78 episódios

A equipe de jornalistas da Ilustríssima, da Folha, entrevista autores de livros de não ficção ou de pesquisas acadêmicas.

Ilustríssima Conversa Folha de S.Paulo

    • Artes
    • 4.6 • 190 avaliações

A equipe de jornalistas da Ilustríssima, da Folha, entrevista autores de livros de não ficção ou de pesquisas acadêmicas.

    Bolsonaro vive paradoxo entre radicalizar sua base e governar, dizem professores​

    Bolsonaro vive paradoxo entre radicalizar sua base e governar, dizem professores​

    Retrocesso —esta é a palavra a que mais de 40 autores de uma coletânea recém-lançada recorrem para sintetizar o que aconteceu no Brasil nos dois primeiros anos do governo Bolsonaro.

    No episódio desta semana, o repórter Eduardo Sombini recebe os cientistas políticos Fábio Kerche, professor da Unirio, e Marjorie Marona, professora da UFMG, organizadores, com Leonardo Avritzer, do livro “Governo Bolsonaro: Retrocesso Democrático e Degradação Política” (Autêntica).

    Eles discutiram a contradição entre o bolsonarismo como movimento político, que demanda a radicalização do discurso para engajar suas bases, e a construção da governabilidade do presidente, que requer a negociação com outros Poderes e partidos.

    Os convidados também falaram sobre as ameaças do presidente ao STF e a indicação do ministro Kassio Nunes Marques, a corrosão da autonomia do MPF com a nomeação de Augusto Aras, as relações com os militares e as perspectivas para a segunda metade do mandato de Bolsonaro.

    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 53 min
    Fantasia de masculinidade de Bolsonaro é a real ideologia de gênero, dizem pesquisadoras

    Fantasia de masculinidade de Bolsonaro é a real ideologia de gênero, dizem pesquisadoras

    Nesta semana, o Ilustríssima Conversa discute o processo tortuoso de reconhecimento dos direitos das pessoas LGBTI+ no Brasil.

    O repórter Eduardo Sombini recebe Regina Facchini e Isadora Lins França, professoras da Unicamp e organizadoras do livro “Direitos em Disputa: LGBTI+, Poder e Diferença no Brasil Contemporâneo”.

    A coletânea narra a construção de políticas de afirmação da cidadania desses grupos nos anos 1990 e 2000 e analisa a ofensiva conservadora da última década que, na avaliação das convidadas, vem promovendo um desmonte da agenda de gênero e de sexualidade no país.

    Na conversa, as pesquisadoras abordaram as transformações do vocabulário do movimento LGBTI+ nas últimas décadas e discutiram a força política da chamada ideologia de gênero, que teve um papel fundamental na campanha de Jair Bolsonaro. Elas consideram o termo um factoide, usado para criar pânico moral e viabilizar um projeto que transforma o gênero e a sexualidade em tabus.

    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 47 min
    Não dá para enfrentar o racismo sem discutir colorismo, diz autora

    Não dá para enfrentar o racismo sem discutir colorismo, diz autora

    A convidada desta semana do Ilustríssima Conversa é Alessandra Devulsky, professora do programa de mestrado em direito da Universidade do Québec em Montréal, no Canadá.

    No livro “Colorismo” (Jandaíra), a autora discute o funcionamento desse sistema de hierarquização racial, ligado à ideia de supremacia branca, que discrimina os negros de acordo com a tonalidade de pele e de outros traços físicos associados à origem africana.

    Na conversa com o repórter Eduardo Sombini, a pesquisadora defendeu que é essencial discutir as engrenagens do colorismo para entender o racismo no país —para ela, falar sobre os diferentes tipos de preconceito que negros de pele clara e de pele escura sofrem pode ajudar a construir uma unidade na luta antirracista.

    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 47 min
    Bolsonaro emergiu do ressentimento gerado no lulismo, diz Idelber Avelar

    Bolsonaro emergiu do ressentimento gerado no lulismo, diz Idelber Avelar

    Idelber Avelar, professor de literatura latino-americana na Universidade Tulane, em Nova Orleans (EUA), é o convidado desta semana do Ilustríssima Conversa.

    No livro “Eles em Nós: Retórica e Antagonismo Político no Brasil do Século XXI” (editora Record), o autor discute, a partir da análise do discurso, os principais movimentos da política brasileira nas últimas duas décadas e examina o uso de categorias retóricas como hipérbole, eufemismo e tautologia.

    Na conversa com o repórter Eduardo Sombini, Avelar tratou da ruptura que junho de 2013 instaurou na política nacional e dos significados da Operação Lava Jato, além de expor sua leitura da ascensão de Jair Bolsonaro. O autor aponta uma retroalimentação entre lulismo e bolsonarismo, mas rejeita a ideia de que os dois campos são equivalentes —só o bolsonarismo é extremista e ameaça a democracia, afirma.

    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 47 min
    Como a depressão virou a rainha dos transtornos mentais, segundo Christian Dunker

    Como a depressão virou a rainha dos transtornos mentais, segundo Christian Dunker

    Nesta semana, o Ilustríssima Conversa recebe Christian Dunker, psicanalista e professor titular da USP, que acaba de lançar "Uma Biografia da Depressão" (Planeta).

    No livro, Dunker narra como a depressão, que por muitas décadas ocupou uma posição de irmã esquecida no imaginário sobre os transtornos mentais, se tornou, a partir dos anos 1970, a grande protagonista dos discursos sobre o sofrimento psíquico.

    Para o autor, esse processo está relacionado ao desenvolvimento de uma nova geração de antidepressivos —Dunker questiona até que ponto esses remédios tratam a depressão e até que ponto as patologias que são tratadas por esses remédios passaram a ser chamadas de depressão.

    Na conversa com o repórter Eduardo Sombini, o psicanalista abordou os principais marcos da história do conceito e e discutiu como o pensamento neoliberal transformou o enquadramento dos transtornos mentais.

    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 43 min
    Judeus sonhavam em construir Jerusalém dos trópicos no Recife holandês, diz Lira Neto

    Judeus sonhavam em construir Jerusalém dos trópicos no Recife holandês, diz Lira Neto

    Em “Arrancados da Terra”, o jornalista e escritor Lira Neto apresenta uma biografia coletiva dos judeus de Portugal que, no final do século 15, receberam um ultimato para abandonar o reino. Para evitar o desterro, teriam que se converter ao catolicismo ou poderiam ir parar nas fogueiras da Inquisição.

    O livro segue os passos dos sefarditas, que, depois da fuga de Portugal, fundaram uma comunidade em Amsterdã e, de lá, cruzaram o Atlântico com a utopia de construir, no Recife conquistado pelos holandeses, uma Jerusalém dos trópicos.

    Na conversa com o repórter Eduardo Sombini, Lira Neto explica a intolerância que os sefarditas enfrentaram em Pernambuco e discute a viagem, em 1654, de 23 judeus que, de acordo com evidências, deixaram o Recife logo depois da queda do governo holandês e aportaram na ilha de Manhattan.

    See omnystudio.com/listener for privacy information.

    • 46 min

Opiniões de clientes

4.6 de 5
190 avaliações

190 avaliações

gmagf ,

Excelente podcast

Sempre um bom papo com autores de pesquisas e livros interessantes e um apresentador que sabe conduzir a conversa. Recomendo!

caroldresden ,

Muito bom

Todas as entrevistas são excelentes. Muito bem feitas.

Elcrosman ,

Não é sério

Na última entrevista em 15’15” a entrevistada diz que não é alto o número de infecções de coronavírus não América do Norte. É um absurdo dar espaço para a desinformação. Vou aproveitar e denunciar na ombudsman.

Top podcasts em Artes

Ouvintes também assinaram

Mais de Folha de S.Paulo