42 episodes

Pensar a realidade a partir do amplo referencial das ciências humanas. Lives no Facebook todas as quintas-feiras, às 11h da manhã (horário de Brasília).

Conjectura Projeto Conjectura

    • Social Sciences

Pensar a realidade a partir do amplo referencial das ciências humanas. Lives no Facebook todas as quintas-feiras, às 11h da manhã (horário de Brasília).

    Conjectura 43 - Vacinas contra a COVID-19

    Conjectura 43 - Vacinas contra a COVID-19

    Em março de 2020, a Organização Mundial de Saúde declarou que o estado de contaminação global de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) atingiu o estado de pandemia. Pelo menos desde então, a expectativa em torno de uma vacina capaz imunizar boa parte da população mundial contra esta grave doença, que já tirou quase um milhão e meio de vidas ao redor do planeta, cresce a cada dia. Mas qual é o funcionamento básico de uma vacina? No que diferem as vacinas conta a covid-19 em estágio de desenvolvimento mais avançado, como as produzidas pelos laboratórios AstraZeneca, Sinovac e Pfizer? Quais são as vantagens e desvantagens de cada uma, no que tange à produção, armazenamento, distribuição e imunização? O que significa imunidade de rebanho?

    Estes e outros temas serão discutidos no Conjectura de hoje, que conta com a participação da bióloga, mestra e doutoranda em biotecnologia, Talita de Oliveira Caretta.

    Dialogue conosco deixando suas perguntas, sugestões e reflexões a respeito do tema nos comentários da live.

    Não se esqueça de nos acompanhar também nas outras redes sociais:

    Instagram: @projetoconjectura

    Facebook: Conjectura

    YouTube: canal “Conjectura” https://bit.ly/2VTE4cO

    Spotify: canal “Conjectura” https://spoti.fi/2Kvdly5

    Lives no Facebook todas as quintas-feiras, às 11h (horário de Brasília)

    • 1 hr 6 min
    Conjectura 42 - A democracia e suas novas fronteiras, com prof. Dr. Judikael Castelo Branco

    Conjectura 42 - A democracia e suas novas fronteiras, com prof. Dr. Judikael Castelo Branco

    No Conjectura de hoje, recebemos o prof. Dr. Judikael Castelo Branco, da Universidade Federal do Tocantins, e conversamos sobre as novas fronteiras da democracia.

    O fim do século passado foi saudado, entre outras coisas, pela congratulada afirmação da democracia liberal como o horizonte definitivo e próximo dos governos ocidentais. Esse quadro, sintetizado, por exemplo, nas ideias controversas de Francis Fukuyama, já não condiz com a realidade vivida nos últimos anos. Com efeito, os imensos desafios impostos hoje às democracias ocidentais nos obrigaram a considerar seus limites e suas fronteiras a fim de pensar as condições necessárias à sua manutenção.  Ao fim e ao cabo, a democracia não se mantém por algum estado de graça, antes é fruto do comprometimento daqueles que confiam nos seus princípios. Nosso objetivo passa pela consideração dos espaços de discussão na democracia e do papel de alguns discursos particulares dentro deles, como a ciência e a religião.

    Dialogue conosco deixando suas perguntas, sugestões e reflexões a respeito do tema.

    Não se esqueça de nos acompanhar também nas outras redes sociais:

    Instagram: @projetoconjectura

    Facebook: Conjectura

    YouTube: canal “Conjectura” https://bit.ly/2VTE4cO

    Spotify: canal “Conjectura” https://spoti.fi/2Kvdly5

    Lives no Facebook todas as quintas-feiras, às 11h (horário de Brasília)

    • 1 hr 19 min
    Conjectura 41 - Ética e desastres, com prof. Dr. Charles Feldhaus (UEL)

    Conjectura 41 - Ética e desastres, com prof. Dr. Charles Feldhaus (UEL)

    Questões de ética aplicada são recorrentes na literatura filosófica. Muitos exemplos de aplicações de teorias morais a dilemas também poderiam ser classificados como casos de desastres em qualquer definição aceitável do termo. Mas eu diria que ainda existe pouca literatura especificamente sobre ética e desastres e uma das razões disso poderia ser a vinculação dos casos de desastres com casos de necessidade. Casos em que o melhor que se pode fazer é minimizar os danos materiais e de vidas humanas. A distinção entre preparação a desastres e respostas a desastres desenvolvida por Naomi Zack em seu livro Ethics for Disaster (2009) acredito que abre perspectivas interessantes e mais amplas a respeito das questões éticas relacionadas com desastres. Existem questões éticas até mesmo antes que tais eventos ocorram e a omissão de uma melhor preparação não pode ser usada como desculpa para respostas ruins ou insuficientes. A preparação ocorre antes do evento, a resposta depois do evento e não parece eticamente aceitável realizar uma preparação que não se oriente por princípios morais como aquele que a vida humana tem valor intrínseco e que todas as pessoas merecem igual tratamento. Além disso, uma análise filosófica cuidadosa é necessária até mesmo na apresentação de uma melhor definição do termo ‘desastre’, uma vez que ser considerado um desastre geralmente acarreta obrigações.



    Não se esqueça de nos acompanhar também nas outras redes sociais:

    Instagram: @projetoconjectura

    Facebook: Conjectura

    YouTube: canal “Conjectura” https://bit.ly/2VTE4cO

    Spotify: canal “Conjectura” https://spoti.fi/2Kvdly5


    Lives no Facebook todas as quintas-feiras, às 11h (horário de Brasília)

    • 1 hr 6 min
    Conjectura 40 - A construção e a validação do conhecimento em ciências humanas: subjetividade, narrativa e hermenêutica

    Conjectura 40 - A construção e a validação do conhecimento em ciências humanas: subjetividade, narrativa e hermenêutica

    No Conjectura de hoje, temos o prazer de receber a professora Dra. Marisa Neres, da Universidade Federal do Tocantins.



    A professora propõe uma discussão sobre o modo como é construído e validado o conhecimento produzido pelas ciências humanas, apoiando sua análise no amplo referencial filosófico de Paul Ricoeur e baseando-se em três elementos principais: subjetividade, hermenêutica (interpretação) e a narratividade.



    Dialogue conosco deixando suas perguntas, sugestões e reflexões a respeito do tema.



    Não se esqueça de nos acompanhar também nas outras redes sociais:

    Instagram: @projetoconjectura

    Facebook: Conjectura

    YouTube: canal “Conjectura” https://bit.ly/2VTE4cO

    Spotify: canal “Conjectura” https://spoti.fi/2Kvdly5



    Lives no Facebook todas as quintas-feiras, às 11h (horário de Brasília)

    • 1 hr 9 min
    Conjectura 39 - A relação dos estudos de gênero e interseccionais na psicologia social, com profa. Dra. Jacy Corrêa Curado

    Conjectura 39 - A relação dos estudos de gênero e interseccionais na psicologia social, com profa. Dra. Jacy Corrêa Curado

    Vamos falar sobre a relação dos Estudos de Gênero e Interseccionais na Psicologia Social. Qual é a importância dos estudos de gênero para a psicologia?  A inserção da perspectiva de gênero está alterando o modo de se fazer psicologia?  Quais são as contribuições teóricos metodológicas para esse campo disciplinar? 



    Também dialogaremos com os estudos de complexidade nas ciências humanas, por meio de uma pesquisa interseccional com comunidades de mulheres, aonde se faz possível os cruzamentos de antagonismos das desigualdades, sofrimentos, preconceitos e discriminações, além dos oriundos de sua classe social, raça, etnia, geração. Também será tratado o modo de articular ações de ensino, pesquisa e extensão desse campo-tema por meio de projetos de pesquisas, formação profissional e construção de políticas públicas.



    Não se esqueça de nos acompanhar também nas outras redes sociais:

    Instagram: @projetoconjectura

    Facebook: facebook.com/projetoconjectura 

    YouTube: canal “Conjectura” https://bit.ly/2VTE4cO

    Spotify: canal “Conjectura” https://spoti.fi/2Kvdly5

    Lives no Facebook  as quintas-feiras, às 11h (horário de Brasília)

    • 1 hr 9 min
    Conjectura 38 - Os militares e a política na sociedade brasileira, com prof. Dr. Dirceu Casa Grande Junior

    Conjectura 38 - Os militares e a política na sociedade brasileira, com prof. Dr. Dirceu Casa Grande Junior

    Os militares desempenham um papel bastante ativo na sociedade e na política brasileira desde a criação do Exército e da Armada nacionais na primeira metade do século do XIX. O contexto da Independência do Brasil foi singular para a organização das Forças Armadas e para impulsionar seu protagonismo na política e nas demais dimensões sociais.

    Desde então, os militares, particularmente os do Exército, participam ativamente da vida social, mas, sobretudo, da vida política da Nação. Foram protagonistas em praticamente todos os eventos e acontecimentos importantes da História do Brasil, integrando nossos espaços de experiências e impondo visões e valores, bem como, o peso de sua corporação, com suas contribuições e demandas.

    É diante desse cenário que pretendemos discutir a participação dos militares na política brasileira, analisar os limites e as possibilidades de seu protagonismo e avaliar os desdobramentos de suas ações, atuações e intervenções.

    Não se esqueça de nos acompanhar também nas outras redes sociais:

    Instagram: @projetoconjectura

    Facebook:

    facebook.com/projetoconjectura

    YouTube: canal “Conjectura” https://bit.ly/2VTE4cO

    Spotify: canal “Conjectura” https://spoti.fi/2Kvdly5


    Lives no Facebook  as quintas-feiras, às 11h (horário de Brasília)

    • 1 hr 26 min

Top Podcasts In Social Sciences