33 episódios

Tudo sobre o mercado de trabalho falado no plural.

TRAMPAPO Trampapo, Catho

    • Sociedade e cultura
    • 4,7 • 17 avaliações

Tudo sobre o mercado de trabalho falado no plural.

    #32 Fortalecendo sua imagem profissional: marketing pessoal

    #32 Fortalecendo sua imagem profissional: marketing pessoal

    Como você se apresenta para o mundo? Marketing pessoal, para muitos, pode parecer arrogância, mas é uma ferramenta para se empoderar de suas características, habilidades, experiências e valores. É essencial para se destacar no mercado de trabalho! No último episódio desta temporada do Trampapo, Ana Paula Xongani e Ricardo Morais recebem Bianca Carmignani, psicóloga e Head de RH da Nespresso Brasil; e Maytê Carvalho, escritora, professora de retórica na ESPM e diretora de estratégia da TBWA/Chiat Day, para uma conversa sobre boas impressões, persuasão e orgulho. Para conquistar boas posições no mercado, as redes sociais podem ser tão importantes quanto um bom currículo, elas são um palco para a sua narrativa profissional e seus projetos, assumir as suas vulnerabilidades e vender você por quem você é. Quer aprender mais sobre marketing pessoal? Aperte o play!

    • 45 min
    #31 Comunidade: quem poderá nos ajudar?

    #31 Comunidade: quem poderá nos ajudar?

    Sabe o muro da desigualdade? E aí, em qual dos lados desse muro você nasceu? Existe uma separação na nossa sociedade que define quem vai ter acesso à boa educação e ótima estrutura no lar e na saúde. Normalmente, essas pessoas são as mesmas que ocupam as lideranças das empresas e excluem do mercado de trabalho formal aqueles que vivem nas comunidades e não atendem as exigências elitistas dos processos seletivos, que apenas uma pequena parcela privilegiada da população tem acesso. Mas e as comunidades, quem poderá ajudar? Neste Trampapo, Ana Paula Xongani e Ricardo Morais recebem duas instituições que são referência em impacto social e no desenvolvimento de jovens. Lê Maestro, cofundador e diretor de educação da Rede Gerando Falcões, e Fabiana Fragiacomo, gerente de marketing do Instituto Ayrton Senna, falam sobre privilégios, empatia, meritocracia, capitalismo selvagem e muito mais para refletir a favor da criação de oportunidades por meio da responsabilidade social e do investimento na educação. Vem fazer parte desta conversa, aperte o play!

    • 47 min
    #30 Demitindo a LGBTfobia

    #30 Demitindo a LGBTfobia

    Mesmo com muitos avanços, ainda é visível no mercado de trabalho a rejeição das pessoas que não seguem o "padrão" de sexualidade ou identidade de gênero. Se você nunca sentiu que precisava fingir ser outra pessoa, esconder alguns fatos da sua vida ou mudar sua aparência para conseguir um emprego, esse episódio é pra você. É pra você aprender sobre a realidade dos outros e sobre as desigualdades. Mas esse Trampapo é pra você também que sentiu que para conseguir emprego ou uma promoção era necessário se esconder. É pra refletir sobre a comunidade LGBTQIAP+ e como a discriminação ainda está presente nas empresas e deixando de fora profissionais talentosos. Para isso, contamos com a ajuda de Leticia Sayuri, consultora de diversidade do banco Santander e cofundadora da Rede de Mulheres LBQT+, e também recebemos Louie Ponto, criadora de conteúdo e mestra em literatura na linha de crítica feminista e estudo de gênero. Quer fazer parte desse papo? Aperte o play!

    • 47 min
    #29 Criatividade para ter sucesso profissional

    #29 Criatividade para ter sucesso profissional

    A criatividade é uma ferramenta que pertence ao nosso repertório desde a infância, mas por motivos estruturais e sociais desaprendemos a exercitar e começamos a depender de fórmulas de "sucesso garantido". O que nos leva a uma pergunta: como ser criativo no trabalho? Neste Trampapo, Ana Paula Xongani recebe Luiz Eduardo Serafim, Diretor de Marca e Comunicação na 3M, professor universitário e palestrante. Ele defende que a criatividade não é só fundamental para o mercado de trabalho, mas sim para todos os âmbitos da nossa vida e que ela pode nos trazer muita felicidade. A criatividade pode ser estimulada quando expandimos nosso repertório cultural e intelectual, mas também observando as necessidades à nossa volta e encontrando soluções criativas para os problemas que surgem. Já no ambiente empresarial, essa qualidade precisa ser encorajada, as lideranças precisam garantir a confiança e a segurança entre seus colaboradores. Essa é a base para criar soluções inovadoras e de grande impacto! Quer fazer parte desta conversa? Aperte o play!

    • 47 min
    #28 Como eu vou trabalhar no futuro?

    #28 Como eu vou trabalhar no futuro?

    O que esperar do futuro? Como se preparar para aquilo que ainda não é realidade e para profissões que ainda não existem? Nesta semana no Trampapo, Ana Paula Xongani recebe Vanessa Mathias, fundadora da White Rabbit, agência especializada em observar tendências e sinais futuros, e Cristiane Silva Pinto, gerente de marketing e soluções no Google Brasil e fundadora do AfroGooglers, para descobrir o que vai acontecer, considerando que está sendo criado hoje.
    Estudos indicam que 15% das carreiras que conhecemos podem desaparecer nos próximos 5 anos e apenas 7% serão criadas neste futuro emergente. Será que a sua profissão é uma delas? Trabalhos voltados para o desenvolvimento de capacidades, cuidado e relacionamento com outras pessoas continuarão sendo fundamentais para a sociedade, porém, as funções manuais e de fácil automatização passarão por um processo de especialização. A evolução do trabalho pode mudar o mercado que conhecemos em questão de meses, assim como a criação de serviços de streaming abalou as locadoras de filmes ao redor do mundo e os apps de caronas mudaram a forma como nos locomovemos. Quer conhecer os sinais do que está por vir e as habilidades que serão indispensáveis para o profissional do futuro? Aperte o play!

    • 45 min
    #27 PcD e o mito da incapacidade

    #27 PcD e o mito da incapacidade

    O que define capacidade no mercado de trabalho? Para muitos, a única resposta deveria ser o currículo, mas não podemos deixar de lembrar que o preconceito ainda limita o desenvolvimento da sociedade. É fácil perceber que as pessoas com deficiência estão sendo deixadas de lado quando elas não conseguem acessar fisicamente certos espaços e também quando notamos que não as temos em nosso entorno nas empresas e círculos sociais, mas precisamos também treinar o olhar para perceber que as pessoas com deficiência não são incapazes. A capacidade de um profissional não pode ser atrelada a uma deficiência ou a um corpo que é considerado “normal”. Pessoas são pessoas e cada uma tem alguma dificuldade, mas para que todos tenham o mesmo desempenho, é preciso que as condições e oportunidades sejam as mesmas para todos. Por isso, neste episódio, Ana Paula Xongani convida Tatiana Hennemann, gerente de Supply Chain na Natura, uma empresa exemplar no quesito inclusão, e Beto Maia, que é desenvolvedor, paratleta e criador de conteúdo, que comenta suas experiências e seus empregos sendo uma pessoa com deficiência. Quer fazer parte desta conversa que abre oportunidades de inclusão e respeito? Aperte o play!

    • 45 min

Opiniões de clientes

4,7 de 5
17 avaliações

17 avaliações

Top podcasts em Sociedade e cultura