9 avsnitt

Um podcast que abre portas para pensar políticas públicas mais transparentes e participativas. Uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil.

Entreaberta Nexo Jornal

    • Stat och kommun

Um podcast que abre portas para pensar políticas públicas mais transparentes e participativas. Uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil.

    Existe saída para a violência no Brasil?

    Existe saída para a violência no Brasil?

    O Brasil vive uma situação de violência crônica. Em 2020, o número de homicídios voltou a crescer no país, e a letalidade policial bateu recorde. É um problema que afeta segmentos da população de maneiras diferentes, mas que também provoca uma sensação generalizada de insegurança. Um problema que envolve visões políticas e desigualdades históricas, formando um quadro complexo. Um quadro que, afinal, tem saída?

    A segurança pública é o tema do oitavo e último episódio da temporada do “Entreaberta”, podcast do Nexo produzido em parceria com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil. Qual o panorama e os fatores que contribuem para os índices alarmantes da violência no Brasil? Por que esse é um problema que atravessa a história do país? E quais os caminhos pra começar a desatar esse nó?

    Entrevistados

    Ana Paula Oliveira, pedagoga e cofundadora do movimento Mães de Manguinhos.
    Camila Nunes Dias, socióloga, professora da Universidade Federal do ABC, autora de livros sobre o PCC e o crime organizado e pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP.
    Carolina Ricardo, diretora executiva do Instituto Sou da Paz.
    Cecília Olliveira, jornalista investigativa, pós graduada em Criminalidade e Segurança Pública e diretora executiva do Instituto Fogo Cruzado.
    Daniel Cerqueira, pesquisador do Ipea, presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, conselheiro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e um dos coordenadores do Atlas da Violência.
    Joel Luiz Costa, advogado e coordenador executivo no IDPN (Instituto de Defesa da População Negra).
    Julita Lemgruber, coordenadora do Centro de estudos de Segurança e Cidadania, ex-diretora do Departamento do Sistema Penitenciário e ex-ouvidora de polícia do Estado do Rio de Janeiro.

    Acesse mais conteúdo sobre segurança pública e materiais de referência usados no podcast. Confira todos os oito episódios da temporada no site do Nexo.

    O “Entreaberta” é uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto, uma organização da sociedade civil que promove a transparência, participação e integridade para a defesa de direitos, e com a Fundação Friedrich Ebert Brasil, fundação política alemã para a promoção da democracia inclusiva, da economia sustentável e da justiça social.

    • 35 min
    A população em situação de rua é responsabilidade de quem?

    A população em situação de rua é responsabilidade de quem?

    Milhares de pessoas vivem em situação de extrema vulnerabilidade no país, sem moradia fixa. A crise sanitária piorou um contexto que já era bastante precário e, mais recentemente, as baixas temperaturas foram acompanhadas de mais uma triste contagem, com registros de mortes de pessoas em situação de rua durante madrugadas geladas. São casos que fazem parte de uma realidade que é uma emergência diária. Mas afinal, de quem é a responsabilidade de enfrentar essa situação?

    A população em situação de rua é o tema do sétimo episódio do “Entreaberta”, podcast do Nexo produzido em parceria com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil. Quais as políticas públicas voltadas para esse público? O que essa população reivindica? E o que há de referência entre iniciativas que lidam com o tema?

    Entrevistados

    Janaína Gomes, professora e pesquisadora em direito, é também ex-coordenadora da clínica de direitos Luiz Gama.
    José Carlos Gomes Barbosa, cientista político e mestre em políticas públicas e desenvolvimento.
    Laura Salatino, advogada e coordenadora da clínica de direitos humanos Luiz Gama.
    Robson Mendonça, presidente e fundador do Movimento Estadual da População em Situação de Rua.
    Silvia Schor, economista, professora da USP e coordenadora da rede brasileira de pesquisadores sobre população em situação de rua.

    Acesse mais conteúdo sobre a população em situação de rua e materiais de referência usados no podcast.

    O “Entreaberta” é uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto, uma organização da sociedade civil que promove a transparência, participação e integridade para a defesa de direitos, e com a Fundação Friedrich Ebert Brasil, fundação política alemã para a promoção da democracia inclusiva, da economia sustentável e da justiça social.

    • 35 min
    Como efetivamente ajudar quem tem fome?

    Como efetivamente ajudar quem tem fome?

    Cerca de 19 milhões de brasileiros enfrentam a fome, segundo dados de 2020 da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Os números fazem parte de um quadro maior de insegurança alimentar que se agravou com a pandemia. Mas não foi só ela que fez com que a gente chegasse até aqui, e mudar esse cenário vai exigir mais do que o fim da crise sanitária.

    A insegurança alimentar é o tema do sexto episódio do “Entreaberta”, podcast do Nexo produzido em parceria com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil. Qual o panorama histórico da fome no Brasil? Por que esse problema voltou a atingir patamares alarmantes? E quais os caminhos para efetivamente ajudar quem está nessa situação?

    Entrevistados:


    Arilson Favareto, sociólogo, professor da UFABC e coordenador do Cebrap Sustentabilidade, pesquisa temas relacionados a agricultura e desenvolvimento rural

    Gilson Rodrigues, presidente do G10 favelas e líder comunitário de Paraisópolis

    Marcelo Neri, economista e diretor da FGV Social

    Neca Setubal, presidente do Conselho de Administração da Fundação Tide Setubal e ex-presidente do conselho do Gife (associação dos investidores sociais do Brasil)

    Renato Maluf, coordenador da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional e ex-presidente do Consea (Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional)

    Tereza Campello, ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e atual titular da cátedra Josué de Castro de sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis da Faculdade de Saúde Pública da USP


    Acesse materiais de referência neste link.

    O “Entreaberta” é uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto, uma organização da sociedade civil que promove a transparência, participação e integridade para a defesa de direitos, e com a Fundação Friedrich Ebert Brasil, fundação política alemã para a promoção da democracia inclusiva, da economia sustentável e da justiça social.

    • 32 min
    Quem deve organizar as novas relações de trabalho?

    Quem deve organizar as novas relações de trabalho?

    Você lembra como era a vida antes de poder pegar carona por meio de um aplicativo? Ou qual foi a última vez em que tentou pedir comida de um restaurante e o delivery não era uma possibilidade? Esse cenário mudou com a popularização de plataformas de entrega e transporte, que também transformaram a maneira como muitas pessoas trabalham. E levantam uma série de perguntas sobre como regular e organizar esse mercado.

    O trabalho por plataformas é o tema do quinto episódio do “Entreaberta”, podcast do Nexo produzido em parceria com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil. Qual o contexto em que esse tipo de ocupação se dissemina no Brasil? Que questões se colocam com o crescimento desses serviços? E como organizar essas novas relações de trabalho?

    Entrevistados:


    Ludmila Costhek Abílio, doutora em ciências sociais e pesquisadora do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho da Unicamp.

    Paulo Roberto da Silva Lima, conhecido como Galo, integrante do movimento dos entregadores antifascistas, que busca combater a precarização da categoria.

    Pedro Saulo, cientista da computação e co-fundador do AppJusto.

    Renan Kalil, procurador do Ministério Público do Trabalho e autor do livro “A Regulação do Trabalho via Plataformas Digitais”.


    Acesse materiais de referência neste link.
    O “Entreaberta” é uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto, uma organização da sociedade civil que promove a transparência, participação e integridade para a defesa de direitos, e com a Fundação Friedrich Ebert Brasil, fundação política alemã para a promoção da democracia inclusiva, da economia sustentável e da justiça social.

    • 32 min
    O que significa ser antirracista no Brasil?

    O que significa ser antirracista no Brasil?

    A morte de João Alberto Freitas, em novembro de 2020, gerou ondas de protesto pelo país e discussões sobre como o racismo foi um fator no caso. Em 2021, o massacre no Jacarezinho e a morte de Kathlen Romeu foram algumas das dores que vieram se somar a esse luto, que tem como pano de fundo a questão racial. Para além da violência, num cenário em que a pandemia de covid-19 escancara as desigualdades brasileiras, acadêmicos e ativistas redobram esforços para fazer avançar uma agenda antirracista no país.

    A questão racial é o tema do quarto episódio do “Entreaberta”, podcast do Nexo produzido em parceria com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil. Quais as manifestações mais explícitas do racismo hoje? Como essa desigualdade foi construída historicamente no Estado brasileiro? O que significa ser antirracista e como isso pode mudar a realidade do país? 

    Entrevistados:

    Marcelo Gonçalves, cientista político e especialista em políticas públicas e gestão governamental.
    Mariana de Paula, é coordenadora do LabJaca, laboratório de dados e narrativas localizado na comunidade do Jacarezinho.
    Sheila de Carvalho, advogada de direitos humanos, faz parte da Uneafro e participa da Coalizão Negra por Direitos.
    Silvio Almeida, professor, advogado, doutor em filosofia e presidente do Instituto Luiz Gama. É autor do livro “Racismo Estrutural”.

    Acesse links com materiais citados e mais conteúdo sobre a questão racial. 

    O “Entreaberta” é uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto, uma organização da sociedade civil que promove a transparência, participação e integridade para a defesa de direitos, e com a Fundação Friedrich Ebert Brasil, fundação política alemã para a promoção da democracia inclusiva, da economia sustentável e da justiça social.

    • 34 min
    Separar o meu lixo vai frear a crise climática?

    Separar o meu lixo vai frear a crise climática?

    A comunidade científica não tem dúvidas de que a temperatura da Terra vai aumentar nas próximas décadas. A questão é quanto. O cenário que se desenha é grave, e ativistas e pesquisadores falam que é preciso enfrentar o problema enquanto há tempo. Mas, diante de uma questão que é do tamanho do mundo, quais mudanças estão na nossa mão? Afinal, reciclar meu lixo vai salvar o meio ambiente?

    A crise climática é o tema do terceiro episódio do “Entreaberta”, podcast do Nexo produzido em parceria com o Instituto de Governo Aberto e a Fundação Friedrich Ebert Brasil. O que os dados dizem sobre essa realidade? Como isso afeta nossa vida? Que impacto ações individuais podem ter? E quem está buscando saídas para enfrentar a crise climática?

    Entrevistados: Camila Gramkow, doutora em economia da mudança climática e oficial de assuntos econômicos no escritório do Brasil da CEPAL; Carlos Nobre, cientista-sênior do Instituto de Estudos Avançados da USP e copresidente do Painel Científico para a Amazônia, foi membro do IPCC; Kinda Silva, coordenadora-geral do Engajamundo; Marcelo Medeiros, coordenador de políticas públicas do Imaflora.

    Acesse links com dados, estudos e mais conteúdo sobre mudanças climáticas e iniciativas que lidam com o tema. O episódio usa áudios da TV Globo, Band, Record e The Guardian.

    O “Entreaberta” é uma parceria do Nexo Jornal com o Instituto de Governo Aberto, uma organização da sociedade civil que promove a transparência, participação e integridade para a defesa de direitos, e com a Fundação Friedrich Ebert Brasil, fundação política alemã para a promoção da democracia inclusiva, da economia sustentável e da justiça social.

    • 33 min

Mest populära podcaster inom Stat och kommun

Du kanske också gillar