11 episódios

Emicida abre a rica biblioteca do Samba e convida o público para ouvir as mais curiosas histórias sobre o mais popular dos ritmos brasileiros, é o Samba Contado. O podcast, através de histórias, irá ampliar o olhar da contemporaneidade que o ritmo Samba possui. Afinal, o samba é um movimento modernista.


Idealização: Evandro & Emicida
Direção Criativa e Roteiro: Emicida
Assistente de Roteiro: Jess Correa
Pesquisa: Felipe Choco e Guilherme Botelho
Direção executiva: Evandro Fióti & Raissa Fumagalli
Gerente de Produção: Raissa Fumagalli
Coordenação de Produção: Vanildo Ricardo (Dinho)
Produção Executiva: Raissa Fumagalli, Evandro Fióti, Lucas Morgado, Julio Benedito e Laura Freitas
Produção Emicida: Julio Benedito
Gerente de marketing: Grégori Palavre
Coordenação de marketing: Ana Pascoaletto
Analista de estratégia e mídias sociais: Caio Camilo
Relações com Imprensa: Carol Pascoal (Trovoa), Stephanie Durante (Trovoa), Thais Huguenin (Trovoa), Isabela D’Avila (Trovoa)
Equipe jurídica: Guta Braga, Guilherme Nunes, Tiago Barbosa e Carolina Cardoso
Equipe financeira: Kleber Almeida, Nayara Filadoro, Tainara Nkiruka, Tiago Freire e Wanderley Pires
Equipe comercial: Carlos Pereira (Cabé), Ste Jambo e Luan Granello
Edição: Felipe Dantas
Produção musical trilha e sound design: Damien Seth
Trilha original: Prettos
Mix/Master: Damien Seth

Shooting Divulgação
Identidade visual e Fotos: b+ca
Direção de Arte: Vi Ehmke
Make: Regiane Alexandre - Juba Trançadeiras
Barba: Erick Vintecinco
Stylist: Henrique Reis


Gravado no Lab Estúdio por André Xerife e Tofu


Uma produção Laboratório Fantasma em parceria com globoplay

Sambas Contados Globo Podcasts

    • Música
    • 4,6 • 32 avaliações

Emicida abre a rica biblioteca do Samba e convida o público para ouvir as mais curiosas histórias sobre o mais popular dos ritmos brasileiros, é o Samba Contado. O podcast, através de histórias, irá ampliar o olhar da contemporaneidade que o ritmo Samba possui. Afinal, o samba é um movimento modernista.


Idealização: Evandro & Emicida
Direção Criativa e Roteiro: Emicida
Assistente de Roteiro: Jess Correa
Pesquisa: Felipe Choco e Guilherme Botelho
Direção executiva: Evandro Fióti & Raissa Fumagalli
Gerente de Produção: Raissa Fumagalli
Coordenação de Produção: Vanildo Ricardo (Dinho)
Produção Executiva: Raissa Fumagalli, Evandro Fióti, Lucas Morgado, Julio Benedito e Laura Freitas
Produção Emicida: Julio Benedito
Gerente de marketing: Grégori Palavre
Coordenação de marketing: Ana Pascoaletto
Analista de estratégia e mídias sociais: Caio Camilo
Relações com Imprensa: Carol Pascoal (Trovoa), Stephanie Durante (Trovoa), Thais Huguenin (Trovoa), Isabela D’Avila (Trovoa)
Equipe jurídica: Guta Braga, Guilherme Nunes, Tiago Barbosa e Carolina Cardoso
Equipe financeira: Kleber Almeida, Nayara Filadoro, Tainara Nkiruka, Tiago Freire e Wanderley Pires
Equipe comercial: Carlos Pereira (Cabé), Ste Jambo e Luan Granello
Edição: Felipe Dantas
Produção musical trilha e sound design: Damien Seth
Trilha original: Prettos
Mix/Master: Damien Seth

Shooting Divulgação
Identidade visual e Fotos: b+ca
Direção de Arte: Vi Ehmke
Make: Regiane Alexandre - Juba Trançadeiras
Barba: Erick Vintecinco
Stylist: Henrique Reis


Gravado no Lab Estúdio por André Xerife e Tofu


Uma produção Laboratório Fantasma em parceria com globoplay

    Episódio 10 - Pixinguinha, o pai de todos

    Episódio 10 - Pixinguinha, o pai de todos

    Não é exagero dizer que Pixinguinha é o pai de todos nós, ou como já foi apontado muitas vezes, a quintessência da música brasileira. Quando estava elaborando de que maneira poderia falar sobre um mestre dessa grandeza, sobre o qual tanta gente muito gabaritada já falou lindamente, Emicida optou por chamar amigos e amigas geniais para absorver o que eles pensam sobre Pixinguinha – falando sobre sua obra, seus significados e seu legado também.

    • 47 min
    Episódio 9 - Leci Brandão e a arte como ferramenta política

    Episódio 9 - Leci Brandão e a arte como ferramenta política

    Quando a palavra de Leci Brandão se ergue, nos erguemos todos. E sempre em ritmo de samba. Nesse episódio, Emicida conta com a participação dela, que é a madrinha de todos e uma referência de possibilidade infinita para todos aqueles que acreditam no Brasil.

    • 43 min
    Episódio 8 - Soul mais o Samba

    Episódio 8 - Soul mais o Samba

    O rap reivindica tanto a soul music brasileira como o samba como seus legítimos pais fundadores. Então ninguém melhor do que Emicida para traçar um panorama político, histórico e social do Brasil e, assim, evidenciar como essas duas vertentes musicais são frutos de uma mesma árvore chamada música preta universal.

    • 37 min
    Episódio 7 - Johnny Alf e Alaide Costa, ou, a bossa nova é foda porque é negra

    Episódio 7 - Johnny Alf e Alaide Costa, ou, a bossa nova é foda porque é negra

    Embora parte da indústria da música aponte a “paternidade” da bossa nova a grandes artistas, como João Gilberto e Tom Jobim, eles próprios reconheciam o ineditismo, a vanguarda e a influência de Johnny Alf no que viria a se tornar a Bossa Nova. Neste episódio, Emicida conta com a participação luxuosa da imperatriz da doçura e intérprete favorita de Johnny, Alaíde Costa, que também acabou se tornando sua amiga e parceira de composições.

    • 53 min
    Episódio 6 - O sonho de Dona Ivone Lara

    Episódio 6 - O sonho de Dona Ivone Lara

    Dona Ivone Lara é, certamente, uma das maiores artistas que esse país já produziu. A sua arte parece se confundir dentro de cada um de nós e faz parecer com que aquelas melodias sempre moraram em nosso coração. Ao longo deste episódio, Emicida percorre pela vida e pela carreira desta personagem a quem faltam adjetivos para classificar. Da enfermeira a sambista, Dona Ivone Lara era sensível e humana e este podcast busca mostrar como ela se tornou sinônimo do próprio sonho de humanidade que a gente tanto busca.

    • 40 min
    Episódio 5 - A Dinastia Marçal

    Episódio 5 - A Dinastia Marçal

    Nilton Delfino Marçal é certamente uma das figuras mais emblemáticas que o samba produziu, e olha que no samba essa disputa é acirrada. Conhecido como Mestre Marçal, ele é filho de Armando Vieira Marçal e pai de Marçalzinho. Neste episódio, mergulhamos nas histórias de vida e legado dessa linhagem de músicos que transcende gerações, entrelaçando a tradição e a inovação. E que venham mais e mais gerações de bambas que deem continuidade à parte mais bela da alma brasileira através de seus ritmos…

    • 15 min

Opiniões de clientes

4,6 de 5
32 avaliações

32 avaliações

Gzus tocris ,

Emicida e o Poder da Representação Cultural Brasileira

Este é um daqueles projetos que nos enchem de orgulho por sermos brasileiros. É impressionante o quanto o Emicida e todos os envolvidos nesse projeto conseguem transmitir a alma em cada palavra. Parece até uma oração em homenagem a essas entidades, contando um pouquinho de cada história. Tenho a sensação imediata de me permitir sonhar e voltar no tempo, como se estivesse lado a lado com cada história contada. Sinto falta desse tipo de conteúdo, pois enriquece todo o meu coração e alma, deixando-me mais próximo da história real do Brasil, na qual me sinto representado. Obrigado por esse presente, Emicida, você e todos que fizeram parte do projeto. É um trabalho lindo que já foi ouvido várias vezes e se tornou uma obra de parada obrigatória!

Top podcasts em Música

Do vinil ao streaming: 60 anos em 60 discos
Do Vinil Ao Streaming
Sabe Aquela Música?
Rádio Mix FM
100 Best Albums Radio
Apple Music
Apple Music Today
Various
B3
B3 Podcast
Sala de Música - João Marcello Bôscoli
CBN

Você Também Pode Gostar de

O Assunto
G1
Foro de Teresina
piauí
A Ditadura Recontada
Globoplay
Rádio Novelo Apresenta
Rádio Novelo
Rádio Escafandro
Tomás Chiaverini
Má Influencia
Wondery