6 episódios

Investigação clínica, inovação e ... muita ciência. Este é um podcast onde aqueles que lideram projetos de investigação na Luz Saúde explicam o que estão a descobrir e como vamos todos beneficiar do seu trabalho como cientistas.
Desenvolvidos com o apoio do Hospital da Luz Learning Health - a empresa do grupo Luz Saúde que dinamiza a área de investigação e inovação - estes projetos permitem um aumento do conhecimento sobre as doenças e contribuem para o desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico, de tratamento e até para a descoberta de novos dispositivos médicos.

10 minutos de ciência no Hospital da Luz Hospital da Luz

    • Medicina
    • 5.0 • 1 classificação

Investigação clínica, inovação e ... muita ciência. Este é um podcast onde aqueles que lideram projetos de investigação na Luz Saúde explicam o que estão a descobrir e como vamos todos beneficiar do seu trabalho como cientistas.
Desenvolvidos com o apoio do Hospital da Luz Learning Health - a empresa do grupo Luz Saúde que dinamiza a área de investigação e inovação - estes projetos permitem um aumento do conhecimento sobre as doenças e contribuem para o desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico, de tratamento e até para a descoberta de novos dispositivos médicos.

    Marcadores moleculares no cancro do pâncreas

    Marcadores moleculares no cancro do pâncreas

    O cancro do pâncreas é o terceiro cancro do sistema digestivo mais frequente em Portugal e é também um dos mais mortíferos. Anualmente, surgem no nosso país cerca de 1400 novos casos, normalmente diagnosticados quando há já muito pouco a fazer. Este é um cancro silencioso e quase sempre fatal, que não tem dado descanso aos investigadores e cientistas da área da saúde.
    Neste episódio, falamos com a Prof. Marília Cravo, coordenadora da Gastrenterologia do Hospital da Luz Lisboa, e responsável por um projeto de investigação sobre cancro do pâncreas, que conta com o apoio essencial do Hospital da Luz Learning Health.

    • 15 min
    Composição corporal na doença oncológica

    Composição corporal na doença oncológica

    Uma conversa com a Prof. Marilia Cravo, gastrenterologista do Hospital da Luz Lisboa e investigadora, que lidera o projeto de investigação clínica sobre composição corporal na doença oncológica.
    Desenvolvido com o apoio do Hospital da Luz Learning Health - a empresa do grupo Luz Saúde que dinamiza a área de investigação e inovação - este projeto permite um aumento do conhecimento sobre as doenças e contribui para o desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico e de tratamento.

    • 6 min
    Estudo de biomarcadores e quantificação de perfusão cerebral e impacto na doença de pequenos vasos ou demência

    Estudo de biomarcadores e quantificação de perfusão cerebral e impacto na doença de pequenos vasos ou demência

    A perfusão cerebral é um exame de imagem feito para avaliar a função cerebral e o fluxo sanguíneo no cérebro. É um exame que permite fazer o diagnóstico e o acompanhamento de algumas das doenças degenerativas cerebrais.
    Uma delas é a doença de pequenos vasos cerebrais, que tem grande impacto na capacidade cognitiva de pessoas com idade avançada.
    Nem sempre é fácil separar os efeitos desta doença, daqueles que são provocados pelas doenças neurodegenerativas. Mas a verdade é que a doença de pequenos vasos cerebrais, apesar de muitas vezes ser assintomática, é responsável por quase metade dos casos de demência nos mais idosos.
    Conhecemos bem, hoje, o peso social e a importância médica que as demências têm nas sociedades modernas, afetando 1% da população com mais de 65 anos de idade – uma incidência que, a cada cinco anos, mais do que duplica.
    Pedro Vilela, neurorradiologista do Hospital da Luz fala, neste podcast, da investigação em neurociências que está a desenvolver sobre a doença dos pequenos vasos e que conta com o apoio do Hospital da Luz Learning Health.

    • 11 min
    Investigação clínica na cirurgia da catarata

    Investigação clínica na cirurgia da catarata

    A catarata continua a ser uma das principais causas de cegueira curável no mundo. Quando alguém tem cataratas, isso significa que sofre de opacidade do cristalino, uma espécie de lente suspensa atrás da pupila e que é muito importante para focar as imagens. É esta opacidade do cristalino que provoca a perda de visão.
    Estima-se que em Portugal cerca de 170 mil pessoas tenham cataratas. Acima dos 60 anos, seis em cada 10 pessoas apresentam sinais desta doença.
    A prof Filomena Ribeiro, coordenadora do serviço de Oftalmologia do Hospital da Luz Lisboa, fala-nos do seu projeto de investigação sobre cirurgia da catarata e que conta com o apoio do Hospital da Luz Learning Health.

    • 9 min
    Identificação e caracterização de doentes com multimorbilidade através de machine learning

    Identificação e caracterização de doentes com multimorbilidade através de machine learning

    Cerca de 38% dos portugueses sofre de duas ou mais doenças crónicas, ou seja, são considerados doentes com multimorbilidade. Como facilmente se perceberá, estes doentes têm maior necessidade de cuidados de saúde, recorrendo com maior frequência quer a cuidados primários, quer a cuidados hospitalares.
    A recolha e a análise de dados sobre a saúde em geral, e em particular sobre estes doentes, pode ajudar, num futuro próximo, a identificar padrões na sua condição clínica, de modo a permitir aos médicos uma gestão clínica mais eficiente e assertiva – sobretudo, virada para a prevenção – das pessoas com multimorbilidade.
    Neste episódio, falamos de um projeto de investigação, apoiado pelo Hospital da Luz Learning Health, que envolve doentes com multimorbilidade e técnicas de aprendizagem automática, ou seja, machine learning.
    O seu responsável é Bernardo Duque Neves, especialista de Medicina Interna do Hospital da Luz Lisboa.

    • 10 min
    Um estudo sobre biomarcadores na enxaqueca

    Um estudo sobre biomarcadores na enxaqueca

    A enxaqueca é a cefaleia primária mais conhecida e mais incapacitante. É um tipo especial de dor de cabeça, com crises que duram desde algumas horas, às vezes vários dias até… E que podem repetir-se, com uma cadência regular, ou não, e apresentar uma intensidade variável.
    A enxaqueca pode iniciar-se logo na infância, mas é mais comum entre os 20 e os 30 anos, passando a ser mais rara a partir dos 40 anos de idade. Hoje afeta cerca de um milhão e meio de portugueses, é incurável e é já há algum tempo considerada um verdadeiro problema de saúde pública.
    A Prof. Raquel Gil Gouveia, coordenadora do serviço de Neurologia do Hospital da Luz Lisboa, lidera um projeto de investigação clínica em neurociências, apoiado pelo Hospital da Luz Learning Health, sobre biomarcadores na enxaqueca, que pode vir a dar importantes pistas para o tratamento desta patologia.

    • 10 min

Críticas de clientes

5.0 de 5
1 classificação

1 classificação

Top de podcasts em Medicina