63 episódios

Da mesa de bar para os microfones, toda semana Érica Ramirez, Thaís Habka e Mari Batisteli batem um papo descontraído e honesto sobre a treta que é viver equilibrando todos os pratinhos da vida de mulher e mãe feminista.
Toda quarta-feira, um novo episódio.

Tetas na Mes‪a‬ Érica Ramirez, Thais Habka e Mari Batisteli

    • Crianças e família
    • 5.0 • 44 avaliações

Da mesa de bar para os microfones, toda semana Érica Ramirez, Thaís Habka e Mari Batisteli batem um papo descontraído e honesto sobre a treta que é viver equilibrando todos os pratinhos da vida de mulher e mãe feminista.
Toda quarta-feira, um novo episódio.

    O que te faz ser mãe?

    O que te faz ser mãe?

    Exaustas de tantos afazeres domésticos e de cuidados com os filhos - é assim que a maioria das mulheres que são mães definem a sua maternidade. Mas e tirando tudo isso, o que sobra do seu maternar?
    --
    No 57º episódio do Tetas na Mesa, Érica, Thaís e Mari começam a conversa com essa pergunta e viram que é preciso buscar o prazer na relação com seu filho para que a gente quebre essa lógica de uma maternidade somente à serviço do patriarcado.
    --
    Episódio começa aos (08:18) min. Queimando o Sutiã, a partir do (53:36) min.
    --
    Siga a gente nas redes sociais! Somos o @tetasnamesa no Instagram e Twitter.
    E se você preferir nos mandar um e-mail, envie para tetasnamesa@gmail.com.
    --
    Créditos:
    Edição: Ique Muniz - iquemuniz@gmail.com.
    Música da abertura: Os Tempos Mudam, de Rodrigo Ogi e Lurdez da Luz.
    Música de finalização: Todo Carnaval Tem Seu Fim, de Los Hermanos.
    --
    Queimando o Sutiã:
    Post ‘Maternidade(s) não é amor. é trabalho doméstico’ da Ana Castro no perfil @acacastro.
    --
    Financie o podcast que você ama e faça ele continuar! Através do link catarse.me/tetasnamesa você escolhe um plano de assinatura que caiba no seu bolso. ♥

    • 1h 7 min
    O ideal do amor romântico

    O ideal do amor romântico

    Fomos socializadas desde a infância a idealizar nossas relações amorosas dentro do padrão do amor romântico. Esperar, desejar e quando esse amor finalmente acontecer, segurar com toda força para que ele nunca acabe, pois se acabar isso será sinônimo de fracasso para a sociedade patriarcal.
    --
    No 56º episódio do Tetas na Mesa, Érica, Thaís e Mari conversam sobre a desmitificação do amor romântico e viram como é necessário quebrar mais esse instrumento de manipulação e submissão feminina. Precisamos estar atentas porque esse papo de encontrar a metade da laranja não é amor, é cilada.
    --
    Episódio começa aos (06:37) min. Queimando o Sutiã, a partir do (57:32) min.
    --
    Siga a gente nas redes sociais! Somos o @tetasnamesa no Instagram e Twitter.
    E se você preferir nos mandar um e-mail, envie para tetasnamesa@gmail.com.
    --
    Créditos:
    Edição: Ique Muniz - iquemuniz@gmail.com.
    Música da abertura: Os Tempos Mudam, de Rodrigo Ogi e Lurdez da Luz.
    Música de finalização: O Nosso Amor A Gente Inventa, de Cazuza.
    --
    Queimando o Sutiã:
    Thaís: livro Amor líquido, do Zygmunt Bauman e vídeo As 5 Linguagens do Amor, do canal Tempero Drag da Rita Von Hunt.
    Érica: série Normal People, disponível no canal StarzPlay na Prime Video.
    Mari: perfil no iG da psicanalista @ana_suy e podcast Alcateia Psicanalítica.
    --
    Financie o podcast que você ama e faça ele continuar! Através do link catarse.me/tetasnamesa você escolhe um plano de assinatura que caiba no seu bolso. ♥

    • 1h 8 min
    MAIS Tetas: Transicionei junto com minha filha

    MAIS Tetas: Transicionei junto com minha filha

    ‘Me perguntem o que vocês querem saber' - 'Thamirys, a gente quer saber onde dói, aonde o medo chega...'. Esse foi o teor da conversa que deu origem a esse episódio.
    --
    E no último episódio da segunda temporada do MAIS Tetas na Mesa, Thamirys Nunes (@minhacriancatrans) corajosamente grava sozinha, como quem desabafa para o espelho, o que simboliza muito a solidão percebida por ela quando se dá conta do quanto a sociedade fecha os olhos e as portas para as crianças trans e suas famílias.
    --
    Siga a gente nas redes sociais! Somos o @tetasnamesa no Instagram e Twitter.
    E se você preferir nos mandar um e-mail, envie para tetasnamesa@gmail.com.
    --
    Créditos:
    Edição: Ique Muniz - iquemuniz@gmail.com.
    Música da abertura: Os Tempos Mudam, de Rodrigo Ogi e Lurdez da Luz.
    Música de finalização: Who I Am, da Melanie C.
    --
    Financie o podcast que você ama e faça ele continuar! Através do link catarse.me/tetasnamesa você escolhe um plano de assinatura que caiba no seu bolso. ♥

    • 53 min
    Mulher brava

    Mulher brava

    A mulher brava não é aceita na sociedade patriarcal porque desagrada, não condiz com o esperado. Ela é vista como rude, reativa, histérica. Porém, se essa mulher brava fosse homem, ele só seria confiante, assertivo, com personalidade forte. Um homão, né?
    --
    No 55º episódio do Tetas na Mesa, Érica, Thaís e Mari começam os trabalhos de 2021 falando sobre como as mulheres logo são vistas como agressivas quando são firmes e viram que esse olhar negativo para essa agressividade é só uma resposta do machismo para deslegitimar a nossa voz.
    --
    Episódio começa aos (10:33) min. Queimando o Sutiã, a partir do (01:00:49) min.
    --
    Siga a gente nas redes sociais! Somos o @tetasnamesa no Instagram e Twitter.
    E se você preferir nos mandar um e-mail, envie para tetasnamesa@gmail.com.
    --
    Créditos:
    Edição: Ique Muniz - iquemuniz@gmail.com.
    Música da abertura: Os Tempos Mudam, de Rodrigo Ogi e Lurdez da Luz.
    Música de finalização: Bum Bum Tam Tam, de Mc Fioti.
    --
    Queimando o Sutiã:
    Mari: vídeo da comunicadora Hana Khalil @hanakhalilal no iG, A Mulher Agressiva.
    Érica: série How to Get Away With Murder com a deusa mulher braba Viola Davis, disponível na Netflix.
    Thaís: perfil no iG da psicanalista Aline Lima @psicologa_alinelima.
    --
    Financie o podcast que você ama e faça ele continuar! Através do link catarse.me/tetasnamesa você escolhe um plano de assinatura que caiba no seu bolso. ♥

    • 1h 10 min
    Ano leve como Regina

    Ano leve como Regina

    Finalmente chegamos ao fim desse ano um tanto quanto peculiar. E para fechar com chave de ouro, fizemos nossa tradicional retrospectiva do jeito que a gente mais gosta: ao redor de uma mesa (virtual) entre amigas, batendo papo sobre uma mistureba de assunto, dando risada e sendo bem leeeeve... leve como Regina.
    --
    No 54º episódio do Tetas na Mesa, Érica, Thaís e Mari convidaram sua amiga Lila Mesquita (@lila.mesquita) para sentar na mesa com elas e conversar sobre o que foi cada mês desse ano maluco para cada signo do zodíaco. Entendeu nada? Pois é, vem ouvir que essa conversa ficou engraçada demais e bateu o recorde de episódio mais longo desse programa.
    --
    Episódio começa aos (03:29) min.
    --
    Siga a gente nas redes sociais! Somos o @tetasnamesa no Instagram e Twitter.
    E se você preferir nos mandar um e-mail, envie para tetasnamesa@gmail.com.
    --
    Créditos:
    Edição: Ique Muniz - iquemuniz@gmail.com.
    Música da abertura: Os Tempos Mudam, de Rodrigo Ogi e Lurdez da Luz.
    Música de finalização: Oração ao Tempo, do Caetano Veloso.
    --
    Financie o podcast que você ama e faça ele continuar! Através do link catarse.me/tetasnamesa você escolhe um plano de assinatura que caiba no seu bolso. ♥

    • 1h 56 min
    MAIS Tetas: Parentalidade Consciente

    MAIS Tetas: Parentalidade Consciente

    No 5º episódio do MAIS Tetas na Mesa, Thamirys Nunes (@minhacriancatrans), a anfitriã dessa temporada, mãe de uma criança trans, e seu convidado Cézar (@cezarsant_anna), homem trans e pai, falam sobre as questões de maternidade e paternidade e a difícil missão de entender que os filhos não são uma extensão nossa e que suas necessidades, desejos e angústias podem e, provavelmente serão, em muitas situações, diferentes das nossas.
    --
    Siga a gente nas redes sociais! Somos o @tetasnamesa no Instagram e Twitter.
    E se você preferir nos mandar um e-mail, envie para tetasnamesa@gmail.com.
    --
    Créditos:
    Edição: Ique Muniz - iquemuniz@gmail.com.
    Música da abertura: Os Tempos Mudam, de Rodrigo Ogi e Lurdez da Luz.
    Música de finalização: No recreio, da Cássia Eller.
    --
    Financie o podcast que você ama e faça ele continuar! Através do link catarse.me/tetasnamesa você escolhe um plano de assinatura que caiba no seu bolso. ♥

    • 47 min

Opiniões de clientes

5.0 de 5
44 avaliações

44 avaliações

Jess Carreon ,

Minha dose quinzenal de risadas

Temas e conversas maravilhosas para além da maternidade!

snjalves ,

Maravilhoso!

Maratonei todos os episódios! Elas são diretas, profundas, engraçadas... Só ouvindo mesmo. Amo!!!

EliDurães ,

Inspiradoras!

Não é possível sair ilesa a um episódio dessas mulheres. Aprendo e evoluo em cada um deles! Obrigada.

Top podcasts em Crianças e família

Ouvintes também assinaram