29 episodes

Estamos interessados em novas narrativas e abordagens capazes de contribuir para a emergência de culturas regenerativas. Este é o podcast do Instituto de Desenvolvimento Regenerativo (IDR) e é anfitriado pela Juliana Diniz e pelo Felipe Tavares. www.desenvolvimentoregenerativo.com

Podcast do IDR IDR

    • Science

Estamos interessados em novas narrativas e abordagens capazes de contribuir para a emergência de culturas regenerativas. Este é o podcast do Instituto de Desenvolvimento Regenerativo (IDR) e é anfitriado pela Juliana Diniz e pelo Felipe Tavares. www.desenvolvimentoregenerativo.com

    Consequências do vício moderno da auto-celebração I com Camilla e Dino

    Consequências do vício moderno da auto-celebração I com Camilla e Dino

    A Camilla Cardoso e o Dino Siwek estão à frente do projeto Terra Adentro e participam do coletivo Gestos Rumo a Futuros Decolonias.

    Nesse pequeno trecho eles falam sobre como, por trás do gesto aparentemente inocente em parabenizar e celebrar a si mesmo e ao outro, podemos encontrar premissas modernas que, ao contar com nosso consentimento, contribuem para o aprofundamento de violências sistêmicas.

    Geralmente, celebramos o sucesso, a superação e a conquista. Essas são as direções afetivas perseguidas por um mundo cujas pessoas estão com poros de sensibilidade entupidos e sentido de responsabilidade enfraquecido. A demasiada ênfase na celebração nos faz incapazes de segurar espaço e sustentar presença em momentos desconfáveis, aqueles que são necessários para evidenciar os aspectos feios, sujos, incômodos e vergonhosos em nós e que poderiam nos levar a maneiras mais sóbrias e justas de nos relacionarmos uns com os outros e com a vida.

    Ouça o podcast completo gravado em Março de 2021.

    Acompanhe o trabalho do Terra Adentro e não perca a oportunidade de participar dos cursos que eles oferecem.

    • 4 min
    Nossos desafios não são sobre informação I com Camilla e Dino

    Nossos desafios não são sobre informação I com Camilla e Dino

    A Camilla Cardoso e o Dino Siwek estão à frente do projeto Terra Adentro e participam do coletivo Gestos Rumo a Futuros Decolonias.

    Nesse pequeno trecho eles compartilham a percepção de que os problemas que enfrentamos não são sobre a informação que nos falta, mas sobre os hábitos de existência que reproduzimos enquanto insistimos em negar nossa implicação e cumplicidade em relação às bases que constituem a modernidade.

    Ouça o podcast completo gravado em Março de 2021.

    Acompanhe o trabalho do Terra Adentro e não perca a oportunidade de participar dos cursos que eles oferecem.

    • 2 min
    Terra Adentro e Gestos Rumo a Futuros Decoloniais I com Camilla e Dino

    Terra Adentro e Gestos Rumo a Futuros Decoloniais I com Camilla e Dino

    Nesse pequeno trecho Camilla e Dino contam sobre o trabalho que fazem no Terra Adentro e no Gestos Rumo a Futuros Decoloniais.

    Terra Adentro é um projeto de investigação sobre as motivações e efeitos das crises sistêmicas que vivemos, buscando apontar para outras possibilidades de se viver e interagir no mundo.

    A abordagem que informa o trabalho do coletivo Gestos Rumo a Futuros Decoloniais envolve práticas pedagógicas e experimentos artísticos que visam estimular formas de viver capazes de nos engajar, ao invés de negar, com violências sistêmicas, com nossos entrelaçamentos e cumplicidade em danos e com os limites do planeta.

    Ouça o podcast completo gravado em Março de 2021.

    Acompanhe o trabalho do Terra Adentro e não perca a oportunidade de participar dos cursos que eles oferecem.

    • 7 min
    #22 Enfrentando os vícios da modernidade em direção a futuros decoloniais I com Camilla e Dino

    #22 Enfrentando os vícios da modernidade em direção a futuros decoloniais I com Camilla e Dino

    Neste episódio conversamos com a Camilla Cardoso e o Dino Siwek do projeto Terra Adentro e do coletivo Gestos Rumo a Futuros Decolonias. Nós convidamos para a conversa o grupo de estudo que eles estão conduzindo enquanto formação na pegagogia do GRFD e a comunidade de aprendizagem do IDR.

    Terra Adentro é um projeto de investigação sobre as motivações e efeitos das crises sistêmicas que vivemos, buscando apontar para outras possibilidades de se viver e interagir no mundo.

    A abordagem que informa o trabalho do coletivo GRFD envolve práticas pedagógicas e experimentos artísticos que visam estimular formas de viver capazes de nos engajar, ao invés de negar, com violências sistêmicas, com nossos entrelaçamentos e cumplicidade em danos e com os limites do planeta.

    Nós conversamos sobre as origens e efeitos da modernidade-colonialidade, sobre vícios coloniais conscientes e inconscientes, sobre os radares que podemos utilizar para perceber a atuação desses vícios enquanto agimos, sobre a potência de abordagens e teorias de mudança não-prescritivas que incorporam capacidades exiladas pelo modo de ser moderno. E muito mais.

    Eles trouxeram imagens, reflexões e convites presentes em muitas das cartografias elaboradas pelo GRFD e ressaltaram a importância de oferecer cuidados paliativos para um mundo em desmoronamento desinvestindo nas promessas da modernidade e investindo no reconhecimento visceralmente responsável das nossas cumplicidades em relação às violências sistêmicas.

    • 1 hr 15 min
    #21 Evolução, pensamento sistêmico e desenvolvimento regenerativo

    #21 Evolução, pensamento sistêmico e desenvolvimento regenerativo

    Esse episódio é uma edição da conversa que eu, Juliana, fiz com a Comunidade de Aprendizagem do Trabalho que Reconecta anfitriada pelas queridas Polliana Zocche e Lia Beltrão.

    No momento em que elas me convidaram, a comunidade estava trabalhando a fase ver com novos da espiral do Trabalho que Reconecta. Ver com novos olhos sucede as fases de acordar a gratidão e honrar a dor, e depois dela é o momento de seguir adiante. Joanna Macy destaca o papel do pensamento sistêmico em ampliar nossas perspectivas sobre o que acontece ao nosso mundo e como responder apropriadamente a isso.

    Honrando esse convite, eu trouxe para a conversa o processo evolucionário cósmico como uma história com força mítica o suficiente para confrontar a narrativa de um paraíso científico-tecnológico-industrial que se pretende capaz de superar os aspectos complexo, ambíguo e impermanente da vida.

    Evolução, emergência, sinergia, forças atratoras foram alguns dos tópicos da primeira parte da conversa. Na segunda parte eu trouxe reflexões sobre como nós, através de nossos projetos, podemos facilitar a emergência de propriedades sistêmicas geradoras de saúde e resiliência nos lugares onde estamos.

    • 1 hr 23 min
    #20 Por que participar de uma comunidade de transformação? | com Polliana Zocche

    #20 Por que participar de uma comunidade de transformação? | com Polliana Zocche

    Polliana Zocche estudou biologia e ecologia durante a graduação, o mestrado e o doutorado. Tem interesse pela ecologia do mundo e ecologia da mente e vem explorando isso com o Trabalho Que Reconecta. Faz parte da equipe da Revista Bodisatva e é caseira do O lugar.

    Nessa conversa, a Polli compartilhou das suas experiências nas diversas comunidades onde orbita e trouxe reflexões inspiradoras sobre a beleza das pequenas vitórias, sobre dar nascimento positivo às pessoas, sobre a liberdade da própria energia que é anterior e independente das frustrações e sobre criar espaços que abraçam processos emergentes na medida em que deixamos cair máscaras e certezas.

    Inspiradas em ensinamentos budistas, ecologia profunda, pensamento sistêmico e outros corpos de conhecimento, conversamos sobre o papel das comunidades em possibilitar uma busca de sentido que se faz a muitas mentes, mãos e corações e, assim, favorece o surgimento de um interesse genuíno pela vida das pessoas e do mundo mais que humano.

    Todo mundo está sofrendo e querendo encontrar maneiras de ser feliz. Reconhecer a dimensão coletiva de dinâmicas aparentemente pessoais, como da busca por felicidade, nos covida ao lugar de escutar e oferecer. Assim, nossas relações podem se tornar cada vez menos utilitárias e cada vez mais capazes de viver as perguntas e celebrar o encontro.

    Tudo o que fazemos, e o que deixamos de fazer, move a realidade. Reconhecer que a mudança é possível (porque mesmo a inação produz efeitos) e que nós somos agentes de mudança é um dos motivos para participar de comunidades de transformação pessoal e social. Talvez essa conversa te inspire a se juntar às comunidades que anfitriamos. Conheça O lugar e o Círculo Regenerativo.

    • 49 min

Top Podcasts In Science

Hidden Brain
Alie Ward
Jordan Harbinger
Neil deGrasse Tyson
PRX and Greater Good Science Center
Sam Harris