24 episodes

Welcome to Slow Portuguese!

Trying to learn a new language is never easy. You can read books, use online courses and programs to practice your reading and writing, day and night. But then you travel to Brazil, and people start speaking to you in their native tongue.

No matter how well you know our grammar or how correct your spelling is, to understand a person speaking a language at any pace, can be a challenge if you don't get the chance to practice.

Here you have the opportunity to listen very clear and slow Portuguese to improve your studies.

Vamos começar?
https://bit.ly/SlowPortuguese Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

Slow Portuguese - Learn Portuguese Alice Ferreira

    • Language Learning
    • 4.7 • 9 Ratings

Welcome to Slow Portuguese!

Trying to learn a new language is never easy. You can read books, use online courses and programs to practice your reading and writing, day and night. But then you travel to Brazil, and people start speaking to you in their native tongue.

No matter how well you know our grammar or how correct your spelling is, to understand a person speaking a language at any pace, can be a challenge if you don't get the chance to practice.

Here you have the opportunity to listen very clear and slow Portuguese to improve your studies.

Vamos começar?
https://bit.ly/SlowPortuguese Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

    Desafio 3 - Entre em uma comunidade ou grupo

    Desafio 3 - Entre em uma comunidade ou grupo

    Join our new community! https://t.me/slowportuguese


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/slowportuguese/message
    Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

    • 2 min
    Desafio 2 - Assista um Filme Brasileiro

    Desafio 2 - Assista um Filme Brasileiro

    Para leitura (To read): http://bit.ly/2DiaDesafioSlowPortuguese

    Support donation: bit.ly/SlowPortuguese


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/slowportuguese/message
    Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

    • 14 min
    Desafio 1 - Aprenda uma Música Brasileira

    Desafio 1 - Aprenda uma Música Brasileira

    Leitura Ritmos do Brasil: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/cultura-brasileira/ritmos-do-brasil-samba-frevo-maracatu-forro-baiao-xaxado-etc.htm 

    Minha Playlist de Música Brasileira: http://bit.ly/brasilove

    Músicas atuais: http://bit.ly/veraobrasilspotify

    Músicas gerais: https://spoti.fi/3rSTmNB

    Instagram.com/slowpotuguese

    Support donation: bit.ly/SlowPortuguese 


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/slowportuguese/message
    Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

    • 20 min
    A pausa acabou!

    A pausa acabou!

    Instagram.com/SlowPortuguese


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/slowportuguese/message
    Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

    • 25 sec
    #20 A distinção entre gênero social e gramatical na Língua Portuguesa

    #20 A distinção entre gênero social e gramatical na Língua Portuguesa

    Support the Podcast: bit.ly/SlowPortuguese - PayPal Donation
    A distinção entre gênero social e gramatical na Língua Portuguesa
    Gênero é uma categoria linguística inerente aos substantivos, mas em apenas um subconjunto desses substantivos está relacionado a "sexo”.
    Nos últimos tempos, vem se disseminando a tese da proposição de um suposto gênero neutro na língua portuguesa. O tema é complexo, ainda mais quando se ignoram questões caras para a ciência linguística, como a distinção entre gênero social e gênero gramatical, a função da escrita enquanto sistema representacional que se relaciona com a fala e, mais do que tudo isso, a dinamicidade em se tratando de línguas naturais.
    Para exemplificar, recuperamos os argumentos apresentados em artigo publicado no caderno PrOA de 4 de outubro, em que a historiadora Ana Maria Colling defende o uso de caracteres, @ ou ‘x’, para conferir às palavras um gênero não marcado. A distinção de gênero em português seria sexista e reproduziria preconceitos de gênero ao desqualificar um dos pares. Segundo o artigo, formas como "todos" e "eles" se referem apenas aos homens. Não se reconhece ali, portanto, que o gênero masculino simplesmente coincide com o não marcado, isto é, o gênero que inclui tanto o masculino quanto o feminino. O texto apresenta também algumas soluções para chegar à linguagem sexualmente neutra. Uma delas seria seguir o exemplo do Colégio Pedro II e colocar ‘x’ no lugar de ‘a’ e ‘o’.  Uma solução que só funciona na língua escrita, já que na fala esses ‘x’ são impronunciáveis. Outra, seria usar de torneios de linguagem, evitando os pronomes flexionados; por exemplo, em vez de dizer "boa tarde a todos", usar "boa tarde a todas as pessoas". O fato de essa expressão substituta empregar "todas" e "as" não é visto como um problema.
    Conceito de identidade de gênero enfrenta novas resistências
    O empenho para "higienizar" a língua de seu suposto preconceito é tanto que "@" é empregado até em sintagmas como "pessoas agredid@s", esquecendo que, no caso de "agredidas", o gênero é determinado por concordância, assim como seria em "indivíduos agredidos". Veja que a questão não é de uma norma externa, ditada por uma gramática prescritiva. Embora os falantes do português nem sempre realizem a concordância, nenhum falante do português diria "pessoas agredidos".
    Algumas observações das pesquisas linguísticas podem ajudar a esclarecer essas confusões. Em primeiro lugar, é preciso dizer que nem todas as línguas têm gênero. Por exemplo, o guarani não distingue gênero em substantivos e pronomes. Outras línguas têm gênero, mas não relacionado à categoria semântica "sexo" e sim a categorias como "animado/inanimado", ou "humano/não humano" (por exemplo, as línguas sul-americanas Macuxi e Hixkariana). Frise-se que o próprio termo "gênero" vem do latim "genus" e significava originalmente "tipo", "espécie".
    (CHARACTER LIMIT)
    More in: https://gauchazh.clicrbs.com.br/porto-alegre/noticia/2015/12/por-que-a-distincao-entre-genero-social-e-gramatical-na-lingua-portuguesa-e-necessaria-ao-idioma-4928930.html

    Support the Podcast: bit.ly/SlowPortuguese - PayPal Donation

    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/slowportuguese/message
    Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

    • 11 min
    #19 Literatura de Cordel Brasileiro

    #19 Literatura de Cordel Brasileiro

    Support the Podcast: bit.ly/SlowPortuguese - PayPal Donation :D

    Literatura de Cordel

    Literatura de Cordel é uma literatura popular, feita com base na cultura popular, em relatos da tradição oral. Ilustradas com técnica de xilogravuras, as obras eram impressas em folhetins de produção barata, sendo destinadas ao grande público. Teve grande preponderância no nordeste brasileiro.

    O nome literatura de cordel tem sua origem em Portugal, onde os livros eram vendidos pendurados em cordéis, ou seja, fios de barbante. As cantigas dos trovadores medievais, que transmitiam notícias através de versos, estão na base da literatura de cordel.

    Características da literatura de cordel


    Utilizavam uma linguagem informal, com rimas fáceis de cantar e decorar.
    Relatavam temas cotidianos, históricos e religiosos, bem como lendas do folclore brasileiro.
    Falavam sobre o relacionamento entre as pessoas, quer amoroso, quer social.
    Faziam críticas sociais e políticas, recorrendo ao humor, sarcasmo e ironia.
    Os autores exprimiam suas opiniões nas suas obras.

    Autores de literatura de cordel


    Leandro Gomes de Barros;
    Francisco das Chagas Batista;
    João Martins de Athayde;
    Cuíca de Santo Amaro;
    Apolônio Alves dos Santos;
    Firmino Teixeira do Amaral;
    João Ferreira de Lima.

    Obras de literatura de cordel


    A seca do Ceará, de Leandro Gomes de Barros;
    O Justiceiro do Norte, de Rouxinol do Rinaré;
    Epopeia do Boi Corisco, de José Vidal dos Santos;
    O cachorro dos mortos, de Leandro Gomes de Barros;
    História das Sete Cidades da Serra da Ibiapaba-Ce, de Apolônio Alves dos Santos;
    Peleja de Pinto com Milanês, de Severino Milanês da Silva;
    A história emocionante de Celeste e Bitião, de Gonçalo F. da Silva;
    Antônio Silvino, o Rei dos Cangaceiros, de Leandro Gomes de Barros.

    Poesia de cordel

    E Tudo Vem a Ser Nada

    Tanta riqueza inserida
    Por tanta gente orgulhosa
    Se julgando poderosa
    No curto espaço da vida
    Oh! que idéia perdida
    Oh! que mente tão errada
    Dessa gente que enlevada
    Nessa fingida grandeza
    Junta montões de riqueza
    E tudo vem a ser nada
    [...]
    (Silvino Pirauá)

    A Discussão do Carioca com o Pau-de-Arara

    [...]
    Certo dia feriado
    sendo o primeiro do mês
    fui tomar uma cerveja
    no bar de um português
    lá assisti uma cena
    agora pego na pena
    para contar pra vocês

    Quando eu estava sentado
    chegou nessa ocasião
    um velho pernambucano
    daqueles lá do sertão
    com a maior ligeireza
    foi se sentando na mesa
    pediu uma refeição

    O português logo trouxe
    um prato grande sortido
    o nortista vendo aquilo
    ficou logo enfurecido
    com um gesto carrancudo
    começou mexendo tudo
    depois falou constrangido

    Patrício não me leve a mal
    nem me queira achar ruim
    toda espécie de comida
    que você tem é assim?
    desculpe minha expressão
    mas a sua refeição
    não vai servir para mim
    [...]
    (Apolônio Alves dos Santos)

    Support the Podcast: bit.ly/SlowPortuguese - PayPal Donation


    ---

    Send in a voice message: https://anchor.fm/slowportuguese/message
    Support this podcast: https://anchor.fm/slowportuguese/support

    • 5 min

Customer Reviews

4.7 out of 5
9 Ratings

9 Ratings

HOK1968 ,

Slow Portuguese

Muito Obrigado Alice, esse podcast é bem útil e muito bom. Vou te dar uma contribuição.

Top Podcasts In Language Learning

Listeners Also Subscribed To