35 episódios

O seu podcast de terror, sempre às terças, à meia-noite, com 7 relatos sobrenaturais, além de uma série especial bem trevosa, para ouvir antes de dormir.

LendaCast Daniel Pires

    • Ficção
    • 5.0 • 5 avaliações

O seu podcast de terror, sempre às terças, à meia-noite, com 7 relatos sobrenaturais, além de uma série especial bem trevosa, para ouvir antes de dormir.

    Dois Anos sem Lorraine Warren: como fica seu museu assombrado? | LendaCast #33

    Dois Anos sem Lorraine Warren: como fica seu museu assombrado? | LendaCast #33

    Em 18 de abril de 2019, morria Lorraine Warren, uma das investigadoras paranormais mais célebres dos EUA. Dois anos depois, o trailer do filme "Invocação do Mal 3" é divulgado e relembra um dos casos mais emblemáticos, investigados por ela e seu marido Ed Warren, morto em 2006. Isso demonstra que a obra de Lorraine continua viva e que seu legado jamais será esquecido. Porém, existe uma questão: o museu com os objetos ditos assombrados, agora ficou sem dono e foi deixado intacto no porão de sua residência em Connecticut. Por isso, neste episódio especial, Daniel Pires e Mari Cavalcante, convidaram Fábio Jacques, do canal Muita Brisa, para analisar como ficam e para onde vão esses objetos, que encontram-se trancados no lá no misterioso Museu Ocultista dos Warren. Ao lado de sua namorada, Fábio produziu uma websérie detalhada, sobre esses objetos amaldiçoados que foram investigados por Lorraine e, por isso, aproveitamos o papo neste episódio, para tentar entender como fica o museu assombrado, que agora ficou órfão de sua principal idealizadora: Lorraine Warren. 

    • 31 min
    Caso Debora: A Menina Esquartejada pela Vizinha - Lendas do Brasil | LendaCast #32

    Caso Debora: A Menina Esquartejada pela Vizinha - Lendas do Brasil | LendaCast #32

    Muitos seguidores pediram ao Lenda, para gravar um episódio do LendaCast, sobre a história da menina Debora, que morreu esquartejada por uma vizinha, em 27 de outubro de 1983, em Itaquera, zona leste de São Paulo. A menina tinha apenas 5 anos quando foi morta pela vizinha, que a cortou em pedaços e jogou seus restos mortais pelas redondezas da cidade. O corpo da criança foi sepultado no cemitério da Vila Formosa e sua sepultura começou a ser visitada por centenas de pessoas, que acendiam velas para a alma de Debora e pediam milagres para a menina que, pelo seu grau de sofrimento, teria virado santa e ido imediatamente para perto de Deus, segundo a fé popular. Anos mais tarde, chegavam as placas de agradecimento, vindas de pessoas que afirmavam que Debora era realmente santa e realizava milagres.

    Em 2018, Mari Cavalcante e eu (Daniel Pires), visitamos a sepultura da "Santa Débora", para mostrar os objetos que são deixados por lá. Além de brinquedos e doces, os fiéis também deixam chupetas infantis penduradas em uma árvore que nasceu ao lado do jazigo da menina. O curioso é que não há sequer uma foto de Debora em seu próprio túmulo, muito menos a data de seu nascimento. Só a data de morte, o que a torna um ideia, um corpo místico, uma verdadeira lenda. Neste episódio, vamos relembrar este caso absurdo e também, como este crime, ocorrido há quase 40 anos, ainda desperta ira e reacende lendas urbanas pela cidade de São Paulo.

    • 26 min
    A Lenda da Noiva de Cedral - Lendas do Brasil | LendaCast #31

    A Lenda da Noiva de Cedral - Lendas do Brasil | LendaCast #31

    Existem duas versões sobre esta mesma lenda, contada pela cidade de Cedral, interior de SP, que fala sobre uma misteriosa sepultura onde há a foto de uma moça morta, vestida de noiva. Em uma das versões, conta-se que, ao descobrir uma traição dias antes de se casar, a moça esperou a data de seu casamento e no dia exato, matou o noivo, a amante dele e depois, tirou a própria vida. Na outra versão desta mesma lenda, conta-se que, para se ver livre da noiva e casar-se com a amante, o noivo envenenou apenas uma fatia de bolo e a deu para sua recém esposa. A jovem noiva comeu a fatia de bolo envenenada, passou mal e morreu ali mesmo, na festa de casamento. Reza a lenda que, até hoje, seu espírito vestido de noiva, é visto caminhando perto da capela do cemitério, com uma rosa vermelha na cabeça e arrastando seu longo vestido branco. Porém, Daniel Pires e Mari Cavalcante, investigaram a fundo essa história e descobriram novos detalhes, que mudam todo o rumo dessa lenda urbana. 

    • 20 min
    A Morte de Ronald DeFeo, o assassino de Amityville | LendaCast #30

    A Morte de Ronald DeFeo, o assassino de Amityville | LendaCast #30

    O último personagem vivo da história macabra ocorrida na pequena vila de Amityville (Nova York, EUA), há quase 50 anos, morreu dentro da prisão, na última sexta-feira, 12 de março de 2021. O assassino Ronald DeFeo Jr. (foto), tinha 23 anos, naquele 13 de novembro de 1974, quando matou a tiros, seis membros de sua própria família, após alegar ter ouvido vozes demoníacas que o convenceram a cometer os assassinatos. A casa, palco dos assassinatos, foi vendida para a família Lutz, que morou lá, por apenas 28 dias e saíram de lá às pressas, pois diziam que o local era realmente amaldiçoado. O jornalista Jay Anson, conseguiu entrevistar os Lutz e eles relataram que viam figuras demoníacas pelas paredes da casa, ouviam gritos de agonia e eram acordados por uma banda de marchinha, que tocava muito alto, exatamente às 3 da madrugada e só parava de tocar, quando dava 3:15, hora exata dos assassinatos. Muita gente acredita que tudo isso não passa de lenda, pois os novos moradores desmentem a versão de que a casa é realmente assombrada e sequer tocam no assunto sobre fantasmas. O assassino morreu, insistindo na ideia de que foram as vozes que o levaram a matar a família. Portanto, algo chama a atenção: o legista que fez a autópsia em Ronald, não divulgou a causa da morte do homicida de 69 anos e isto levantou várias teorias sobre o que realmente ocorreu com ele. Neste episódio do LendaCast, Daniel Pires e Mari Cavalcante conversam com Anita Borges, do canal Muita Brisa, que já publicou vários vídeos sobre o tema e, assim como nós, ama esta história. Afinal, o caso sinistro de Amityville, se encerra com a morte de seu principal algoz?

    • 43 min
    O Túmulo que Enche de Água no Espírito Santo - Lendas do Brasil | LendaCast #29

    O Túmulo que Enche de Água no Espírito Santo - Lendas do Brasil | LendaCast #29

    A pequena Maria Gilda morreu em 1923, com alguns meses de vida, afogada em uma bacia com um pouco de água. Após sua morte, jogaram a mesma água que a matou, em sua sepultura e, até hoje, seu túmulo enche de água. Acontece que essa água é tida como milagrosa e pessoas de diversos lugares do Brasil, visitam o cemitério onde ela está sepultada, só para entrar em contato com a tal água que, segundo a fé popular, é capaz de fazer milagres. Neste episódio do LendaCast, Daniel Pires e Mari Cavalcante, exploram os detalhes dessa lenda urbana, em torno da água santa, que brota da sepultura de Maria Gilda, na pequena cidade de Santa Leopoldina, no Espírito Santo. 

    • 27 min
    A Lenda da Mulher de Bronze em MG - Lendas do Brasil | LendaCast #28

    A Lenda da Mulher de Bronze em MG - Lendas do Brasil | LendaCast #28

    Quem mora em Itajubá, município localizado no sul de Minas Gerais, conhece de perto A Lenda da Mulher de Bronze. A dona Gabriela de Moura Fonseca morreu em 1918, odiando aparecer em fotografias. Ai de quem tirasse uma foto dela! Porém, no mesmo ano de sua morte, alguém a fotografou secretamente, quando ela entrava em uma capela para rezar. Para seu ódio eterno, essa única e rara foto de dona Gabriela, a acompanhou até depois de sua morte, pois seu filho guardou a tal foto, mandou esculpir uma estátua de bronze da mãe em tamanho real, igualzinha como ela aparece na fotografia e, claro, que a estátua causou alvoroço em Itajubá, desde quando chegou na cidade. Reza a lenda que a estátua caminha sozinha pelo cemitério e já chegou a ser vista na praça da cidade, em 1925. Neste episódio, Daniel Pires e Mari Cavalcante exploram os detalhes dessa lenda brasileira, muito conhecida em Minas Gerais e que, até hoje, causa arrepios em quem se aproxima de Gabriela, que hoje é uma linda (e macabra) estátua de bronze, que toma conta de sua própria sepultura. 

    • 17 min

Opiniões de clientes

5.0 de 5
5 avaliações

5 avaliações

Nelson Holanda ,

Excelente podcast

Parabéns aí Daniel e a Mari, os eps dos cemitérios ficaram excepcionais, recomendo e recomendarei a todos amigos.

Top podcasts em Ficção

Ouvintes também assinaram