25 episodes

as areias comuns metem-se nos olhos, as areias sonoras entram pelas orelhas (2006-2009) #falangulho #podcast

areias:sonoras homedareia

    • Arts

as areias comuns metem-se nos olhos, as areias sonoras entram pelas orelhas (2006-2009) #falangulho #podcast

    areia:sonora #039 (erros e tantos)

    areia:sonora #039 (erros e tantos)

    Os erros são de efeito retardado. Talvez por ter a mesma origem que a palavra errante, os resultados duma ação não se sabe se são erros ou acertos até depois duma viagem ventureira no tempo. Mesmo pode mudar o resultado, que parecia definitivo, quando uma contrarreação altera o ecossitema no que a ação foi deitada. "Somos errantes e erramos pelo mundo adiante." escuitar música: candy says. lord's mistake | BY-SA.

    areia:sonora #034 (vozes amigas)

    areia:sonora #034 (vozes amigas)

     In memoriam: Pablo Alejos As amizades são pontes mas também são caminhos, carreiros que não chega com abri-los, há que seguir transitando por eles para que não volvam medrar as ervas outra vez e os comam e pechem. Estas são vozes amigas... para vocês, amigas. escuitarmúsica:the franks. my friends CC-BY-NC. uncle owen aunt beru. my dearest friend CC-BY-NC.

    areia:sonora #035 (a morte é muda)

    areia:sonora #035 (a morte é muda)

      A morte é o não ser, nem estar. Nada, ninguém, nenhures. A morte é silêncio absoluto. [...] A morte é muda como o "h". Uma procissão de prantos enjeridos, detem-se, fai-se um silêncio que escacha co rascar do fundo do caixão contra o chão do nicho e estouram os berros e laidos e saloucos todos; liberados. escuitarmúsica:erik satie. gymnopédie n.º 1 (fragmento) CC-BY kine hjeldnes. let it die CC-BY-NC robin mitchell. when I'm gone CC-BY-NC-ND

    areia sonora 2.1 (silêncio, janelas e fuga)

    areia sonora 2.1 (silêncio, janelas e fuga)

    silêncio, janelas e fuga   quando tu escutes isto eu já não hei estar aqui. depois de tanto silêncio, qualquer coisa que diga vá parecer um berro em comparação. às vezes suspeito que o tempo é ao espaço o que a energia é à materia. uma decisão tipo arroutada é levar as bridas da vida, e isso é bom. e mais leitura de: en territorio inimigo, colhido do livro plan de fuga, de alberto lema (estaleiro editora). escuitar música: chapi chapo & les petites musiques de pluie. bourgeon tardif (background); thiaz itch. the gardener's lament.

    areia sonora 2.0 (crise)

    areia sonora 2.0 (crise)

    noutronte foi o meu aniversário e se calhar, também, começou a fim do mundo; não deste mundo, nem do meu mundo, nem de nenhum mundo em concreto; há coisas que chegam assim, de vagar, sem aviso, sem vê-lo chegar... outras, por contra, chegam súbitas, como um estralo; por vezes, a velocidade é só coisa do observador. imagino a soledade sentado diante do televisor, comendo sopa, aos poucos... ou esperando no sofá desmazelado, ou estropiado, que diria minha mãe; saltando de canal em canal, sem apenas parar, numa cadeia sem fim, até tarde, até muito tarde, sem querer ir dormir, tentando adiar o dia seguinte. estou em crise. crise s. f. momento perigoso ou decisivo, situação difícil; alteração para melhor ou para pior no curso de uma doença. mais decisivo que perigoso; tempo de mudanças uma outra vez. estes dias fez três anos desde que retornei à terrinha, o saldo é positivo mas compre finar o mundo e fazer um novo, recompor esta morada, recomeçar esta vida de caos sem fim; mete-lo tudo em caixas, ajeita-las como no tetris (tetris! tetris! tetris!) e ir borrando etapas. escuitar músicas: (background) dergar. summer; azevedo silva. à deriva actualização: desviei o rss do podcast cara feedburner, deste jeito, se alguma vez mudo a hospedagem para os episódios não tereis que andar vós a mudar nada; por tanto, se quereis agregar as areias sonoras aos vossos favoritos eis o novo rss: https://feeds.feedburner.com/areiassonoras. também, se vos praz, podeis ir votar por ele no European Podcast-Award, ou por outros podcasteiros galegos que bem o merecem e também são candidatos. vota por eles!!

    areia sonora 1.9 (quatro anos não é nada)

    areia sonora 1.9 (quatro anos não é nada)

    tinha escritas duas folhas enteiras resumindo estes quatro anos de presencia na rede com sítio próprio, porem era tão aborrido.... num princípio foi ictioscópio (o caderno do ictioscópio antes de registar o dominio), faz agora quatro anos; depois, grelou e esgaçou em home de area (em blogs.ya.com) e daí saiu outro esgalho: fabuloseando!!, de onde saíram os falangulhos, podfabs! o primeiro; e de homedareia (já em blogger.com) nasceu a vida carvão, e as areias sonoras (outro falangulho); e então, enlearon-me para fazer podgalego.org; e depois cansei de podfabs! e gomou c'mmons baby!, e assim é que está a coisa hoje... escuitarmúsica: sonekka. falando sozinho e de agasalho/presente de aniversário, uma escolma de vida carvão em .pdf (7.65 Mb) aquí.

Top Podcasts In Arts