotify.com/playlist/10ZRpBl4kZi8H6qaTqJoPS?si=a3fcec7901924c51&nd=1
    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 22 min

Customer Reviews

4.9 out of 5
7 Ratings

7 Ratings

Red hot Morgan007 ,

Muito bom

Como Folha de São Paulo é bom! Quero escutar muito mais podcasts desse jornal.

Top Podcasts In News

Rachel Maddow, MSNBC
The New York Times
NPR
The Daily Wire
Crooked Media
MSW Media

You Might Also Like

Folha de S.Paulo
revista piauí
Nexo Jornal
G1
Rádio Novelo e Tiago Rogero
O Globo

More by Folha de S.Paulo

Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo