34 episódios

ELAS têm o ~dibre.
Dentro e fora das 4 linhas.

Dibradoras B9

    • Futebol
    • 5.0, 3 avaliações

ELAS têm o ~dibre.
Dentro e fora das 4 linhas.

    Dia do Orgulho LGBTI

    Dia do Orgulho LGBTI

    Neste episódio, Angélica Souza, Renata Mendonça e Roberta Nina falaram, no giro de notícias, sobre o planejamento dos atletas da Confederação Brasileira de Judô para um período de treinos em Portugal (será que vai rolar?), a vitória de Tandara Caixeta pelos seus direitos
    trabalhistas na justiça, o posicionamento de Érika contra as desigualdades de gênero no basquete e sobre o adiamento da Libertadores Feminina.

    Em destaque, o trio abordou o Dia do Orgulho LGBTI e lamentou o fato de que, infelizmente no esporte, o tema ainda é tabu entre clubes, federações, torcedores e atletas. Seja para se posicionar ou para incluir esse público, o assunto ainda incomoda e é pouco discutido no meio.

    As dibras falaram sobre atletas trans e usaram o exemplo de Tifanny Abreu para explicar como não é nada fácil fazer a transição de gênero e encarar tanto preconceito na sociedade.

    Outros episódios e posicionamentos importantes da causa também foram relembrados, como o pedido de casamento de Marjorie para Izzy, jogadora de rugby, durante a Rio-2016, o beijo de Abby Wambach em sua companheira na final da Copa de 2015, os discursos impactantes de Megan Rapinoe e a luta de Billie Jean King para assumir sua homossexualidade.

    Peace, love and play!

    • 1h 5 min
    Um ano da Copa do Mundo Feminina que entrou pra história!

    Um ano da Copa do Mundo Feminina que entrou pra história!

    Neste episódio, Angélica Souza, Renata Mendonça e Roberta Nina falaram, no giro de notícias, sobre a saída de Marco Aurélio Cunha do cargo de coordenador de seleções femininas na CBF após cinco anos, a desistência da candidatura brasileira para a sede da Copa do Mundo de 2023 e a vitória histórica de Amanda Nunes sobre Felicia Spencer no UFC 250

    Em destaque, o trio relembrou a Copa do Mundo Feminina de Futebol, realizada há um ano mas que deixou de herança momentos tão significativos para a modalidade. As dibradoras debateram os recordes de audiência e a importância da transmissão inédita feita no Brasil, o marketing feito por diversas empresas que, pela primeira vez, enxergaram a competição das mulheres com o devido valor, as jogadas inesquecíveis e o recorde de 17 gols feitos por Marta e a cobertura da imprensa do Brasil que acompanhou o torneio na França e trouxe mais visibilidade para a nossa seleção.

    Bora relembrar esse bom momento!

    • 1h 27 min
    O retorno do futebol no mundo e no Brasil

    O retorno do futebol no mundo e no Brasil

    Neste episódio, Angélica Souza, Renata Mendonça e Roberta Nina falaram, no giro de notícias, sobre os Ciclos de Videoconferências para o Futebol Feminino, organizado pela FPF e voltado para as atletas dos clubes filiados e sobre a campanha #SafeHome lançada pela FIFA, OMS e Comissão Europeia contra a violência doméstica. As dibras também homenagearam Vadão, técnico que faleceu nesta semana, e relembraram algumas passagens importantes durante a sua carreira

    Em destaque, a tão discutida volta do futebol em meio a pandemia. Em alguns países, as principais ligas foram encerradas ou suspensas e, em outros casos, o futebol está retomando gradativamente as atividades. Mas aqui no Brasil, diante de altos índices de contágio da Covid-19 e recordes de óbitos, é justo em pensar em bola rolando? O trio debateu o assunto.

    Pode dar o play!

    • 1h
    Dia Internacional do Combate à LGBTfobia

    Dia Internacional do Combate à LGBTfobia

    Neste episódio, Angélica Souza, Renata Mendonça e Roberta Nina falaram, no giro de notícias, sobre os 80 anos da primeira partida de futebol feminino realizada no Pacaembu, a reunião marcada para definir a sede da Copa do Mundo de 2023 e trouxeram uma atualização sobre a situação financeira das equipes femininas de futebol em meio à pandemia.

    Em destaque, o Dia Internacional do Combate à LGBTfobia com a participação de torcedoras lésbicas opinando sobre como é ir ao estádio (sozinha ou acompanhada) e sentir que aquele lugar não é acolhedor. Também foi abordado como futebol ainda é um espaço que fortalece muito esse preconceito e, em cima disso, o trio opinou sobre as campanhas que os clubes fizeram para marcar a data.

    Nelson Barros Neto, gerente de comunicação do Esporte Clube Bahia e coordenador do NAA (Núcleo de Ações Afirmativas) do clube, falou sobre a campanha criada para essa data e também sobre as ações práticas que o time baiano realiza para além dos discursos nas redes sociais.

    • 1h 17 min
    Maternidade no esporte

    Maternidade no esporte

    Neste episódio, Angélica Souza, Renata Mendonça e Roberta Nina falaram sobre um assunto que ainda é tabu no meio esportivo e que, de certa forma, pode significar uma penalização para as mulheres: a maternidade.

    O programa foi dividido em quatro tópicos de discussões: “mãe e atleta”, “maternidade solo”, “maternidade entre casais homoafetivos” e “padrões de gênero na criação dos filhos”. Contamos com a participação de mulheres que compartilharam conosco suas experiências pessoais em torno do tema, como: Nildinha (ex-jogadora de futebol), Carol Solberg (jogadora de vôlei de praia), Aline Silva (atleta da luta olímpica), Fabi (ex-jogadora de vôlei) e Rachel Loh (engenheira da Stock Car).

    Debatemos dois aspectos principais do tema e que, de certa forma, estão interligados: o "peso" que se coloca nos ombros das mulheres para criar filhos e como podemos mudar esse cenário quebrando padrões pré-estabelecidos, seja na educação das crianças e no mercado de trabalho.

    Pode dar o play!

    • 1h 31 min
    O Pan de 2007 e a melhor seleção feminina da história

    O Pan de 2007 e a melhor seleção feminina da história

    O episódio dessa semana é todo especial. Aproveitando que a Globo vai reprisar a final do futebol feminino nos Jogos Pan Americanos de 2007 no domingo, voltamos no tempo para trazer os bastidores de um ano histórico da seleção feminina. Roberta Nina, Angélica Souza e Renata Mendonça conduzem o fio dessa história, que é contada por quem realmente viveu aqueles momentos mágicos.

    A capitã Aline Pellegrino, as meio-campistas Rosana e Daniela Alves e a atacante-artilheira Cristiane trazem depoimentos emocionantes e inéditos sobre a conquista daquele Pan no Maracanã lotado. Elas nos contam também histórias da Copa do Mundo daquele ano, quando o Brasil conseguiu seu melhor resultado em Mundiais - o vice-campeonato.

    E fechamos com um bom debate das dibradoras sobre o que ficou daquele ano tão marcante. Essa seleção deixou um legado importante para que o futebol feminino pudesse crescer e para que as mulheres tivessem mais oportunidades no campo.

    Então dá o play para começar a viver essa emoção antes mesmo da bola rolar na Globo neste domingo às 16h.

    • 46 min

Opiniões de clientes

5.0 de 5
3 avaliações

3 avaliações

Top podcasts em Futebol

Ouvintes também assinaram

Mais de B9