29 min

Uso medicinal da maconha: saiba em quais casos esse tratamento é eficaz Papo Artmed

    • Health & Fitness

O uso medicinal da maconha divide opiniões no Brasil e no mundo. Mesmo com a eficácia comprovada para algumas doenças, uma parcela significativa das possíveis utilizações ainda não possui efetivação científica por meio de pesquisas ou está em fase de estudos. Além disso, existe uma preocupação com a padronização da fórmula dos compostos.

Dentre os mais de 100 fitocanabinóides, apenas dois são estudados para utilização em remédios – o tetrahidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD), que estão presentes em maior abundância na planta e são o princípio ativo de medicamentos feitos a partir da Cannabis.

Em todo o mundo, o primeiro fármaco aprovado foi o Sativex, um spray bucal utilizado no tratamento de esclerose múltipla e fabricado pela empresa farmacêutica britânica GW Pharmaceuticals desde 2005. Já no Brasil, o remédio é comercializado com o nome de Mevatyl pela Ipsen Farmacêutica, sendo a única medicação derivada de maconha aprovada no país – foi registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2018.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, ouça agora o novo episódio do Papo Secad! Entrevistamos Rafael Guimarães do Santos, professor de Neurociência e Ciência do Comportamento da Faculdadade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, para explicar como são extraídas as substâncias, quais os principais medicamentos, seus usos terapêuticos e as evidências sobre o uso para fins medicinais.

O uso medicinal da maconha divide opiniões no Brasil e no mundo. Mesmo com a eficácia comprovada para algumas doenças, uma parcela significativa das possíveis utilizações ainda não possui efetivação científica por meio de pesquisas ou está em fase de estudos. Além disso, existe uma preocupação com a padronização da fórmula dos compostos.

Dentre os mais de 100 fitocanabinóides, apenas dois são estudados para utilização em remédios – o tetrahidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD), que estão presentes em maior abundância na planta e são o princípio ativo de medicamentos feitos a partir da Cannabis.

Em todo o mundo, o primeiro fármaco aprovado foi o Sativex, um spray bucal utilizado no tratamento de esclerose múltipla e fabricado pela empresa farmacêutica britânica GW Pharmaceuticals desde 2005. Já no Brasil, o remédio é comercializado com o nome de Mevatyl pela Ipsen Farmacêutica, sendo a única medicação derivada de maconha aprovada no país – foi registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2018.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, ouça agora o novo episódio do Papo Secad! Entrevistamos Rafael Guimarães do Santos, professor de Neurociência e Ciência do Comportamento da Faculdadade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, para explicar como são extraídas as substâncias, quais os principais medicamentos, seus usos terapêuticos e as evidências sobre o uso para fins medicinais.

29 min

Top Podcasts In Health & Fitness