288 episódios

Jornalismo independente, progressista e dissidente.

Fumaça Fumaça

    • Notícias

Jornalismo independente, progressista e dissidente.

    [Republicação] Manuel Dias dos Santos sobre o regime angolano de João Lourenço (É Apenas Fumaça)

    [Republicação] Manuel Dias dos Santos sobre o regime angolano de João Lourenço (É Apenas Fumaça)

    Esta semana foi publicada a investigação “Luanda Leaks”, que expôs décadas de negócios e esquemas que fizeram de Isabel dos Santos a mulher mais rica de África. Entre outras revelações, o desvio de 115 milhões de dólares da petrolífera estatal Sonangol para uma companhia offshore no Dubai, controlada por pessoas do círculo empresarial da filha do ex-presidente de Angola, quando esta presidia à empresa de petróleo angolana. Hoje, republicamos uma entrevista feita no final de 2018 a Manuel Dias dos Santos, historiador, membro fundador e porta-voz da Plataforma de Reflexão Angola. O também sociólogo refletia sobre a mudança de poder no país: estaríamos perante um novo regime ou, apenas, a continuação da governação de José Eduardo dos Santos, ex-Presidente, durante quase 38 anos? Fiquem com a entrevista.

    Support the show.

    • 55 min
    [Republicação] James Baldwin. Ninguém sabe o meu nome (Dois Pontos)

    [Republicação] James Baldwin. Ninguém sabe o meu nome (Dois Pontos)

    Na semana em que Martin Luther King Junior completaria 91 anos, relembramos o movimento pela igualdade dos Direitos Civis nos Estados Unidos da América, nas décadas de 50 e 60, e uma das personalidades mais relevantes dessa geração de líderes anti-racistas: James Baldwin.
    Neste Dois Pontos, um programa Fumaça de histórias contadas com tempo, publicado em dezembro de 2018, aprofundamos a sua vida e obra. 

    A transcrição integral do episódio, que inclui a tradução de todas as partes em inglês pode ser lida aqui: http://bit.ly/2tXTZfX 

    Todas as entrevistas que fizemos para esta peça estão disponíveis na sua totalidade, sem edição, aqui: 
    Com Beatriz Gomes Dias: http://bit.ly/2FUK2Tj 
    Com LBC: http://bit.ly/2FOTwzv 
    Com Mamadou Ba: http://bit.ly/2QYCQMm 
    Com Miguel Vale de Almeida: http://bit.ly/2QTCjep 

    Support the show.

    • 1h 4 min
    [Republicação] Mamadou Ba sobre racismo e violência policial (É Apenas Fumaça)

    [Republicação] Mamadou Ba sobre racismo e violência policial (É Apenas Fumaça)

    Foi na madrugada de 20 para 21 de dezembro que Luís Giovani dos Santos Rodrigues foi espancado, juntamente com três outros amigos cabo-verdianos, à saída do bar Lagoa Azul, em Bragança. O estudante de 21 anos tinha chegado da Ilha do Fogo, em Cabo Verde, fazia menos de dois meses, para frequentar o curso de Design de Jogos Digitais, no Instituto Politécnico de Bragança. Segundo contou um primo seu ao Contacto, um órgão de comunicação social Luxemburguês com uma edição em língua portuguesa, um mal-entendido à saída do bar transformou-se, mais tarde, numa espera de um grupo de 15 homens “armados com cintos, ferros e paus”. Os quatro amigos foram espancados e, pouco tempo depois, Giovani foi encontrado no chão, inconsciente, e levado pelos bombeiros para o hospital. Depois de 10 dias em coma, acabou por falecer, na madrugada de 31 de dezembro. 

    Os detalhes desta noite são ainda pouco claros. Ainda nenhum dos agressores foi publicamente identificado ou detido, por exemplo, o que causa estranheza numa cidade com pouco mais de 20 mil habitantes.  Há uma pergunta que fica no ar: terá este assassinato tido motivações racistas? Seria diferente se Luís Giovani não fosse negro? Várias associações e líderes do movimento anti-racista em Portugal e até deputados à Assembleia da República têm mostrado, nos últimos dias, preocupação pela falta de cobertura e atenção mediática e política dada ao acontecimento. entre o momento em ocorreu e a data em que ficou conhecido, passaram mais de 15 dias. Mamadou Ba, dirigente da Associação SOS Racismo, disse esta semana ao site Notícias ao Minuto - e estou a citar: “Imaginemos que tinha sido um jovem branco a ser espancado por 15 jovens negros e que essas agressões resultassem numa morte. Teríamos o país inteiro mobilizado, indignado, a exigir Justiça e o apuramento das responsabilidades. Todas as entidades públicas e políticas estariam neste momento já em campo a dizer o que pensavam sobre a situação e a exigir responsabilidades. Não foi o caso”.  E acrescentou: “Mesmo que não seja uma razão racial que esteja na origem do assassinato, independentemente das circunstâncias da sua morte, o silêncio sobre a morte de Luís é revelador do racismo que existe em Portugal. Não tenho a menor dúvida”.

    Cinco dias depois do décimo primeiro aniversário do assassinato de Elson Sanches, mais conhecido por Kuku, um jovem de 14 anos abatido pela polícia com um tiro a menos de 20 centímetros do corpo, na Amadora, que resultou na absolvição do agente da PSP responsável, republicamos uma entrevista, feita em março de 2018, a Mamadou Ba. Conversámos sobre racismo, violência policial e as mortes de jovens negros em Portugal. Fiquem com ela.

    Support the show.

    • 1h 12 min
    [Republicação] André Barata sobre o Tempo (É Apenas Fumaça)

    [Republicação] André Barata sobre o Tempo (É Apenas Fumaça)

    Trabalho, capital, produtividade, propriedade, desigualdade, espaço público. Que tem isto que ver com o Tempo? Para o filósofo André Barata, tudo. Todas estas dimensões estão relacionadas e vivem condicionadas pela aceleração. É preciso parar, diz, para passarmos a viver e deixarmos de sobreviver.

    Lê e vê a entrevista aqui.

    Support the show.

    • 1h 3 min
    [Republicação] Ricardo Araújo Pereira sobre Ateísmo (É Apenas Fumaça)

    [Republicação] Ricardo Araújo Pereira sobre Ateísmo (É Apenas Fumaça)

    Olá. Depois do lançamento do episódio especial de Natal 2019 do grupo de humor brasileiro Porta dos Fundos, chamado “A Primeira Tentação de Cristo”, na plataforma online Netflix, houve reações de intolerância e fortes críticas. Desde o início do mês de dezembro, mais de 2 milhões de pessoas exigiram que a comédia fosse retirada do ar, assinando uma petição. Eduardo Bolsonaro, deputado federal por São Paulo e filho de Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, escreveu no Twitter “Somos a favor da liberdade de expressão, mas vale a pena atacar a fé de 86% da população? Fica a reflexão”. Na véspera de Natal, dia 24 de dezembro, o extremismo dos fanáticos tornou-se violento: a sede da produtora da Porta dos Fundos foi atacada com cocktails Molotov. Gregório Duvivier, um dos atores e guionistas do grupo, escreveu nessa noite: “Nada vai silenciar nossa alegria - nem nossa irreverência. (…) Estamos aqui, vivíssimos. O ódio existe. Mas o amor é maior.”.
    Esta semana, republicamos uma entrevista sobre religião, ateísmo, os limites do humor e o riso na Bíblia. Eu e a Maria Almeida sentámo-nos, em outubro de 2016, com o humorista, guionista e escritor Ricardo Araújo Pereira. Fiquem com a entrevista.

    Support the show.

    • 35 min
    [Republicação] Série “Aquilo é a Europa” | Parte 3: Paolo

    [Republicação] Série “Aquilo é a Europa” | Parte 3: Paolo

    Em 2017, Paolo Borromeo viu um anúncio sobre Vistos Gold em Portugal e enviou um email a David Poston, a perguntar como funcionava o programa. Foi aí que tudo começou. Hoje, detém um apartamento na Baixa de Lisboa, um prédio no Bairro Alto e a autorização de residência que tantos imigrantes indocumentados desesperam por receber. “Paolo” é a terceira parte da série “Aquilo é a Europa”. Ouve aqui.

    [Nota: algumas das pessoas que entrevistámos nesta série falam em inglês. Se preferires uma versão dobrada em português procura o canal “Extras” do Fumaça, na tua aplicação de podcasts, ou vai a fumaca.pt.]

    Support the show.

    • 37 min

Críticas de clientes

kkaraokes ,

Excelente

Muita qualidade, muito bem preparados e, aparentemente, imparciais e sem interesses instalados além da informação.

BrunoRafa2005 ,

Jornalismo independente

Sem interesses instalados.

Headgaar ,

Fantástico

O episódio do José Sócrates foi mais um ataque do que uma conversa, vocês não se conseguiram conter.

De resto, tudo de bom, continuem com o bom trabalho.

Top de podcasts em Notícias

Outros ouvintes também assinaram